Educação Adventista | Blog - Educ' arte - Prof.ª Séulima
Portal da Educao Adventista

*Educ' arte - Prof.ª Séulima*

7

dez
2012

Flora e fauna

Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de EnsinoComponente CurricularTema
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de leitura
Ensino Fundamental Inicial Meio Ambiente Sociedade e meio ambiente
Ensino Fundamental Inicial Meio Ambiente Manejo e conservação ambiental
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de produção de textos

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Promover o "conhecer" sobre o bioma MANGUE;
  • Compreender a importância de preservar os manguezais;
  • Reconhecer o mangue como um ecossistema muito presente em nosso país e em nossa cidade;
  • Entender que ele é fundamental para a sustentabilidade das comunidades que ali vivem;
  • Identificar problemas existentes nas áreas dos manguezais;
  • Diferenciar os componentes do mangue e reconhecer as suas relações.
Duração das atividades
2 meses
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Apresentar o projeto para a sala, oralmente ou com apresentação de slides; 
  • Verificar o conhecimento prévio dos alunos (o que eles já sabem) sobre o Mangue;
  • Apresentar um vídeo (documentário) para posteriormente fazer um paralelo sobre o que eles já sabem e sobre o que eles viram no vídeo.

 

Site do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=ZpD1KxLv8Zo&feature=related

Estratégias e recursos da aula

          Iniciar o projeto, abrindo as atividades, com um  depoimento de um catador de caranguejo, morador da área do mangue. Esse depoimento servirá para estimular  a importância da preservação do mangue e mostrar para os alunos que as populações carentes residentes no entorno do mesmo,  retiram dali, sua alimentação e renda. Logo após a exposição oral do catador de caranguejos, apresentar para os alunos, cartazes com imagens da fauna e flora do mangue, aproveitando o momento, para falar um pouco das espécies que dependem do mangue para nascer, viver e se reproduzir,  mencionando que o mangue é um grande berçário para muitas espécies, principalmente para o caranguejo.

          No decorrer dos dias, a exploração da temática, acontecerá através de cartazes, poemas, música, interpretação textual e produção de textos (poema, quadrinha, adivinha, acróstico, paródia, texto expositivo, etc.), desenhos, pintura, confecção de origami, reciclagem e pesquisas na internet. Acontecerá também, como atividade final, o momento mais esperado por todos: a visitação ao mangue, onde os alunos irão visualizar e registrar, através de fotos, toda a diversidade de plantas e de animais encontrados por lá, bem como, outras curiosidades também. Na sequência levar os alunos para o laboratório de informática para que criem slides (Power Point) com os registros fotográficos de todos os trabalhos realizados em sala de aula e na atividade extraclasse. Os slides serão apresentados na culminância do projeto (apresentação com Data Show), assim como, todas as produções realizadas pelas crianças, celebrando assim, o Dia Mundial do Meio Ambiente.

 

ATIVIDADE 1 -  Leitura do poema "MAR"

MAR

No mar

Tem siri e ostra,

Marisco e lagosta,

Bichos bonitos,

Bichos esquisitos

O mar

É lindo e gozado,

A gente entra doce,

E sai salgado.

        Zum-Zum-Zum, e Outras Poesias, de Lalau e Laura Beatriz. Companhia das Letrinhas.

 

- O poema deverá está escrito em um cartaz para que se possa realizar a leitura para a classe, em seguida será realizada a interpretação do texto. O professor fará perguntas como:

  • Quem já foi ao mar?
  • Alguém conhece o siri? E a lagosta?
  • O que o siri, a lagosta e o caranguejo têm em comum?
  • O siri e a lagosta vivem no mangue como o caranguejo? O que vocês acham?
  • Por que no poema diz que no mar têm bichos bonitos e bichos esquisitos?
  • De que bichos esquisitos a autora está falando?
  • No poema fala, que a gente entra doce no mar e depois sai salgado, o que isso quer dizer?
  • No mar tem sal?
  • O poema fala que o mar é lindo e gozado. Por quê?
  • Aproveitar também para fazer perguntas sobre quem escreveu o texto, o nome do livro e a editora. 

- Após a leitura e interpretação realizada oralmente, os alunos deverão transcrever o texto para o caderno, para que eles possam conhecer a estrutura de um poema. No momento o professor deverá fazer as intervenções necessárias, para que eles percebam que, num poema, as frases são chamadas de versos, e que cada verso está escrito numa linha. Outras atividades de escrita e leitura poderão estar sendo realizadas com esse texto, observando as hipóteses da sua turma; pré-silábica, silábica (com vl sonoro e sem vl sonoro), silábica-alfabético e alfabético. 

- Ilustrar o poema. (Livre). Nessa atividade deixar que o aluno crie a partir do entendimento dele sobre a leitura e discussão relacionado ao texto.

 

 

ATIVIDADE 2 - Criar um acróstico com a palavra CARANGUEJO

- Conversa motivadora inicial com os alunos, verificando seus conhecimentos prévios e preparando-os para a aprendizagem do gênero textual "acróstico".

-Explique para as crianças o que é  Acróstico.

 

 

ATIVIDADE 3 - Ler e cantar para brincar

- Esta atividade será um momento de descontração, antecedendo a próxima atividade do projeto.

  • Expor a cantiga de roda, escrito, num cartaz e fazer a leitura coletiva do texto;
  • Aproveitar o momento e trabalhar a leitura individual dos alunos, fazendo as intervenções necessárias, principalmente na segmentação do texto, para que eles possam entender que, o que se fala é o que se escreve; 
  • Escrever lista de palavras (nomes de bichinhos que moram no mar)
  • Na sequência colocar o CD (disponível no youtube) e ouvir a música com os alunos;

 

CARANGUEJO NÃO É PEIXE

Fui à Espanha
Buscar meu chapéu
Azul e branco
Da cor daquele céu

Olha palma, palma, palma
Olha pé, pé, pé
Olha roda, roda, roda
Caranguejo peixe é

Caranguejo não é peixe
Caranguejo peixe é
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré

Samba crioula
Que vem da Bahia
Pega essa menina
E joga na bacia

A bacia é de prata, areada com sabão
E depois de areada
Vai lavar o seu roupão.

O roupão é de seda
Camiseta de filó
Cada um pega o seu par
Para dar bênção à vovó

A benção vovó, a benção vovó!

 

-Trabalhar com os alunos  um origami - caranguejo

          Inserir a dobradura de papel numa aula, num projeto, além de ser prazeroso, você professor, estará trabalhando a concentração e o raciocínio. Através das dobraduras as crianças aprendem além dos conceitos geométricos, aprendem também, sequência de ordens (sequência temporal). Aproveite o momento e peça para que eles construam um origami de caranguejo. Siga o passo-a-passo, observando a imagem abaixo:

 

                            ORIGAMI - CARANGUEJO

Origami

http://perspectivasdoolhar.blogspot.com.br/2012/08/origami-animais-marinhos-15-caranguejo.html

 

- Reciclar é preciso!

          Atenção professor! Nessa atividade, procure conversar com os alunos anteriormente, sobre a importância da reciclagem, retomando as questões dos cuidados que devemos ter com o lixo produzido pelos seres humanos e que, muitas vezes, são jogados no meio ambiente, prejudicando ecossistemas como o mangue, por exemplo. Debater questões como essa: O que fazer com o lixo que nós produzimos? É HORA DE RECICLAR (caranguejo) - Atividade

  • O momento pede a colaboração dos pais e/ou responsáveis. Faça um bilhetinho pedindo para que eles consigam através das lanchonetes, embalagens usadas de sanduíches (pode ser de isopor ou de papelão) e canudinhos. Peça para que eles limpem o material adquirido e enviem para a escola através do filho(a).
  • Siga o modelo da imagem abaixo, do brinquedo (caranguejo) que foi confeccionado com material reciclado. Observe o passo-a-passo e explique para as crianças como fazer!

 

Obs. Caso não consiga as embalagens de sanduíches, você poderá substituir por caixas que tenham o mesmo formato. 

 

Reciclagem

http://www.pragentemiuda.org/2012_05_01_archive.html

 

 

ATIVIDADE 4 - Navegar é preciso

- Esta atividade tem como objetivo principal, além da leitura, fazer uma reflexão sobre a importância deste ecossistema para o meio ambiente e para nossas vidas.

1.     Levar os alunos para o laboratório de informática, acessar o site http://issuu.com/crabboycomics/docs/manguezal e clicar na história em quadrinhos do Menino Caranguejo Manguezal. Além dessa historinha, lá você encontrará várias outras. 

2.     Num outro momento, levá-los novamente para assistir ao vídeo (curta) "CARANGA - do outro lado do manguezal". Site: http://www.caranguejo.org.br/caranga-do-outro-lado-do-manguezal/

 

 

ATIVIDADE 5 - Produção textual

  1. Navegar na internet, procurando informações sobre o bioma MANGUE. Pedir que os alunos façam uma pesquisa utilizando palavras-chave como: MANGUE, MANGUEZAL, BIOMAS, etc.;
  2. Pedir que eles leiam tudo com muita atenção e depois para produzir um texto(coletivo) expositivo de tudo que eles aprenderam. Você poderá ser o escriba.
  3. Divida os alunos em grupo e peça que construam cartazes sobre o que aprenderam. Oriente-os a planejarem o que vão fazer antes de realizarem a atividade. Lembre aos alunos que o trabalho em grupo requer saber ouvir e respeitar a opinião dos colegas para poderem decidir, em conjunto, o que irão fazer.

 

 

ATIVIDADE 6 - Visitação ao MANGUE

- Chegou o dia mais esperado por todos: A visitação ao mangue. Professor, no dia anterior ao passeio, converse com os alunos sobre esse momento, é bom que eles se sintam seguros e estimulados. Faça perguntas do tipo: Alguém aqui já foi ao mangue? Como será essa visita? Será que vamos encontrar caranguejos? Será que o mangue da nossa cidade está poluído?

Atenção professor! A visita ao mangue deverá ser comunicada com antecedência aos pais. Observe e liste alguns itens que serão necessários para que as crianças levem consigo durante o passeio. Exemplo: Garrafa com água, chapéu, boné. Todos deverão estar calçados com tênis!

  1. Levar os alunos para visitar o mangue e registrar através de fotos, tudo que eles viram de interessante por lá!
  2. Na culminância do projeto, convide aos pais e toda a escola, para visitarem a exposição dos trabalhos realizados e assistirem a uma apresentação (slides) de tudo que aconteceu durante todo trabalho realizado na escola como também no momento da visita ao mangue.

 

BOM TRABALHO PROFESSOR!

Recursos Complementares

 

- Poema: O MAR

Zum-Zum-Zum, e Outras Poesias, de Lalau e Laura Beatriz. Companhia das Letrinhas.

- Cantiga de roda - CARANGUEJO NÃO É PEIXE

http://letras.mus.br/cantigas-populares/1483143/

- História em quadrinhos - Menino Caranguejo Manguezal

http://issuu.com/crabboycomics/docs/manguezal

- Tirinhas (sugestão para trabalhar atividades (produções)

http://www.meninocaranguejo.com

-Vídeo - CARANGA - Do outro lado do manguezal (curta)

http://www.caranguejo.org.br/caranga-do-outro-lado-do-manguezal/

- Sites pesquisa

www.escolakids.com/manguezal.htm

http://www.brasilescola.com/brasil/mangues.htm

www.wikipedia.org/wiki/Manguezal

www.youtube.com/watch?v=yrmWIzDWNhE

http://www.youtube.com/watch?v=2dcSrxtVJ6Q&feature=related

www.alunosonline.com.br/geografia/manguezal.

http://www.youtube.com/watch?v=ZpD1KxLv8Zo&feature=related

 

- Site busca

www.google.com.br

 

OUTROS RECURSOS

  • Cartazes
  • Micro system
  • CD
  • DVD
  • Vídeo
  • Televisão
  • Máquina fotográfica
  • Data Show
  • PC (Laboratório de informática)
  • Internet
  • Tinta guache
  • Hidrocor
  • Chamex
  • Cola
  • Canudo
  • Embalagem usada (isopor) lanche
  • Bola pequena de isopor
  • palito de churrasco
  • Giz
Avaliação

               A avaliação será processual e contínua, deverá ser realizada em todas as etapas do projeto envolvendo a observação, participação, realização de atividades, interesse dos alunos e análise reflexiva constante das tarefas desenvolvidas em sala de aula para que assim o professor possa perceber os avanços , necessidades e dificuldades dos alunos e fazer as intervenções necessárias.

comentários[0]

7

dez
2012

Gêneros Textuais

Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de EnsinoComponente CurricularTema
Ensino Médio Língua Portuguesa Gêneros discursivos e textuais: narrativo, argumentativo, descritivo, injuntivo, dialogal
Ensino Médio Língua Portuguesa Produção, leitura, análise e reflexão sobre linguagens
Ensino Médio Língua Portuguesa Gêneros digitais: impacto e função social

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

- Reconhecer a propaganda como um meio de interação entre leitor, mídia e sociedade;

- Desenvolver o pensamento crítico diante das propagandas que circulam frequentemente no meio social;

- Compreender os diferentes contextos de comunicação e sua intencionalidade.

Duração das atividades
4 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Noção de argumentação;

Estratégias e recursos da aula

mafalda

Fonte: http://www.consciencia.net/img/mafalda-tv.jpg

 

O consumo pela propaganda

Professor, o objetivo desta aula é trabalhar os elementos que compõem o gênero discursivo anúncio publicitário.

Antes desta aula, solicite aos alunos que tragam propagandas de produtos, podendo ser de consumo próprio ou não. Peça que anotem o local, ou seja, o suporte ontem encontraram as propagandas (nome e seção da revista, jornal, site, fotografia de outdoor, etc).

É importante explicar aos alunos que, o anúncio publicitário é a representação do produto, com o objetivo de despertar nos consumidores a vontade de adquiri-lo, ou seja, seduzi-los a adquirir os produtos anunciados ou divulgar ideias.

Comente que o gênero discursivo publicitário circula nas práticas sociais da mídia, ou seja, em todos os aspectos da vida social e cultural. Dessa forma, é preciso conhecer os instrumentos de trabalho e os objetivos deste gênero, visando compreender a influência da publicidade na sociedade contemporânea e principalmente na formação das identidades de gênero.

Comente como é importante estarem atentos ao que está escrito e na forma como estão postas, ou seja, os anúncios exploram muito o implícito.

atividade1

Pergunte aos alunos:

Você já percebeu que muitas vezes as imagens dizem muito sobre um determinado produto ou anúncio?

Após mostre aos alunos a palavra Consumo e pergunte o que esta palavra representa. Deixe que os alunos falem suas definições em poucas palavras.

Acesse aqui para baixar a imagem da palavra Consumo:

consumo4

Fonte: http://goo.gl/5mbkm

 

Em seguida, apresente esta palavra em diferentes formas. Pergunte então o que cada palavra representa, que tipo de consumo eles veem a partir das representações das palavras.

consumo1

Fonte: goo.gl/DTmkL

 

consumo

Fonte: goo.gl/Te0Vn

consumo3

Fonte: goo.gl/zhjWq

Em seguida, peça aos alunos que representem uma definição para a palavra "consumo" por meio de uma frase, estrofe de um poema, acróstico, de palavras-chaves ou até um desenho. Em seguida, propicie que apresentem ao restante dos alunos as diferentes definições. Professor, você irá perceber que cada um irá trazer uma definição. Após apresente as imagens abaixo para mostrar que tal palavra carrega muito mais ideologia do que eles exemplificaram.

Acesse as imagens relacionadas à palavra consumo:

propaganda

Fonte: http://goo.gl/43lLa

 

Após mostrar as imagens é possível apresentar a eles a seguinte definição:

saibamais2Consumo, segundo o antropólogo argentino Nestor Canclini, pode ser definido como o conjunto de processos socioculturais nos quais se realizam a apropriação e os usos dos produtos para atender às necessidades de sobrevivência humana. A atividade de consumir passou a ser o ponto central da existência humana quando a capacidade de 'querer', 'desejar', 'ansiar por' e, particularmente, de experimentar tais emoções repetidas vezes passou a sustentar a economia mundial. Inúmeros autores dedicaram seu tempo a estudar o fenômeno da globalização e sua relação com o consumo. Destacamos, em especial, o geógrafo brasileiro Milton Santos que considera a existência de pelo menos três mundos num só. Quais seriam esses três mundos e como se dá o fenômeno do consumo neles, é um dos temas do livro Por uma outra globalização: do pensamento único a consciência universal.

Fonte: http://www.sociologia.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=329

Existem muitas possibilidades para o trabalho com o tema consumo, caso queira poderá propiciar uma pesquisa sobre o assunto "Consumo e Sociedade" e realizar uma interdisciplinaridade com a disciplina de Sociologia.

Professor, para finalizar esta atividade comente que as palavras estão carregadas de conteúdo ideológico, que com base nas definições puderam perceber que a palavra é determinada tanto por quem fala como a quem precede. E é nesse momento que são construídos os significados. Explique que surgiram diferentes definições de consumo porque cada interlocutor definiu de acordo com sua cultura, o momento social, onde mora, idade, ideologias, experiências, entre outros aspectos. E em seguida, apresente o vídeo do poema: Eu, Etiqueta, Carlos Drummond de Andrade.

 

video_etiqueta

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=nUtOvvY0zfo

Outra sugestão é após o vídeo trazer o poema para a leitura e interpretação em sala.

 

atividade2

Vamos à propaganda!

Professor, faça uma breve explicação aos alunos com base nas informações abaixo:

Os anúncios publicitários são compostos de textos híbridos, relacionando elementos verbais e não verbais, sendo que os recursos visuais são de forte representação. Neste sentido, para estudar as propagandas ou anúncio publicitários é importante analisá-los considerando o gênero, as representações sociais, o vocabulário, a coesão e a intertextualidade, bem como outras representações imagéticas.

Pergunte aos alunos:
Você se lembra de algum anúncio publicitário ou propaganda? Qual?
Em que locais costuma ver anúncios publicitários?
Você acredita que a publicidade pode influenciar as pessoas?
Você já comprou algo a partir de uma propaganda? Como o produto adquirido foi divulgado?

Professor, muitas vezes alguns exemplos de produtos mencionados pelos alunos são relacionadas a algumas marcas. Caso isso aconteça, aproveite para explicar que as marcas têm um grande poder persuasão devido às estratégias de publicidade que são utilizadas, que existem profissionais de marketing e publicidade que fazem isso estrategicamente para convencê-lo a usar tal marca e até mesmo identificando-se. Há situações também que a marca patrocina o jogador de futebol favorito, o ator preferido ou até mesmo retrará (por meio do comercial) um ideal de vida almejado.
 

Comente que um forte elemento das grandes campanhas publicitárias é o Slogan, conhecido como frase de impacto. E apresente o quadro:

nike

Você sabe o que é um slogan?

Slogan é uma frase associada a um produto ou marca. Ele funciona como um grito de guerra, para isso é curto, sonoro, memorável, original, conciso, fácil de memorizar e capaz de despertar simpatia pela marca ou pelo produto anunciado. Talvez você se lembre de alguns exemplos como: Super Nescau, energia que dá gosto!"; "Danoninho: vale por um bifinho"; "Coca Cola é isso aí!"; "Quem pede um pede Bis!"; "Tomou Doril / a dor sumiu!"; "Bom Bril, mil e uma utilidades".

Sendo assim, os anúncios são impactantes, utilizam palavras cuidadosamente selecionadas, músicas sedutoras (jingles) e imagens chamativas, criando uma expectativa e mostrando que ele está satisfazendo uma necessidade real ou imaginária.

Adaptado de: <http://criacaoneurologica.blogspot.com.br/2011/11/o-que-publicidade-vende-para-sociedade.html>. Acesso em 03/09/2012.

Para conhecer outros slogans que marcaram campanhas publicitárias acesse o site: Disponível em: http://willyrenan.wordpress.com/2010/08/23/slogans-que-marcaram/. Acesso em 03/09/2012.

 

curiosidade

A utilização de slogans em campanhas publicitários não é uma coisa nova. Uma famosa campanha publicitária de 1967, com Chico Anysio como garoto propaganda, marcou a história das Havaianas. O slogan mais conhecido do produto é "As legítimas", uma vez que, devido ao sucesso dessa marca, muitas outras empresas lançaram produtos semelhantes para concorrer com as Havaianas. Em 1962, o personagem Didi (vivido por Renato Aragão, dos Trapalhões) foi garoto propaganda da marca, lançando o também famoso slogan "Ô psiti, não deforma, não tem cheiro, não solta as tiras". Na década de 1990, Didi retorna à publicidade da marca com a campanha "Isso é amor antigo" divulgando a linha. Em seguida o cantor Tom Jobim, também garoto propaganda da marca, ficou tão marcado que muitos pensavam que ele poderia ser o dono da companhia.
Após a saída do compositor, entra a socialite Vera Loyolla divulgando o produto com o tema "Todo mundo usa Havaianas" que, depois, também foi divulgada com o ator Luiz Fernando Guimarães que flagrava personalidades usando Havaianas.

Fonte: <http://pt.wikipedia.org/wiki/havaianas>. Acessado em 03/08/2012.

 

Em seguida, organize a turma em grupos de 5 ou 6 alunos para que analise os anúncios e respondam as questões abaixo. Organize um momento para que a turma possa realizar uma apresentação das análises dos anúncios.

Apresente um anúncio da marca Havainas: Com certeza você conhece a marca Havaianas e já deve ter visto várias propagandas sobre esse produto, vamos ver então este anúncio:

abapuru

Fonte: http://pehdechinelo.blogspot.com.br/2012/06/havaianas-qual-sua.html

1) Já conhecia este anúncio? Onde viu?

2) Consegue perceber qual é intencionalidade dele?

3) Considerando todo o anúncio, qual é o efeito de sentido que se pode perceber a partir da frase no topo do anúncio "Todo mundo usa"?

4) Podemos perceber que o anúncio explorou o recurso de intertextualidade, qual é a intertextualidade representada nele?

5) A paisagem tem alguma relação com o anúncio? E a obra de arte escolhida?
 

 

icone_inter

Professor, como sugestão você poderá realizar uma interdisciplinaridade com a disciplina de Arte.

A imagem utilizada na campanha foi inspirada na obra Abaporu, de Tarsila do Amaral. Este é o quadro mais importante já produzido no Brasil. Tarsila pintou um quadro para dar de presente para o escritor Oswald de Andrade, seu marido na época. Quando viu a tela, assustou-se e chamou seu amigo, o também escritor Raul Bopp. Ficaram olhando aquela figura estranha e acharam que ela representava algo de excepcional. Tarsila lembrou-se então de seu dicionário tupi-guarani e batizaram o quadro como Abaporu (o homem que come). Foi aí que Oswald escreveu o Manifesto Antropófago e criaram o Movimento Antropofágico, com a intenção de "deglutir" a cultura europeia e transformá-la em algo bem brasileiro. Este Movimento, apesar de radical, foi muito importante para a arte brasileira e significou uma síntese do Movimento Modernista brasileiro, que queria modernizar a nossa cultura, mas de um modo bem brasileiro. O "Abaporu" foi a tela mais cara vendida até hoje no Brasil, alcançando o valor de US$1.500.000. Foi comprado pelo colecionador argentino Eduardo Costantini.

Disponível em: <http://www.tarsiladoamaral.com.br/versao_antiga/historia.htm> Acesso em: 02/08/2012.

 

Agora vamos ver outro anúncio, publicado na revista Isto É:

vivo

 

1) Qual é o produto que está sendo vendido?

2) Qual é a marca do produto?

3) Que tipo de público a propaganda tem o objetivo de atingir?

4) Onde ela foi divulgada?

5) Qual a intenção do locutor em apresentar um casal de jovens na propaganda?

6) A expressão "pega bem" é ambígua. Por quê?

7) Qual o efeito de sentido provocado pelo uso do verbo no presente?

8) "No dia 12 de junho, dê um Vivo para seu amor falar de graça com qualquer Vivo." O pronome "seu" se refere a quem?

9) A palavra "Vivo", que aparece duas vezes no enunciado, tem duplo sentido. Explique.

10) Na propaganda, o autor usou palavras que exprimem qualidade, mostrando os aspectos positivos do produto para convencer o consumidor a adquiri-lo. Que palavras são essas?

11) Na sua opinião, existem outras marcas de celulares que também podem ter as mesmas qualidades?

 

Vamos analisar outro anúncio:

marge2 

Fonte: http://cibeletenorio.wordpress.com/tag/propaganda/

Em seguida, apresente as questões para que sejam respondidas no caderno:

1) Qual o argumento da propaganda?

2) Justifique a expressão facial da personagem.

3) De acordo com a imagem, qual é o principal objetivo do creme "Dove"?

4) Qual é o possível interlocutor desta propaganda?

Vamos ler um anúncio observando qual o efeito que causou um anúncio que se utilizou somente de elementos não verbais:

clorets

Fonte: http://furrubanhento.wordpress.com/category/propaganda/

Em seguida, apresente as questões para que sejam respondidas no caderno:

1) Qual a sensação que a imagem lhe causou?

2) Mesmo sem o uso de linguagem verbal, é possível saber qual o efeito prometido pela goma de mascar do anúncio?

3) Qual é o objetivo do anunciante?

 

Professor, mostre em seguida outras propagandas analisando alguns erros encontrados nelas, bem como o discurso presente:

Professor, apresente este vídeo comentando anteriormente a presença de estrangeirismo nos idiomas e explique que serão apresentadas dúvidas comuns de ortografia e uso de preposição. Neste episódio do programa "Nossa língua portuguesa", da TV Cultura teremos uma explicação sobre a grafia de palavras com os prefixos mini e macro e de bem-vinda, entre outros aspectos. O vídeo apresenta também uma entrevista com o embaixador e escritor Sérgio Correia da Costa, que trata do uso de palavras estrangeiras nos idiomas.

 

atividade3

 

Após a leitura e análise de vários anúncios publicitários e a discussão da finalidade desses textos, os grupos deverão criar seu próprio anúncio publicitário, se possível de algo que ainda não exista (para explorar a imaginação). Para isso, deverão criar uma marca para tal produto, ilustrar o produtor e elaborar um texto (curto, convincente e criativo) para divulgar o produto "criado". Esta atividade deverá ser realizada em grupos de 3 ou 4 alunos, utilizando uma folha de sulfite ou cartolina para o esboço. É possível também que algumas imagens sejam pesquisas e trabalhadas no laboratório de informática em programas como o  Paint ou no próprio Power Point, mesclando imagens pesquisadas com a criatividade deles. Após atividade produzida, corrigida, finalizada e apresentada para o restante da turma, esta poderá ser postada num Tumblr para registrar desde a pesquisa realizada durante as aulas e até o anúncio produzido.

tumblr

É uma plataforma de blog que permite aos usuários publicarem textos, imagens, vídeo, links, citações, áudio e "diálogos". A maioria dos posts feitos no Tumblr são textos curtos. A plataforma permite aos usuários seguir outros usuários e ver seus posts em seu painel. Também é possível "gostar" (favoritar) ou "reblogar" (semelhante ao RT do Twitter) outros blogs.

Para esta atividade é necessário criar um perfil no tumblr e postar sobre o assunto pesquisado, em seguida inserir as imagens mesclando os conteúdos pesquisados. Podem inserir as sínteses das pesquisas sobre os filmes, diretores, atores, etc. Pode ser indicado para postarem outras atividades produzidas em sala de aula.  Este tumblr deverá ser criado pelo grupo e destinado às atividades em sala de aula.

Para aprender a criar um tumblr acessem: http://www.compulsivo.com.br/2009/09/o-que-e-tumblr-guia-basico-para.html

Para criar seu tumblr acesse o site: https://www.tumblr.com.

Dicas para a produção:

Professor, explique que os alunos deverão considerar os anúncios acima, e entender que a propaganda é a arte de convencer e seduzir, ela tem como objetivo realizar um bom anúncio, para isso existem recursos estilísticos e semânticos que poderão ajudar. Dependendo do interlocutor que a propaganda quer atingir deverão pensar os elementos que serão utilizados. Não pode faltar uma marca, imagem, slogan, entre outros elementos que chamem atenção.

Comente que os anúncios deverão  deixar claro qual é o produto, mas nas entrelinhas eles poderão seduzir os leitores para a compra. Dessa forma, deverão definir qual será o produto, quem é o público-alvo para o uso do produto e, de acordo com o tipo de público (feminino, masculino, jovem ou idoso) deverão direcionar  a formalidade da linguagem. Assim, a publicidade acaba vendendo desejos, instigando e, às vezes, até os inventando se for necessário.

Lembre os alunos que definindo a quem se destina seu anúncio, deverão direcionar relacionando situações que irão chamar atenção deste específico interlocutor. Por exemplo, se formem jovens leitores, pense em anunciar produtos de seu interesse, para seduzir extrapole nas cores, utilize linguagem específica, imagens impactantes que faça parte de seu mundo, estabelecendo assim, uma relação com o leitor.

Explore também com os alunos os suportes dos anúncios. Em geral eles poderão imaginar que serão divulgados por meio de panfletos, propaganda no rádio, propaganda na televisão, propaganda no jornal, outdoors, cartazes ou outros. Não deixe de definir o suporte desta produção, neste caso, poderá ser o tumblr.

 

sugestoes

Outra sugestão de atividade é para o trabalho com a oralidade!
Além dos alunos apresentarem as propagandas aos colegas, pode-se propor elaborar uma propaganda televisiva. Primeiramente gravem uma propaganda (ou mais) para explorar os recursos que ela apresenta (quem apresenta o produto - é alguém conhecido ou não, é criança, é mulher, etc), o lugar onde se passa a propaganda (mercado, rua, loja, estúdio, etc), a expressão facial, a linguagem utilizada (formal, técnica), os recursos estilísticos etc. Em seguida, vamos à produção!

(Adaptado de: BAUMGÄRTNER; COSTA-HÜBES (orgs.). Sequência Didática: uma proposta para o ensino da Língua Portuguesa nas séries iniciais. Cascavel: Assoeste, 2007.)%u200F

Recursos Educacionais
NomeTipo
Estrangeirismo; mini/macro; bem-vinda; erros de propaganda [Nossa língua portuguesa] Vídeo
Recursos Complementares

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Letramento e oralidade no contexto das práticas sociais e eventos comunicativos. In:  In: SIGnORInI, Inês (Org.). Investigando a relação oral/escrito e as teorias do letramento. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. O papel da atividade discursiva no exercício do controle social. Cadernos de Linguagem e Sociedade, 7, p. 7-33, 2005.

SCHNEUWLY, Bernard. et al. (Org.). Gêneros orais e escritos na escola. Trad. Roxane Rojo e Glaís S. Cordeiro. Campinas: Mercado de Letras, 2004.

CARRASCOZA, João A. A evolução do texto publicitário: a associação de palavras como elemento de sedução na publicidade. São Paulo: Atlas, 1997.

ALVES, Rosângela Aparecida. CALVO, Luciana Cabrini Simões. O gênero textual anúncio publicitário: análise de sua implantação em sala de aula. Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/333-4.pdf>. Acesso em: 04/09/2012.

Avaliação

Avaliar se o aluno percebeu a postura de posicionar-se criticamente da esfera publicitária, bem como se questionou a veracidade do que está sendo anunciado. Considerar na avaliação a utilização da argumentação e refutação diante da produção do anúncio publicitário, bem como a representação do produto.

Durante toda a aula deve-se considerar a participação do grupo individualmente, observando as informações que cada aluno traz, as discussões suscitadas, o envolvimento na produção, entre outros aspectos. A produção final poderá ser avaliada considerando as adequações ao gênero solicitado.

comentários[0]

7

dez
2012

Emprego do Hífen

Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de EnsinoComponente CurricularTema
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Língua oral e escrita: prática de produção de textos orais e escritos

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

Usar adequadamente a grafia do hífen,

 Conhecer as regras para uso do hífen;

Utilizar a linguagem oral e escrita para expressar suas ideias observando as novas regras de ortografia.

Duração das atividades
03 aulas (55 minutos)
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

- É necessario que o professor faça um levantamento para saber o que os alunos sabem sobre o uso do hífen, e o acordo ortográfico.

Estratégias e recursos da aula

 - aula interativa;

- aula em laboratório de informática;

-atividades em grupo.

 Aula  1

 Introdução da aula:  Assistir com os alunos o vídeo Hífen  salvo previamente no pen drive para exibição no dat-show:

http://youtu.be/X417g_R5reE

- Depois do término do video será feito uma revisão do conteúdo com os alunos e depois o professor passará esse conteúdo no quadro para que os mesmos possam copiar, os alunos deverão fazer a atividade na próxima aula por causa do tempo.

Conteúdo:

HÍFEN

 É um sinal que serve para separar sílabas ligar pronomes aos pronomes aos verbos e formar palavras compostas. Na formação de palavras, algumas convenções são adotadas segundo o Acordo Ortográfico. As principais.

Na derivação

Emprega-se o hífen para separar o prefixo ou pseudoprefixo do segundo elemento quando:

 1) O segundo elemento começa por h: extra-humano, pré-história, anti-higiênico, super-homem.

Exceções: palavras iniciadas pelos prefixos des- e in- e cujo segundo elemento perdeu o h inicial: desumano, inábil.

 2) o primeiro elemento termina com a mesma vogal com que inicia o segundo: anti-ibérico, micro-ondas, semi-internato.

 Nas formações com prefixo co-, pro-, pré- e re-, estes se aglutinam, em geral, com o segundo elemento, mesmo quando iniciado por o ou e: coordenar, coautor, procônsul, preeleito, reeleição.

 3) o prefixo hiper-, inter-, super- e sub- são seguidos por elementos iniciados por r ou h: hiper-rígido, inter-religioso, super-requintado, sub-reitor.

 4) a palavra inicia pelos prefixos pós-, pré- e pró-:  pré-escolar, pós-graduação, pró-desenvolvimento.

  

Não se emprega hífen quando:

 1) O primeiro elemento termina em vogal e o segundo inicia por r ou s: antirreligioso, contrarregra, cosseno, microrradiografia.

Observe que se deve dobrar o r ou s:

2) o primeiro elemento termina em vogal diferente da que inicia o segundo: antiaéreo, agroindustrial.

Na composição

Emprega-se hífen quando:

1) Elementos mantêm tonicidade própria: decreto-lei,  guarda-noturno.

Exceções: paraquedas, bateboca, tocafitas.

2) a palavra designa espécie botânica ou zoológicas: amor-perfeito, vitória-régia.

 3) a palavra se inicia por além, aquém, recém e sem:  além-mar, recém-casados, sem-cerimônia.

 Aula 2  (EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO)

O professor levará para sala de aula cópias do exercício abaixo e após um tempo, fará a correção com os alunos retirando as duvidas que surgirem.


Exercício de fixação:

1 -Transcreva as frases a seguir em seu caderno, completando-as com as formas adequadas das palavras indicadas:

 a.     Comer sem lavar as mãos é (anti-higiênico/antihigiênico)

b.    Ele fez um esforço (sobre-humano/ sobrehumano) para terminar este trabalho.

c.     Aquelas pessoas vivem em condições (subumanas/sub-humanas)

d.    Ele é um engenheiro (aeroespacial/ aero-espacial)

e.    Estou cursando (auto-escola/ autoescola) para aprender a dirigir.

f.      O acidente ocorreu no acesso à (auto-estrada/ autoestrada).

g.    Meu professor é um dos (co-autores/ coautores) desta obra.

h.    O governo adotou medidas (anti-inflacionárias/ antiinflacionárias)

i.      Os (exalunos/ ex-alunos) visitaram sua antiga escola.

2 - Em seu caderno transcreva a forma correta das palavras abaixo:

Inter-atividade/interatividade

Além-mundo/ além mundo

Co-ordenar/ coordenar

Guarda-chuva/ guardachuva

Castanha-do-pará/ castanha do Pará

Inter-racial / interracial

Antissocial / anti-social

3 - Identifique a alternativa em que o hífen foi indevidamente usado:
a) circum-meridiano;
b) circum-hospitalar;
c) circum-escolar;
d) circum-navegação;
e) circum-polaridade.

4 - Assinale a opção incorreta:
a) inter-humano;
b) inter-hemisférico;
c) inter-relacionar;
d) interrelacionar

 Aula 3

Levar os alunos ao laboratório de Informática e orientá-los a se organizar em pequenos grupos (3 ou 4), e pedir que os mesmo acessem o site informado.

jogo

http://educarparacrescer.abril.com.br/regras-hifen/index.shtml

 O referido site é um jogo com as novas regras do uso do hífen, cada aluno deverá jogar pelo menos uma vez.

Recursos Complementares

Outros recursos para aprofundamento do conteúdo:  Dicionário; Gramática.  (poderão ser utilizados para consultar, e retirar dúvidas)

 Sugestão de leitura para o professor:

Livro - Nova Ortografia, A - Claudio Cezar Henriques

Nova Gramática: A Reforma Ortográfica por Professor Pasquale

Avaliação

 A avaliação será feita diante da partipação, do exercício e do desempenho no jogo.

comentários[0]

7

dez
2012

Brincadeiras Na Sala de Aula

Estrutura Curricular

Modalidade / Nível de EnsinoComponente CurricularTema
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Concepção de ensino e aprendizagem

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

Através da brincadeira "O que é, o que é?", os alunos das diversas fases do conhecimento de leitura e escrita, entrarão em contato com um material escrito e farão uso social do mesmo, ampliando seu repertório, conhecendo novas palavras.

Conhecimento de um novo tipo de texto.

Fazer leitura por inferência.

Duração das atividades
1 aula de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não são necessários conhecimentos prévios.

Estratégias e recursos da aula

Folha com a atividade.

Atividade 1

Perguntar se as crianças conhecem a brincadeira do "O que é, o que é?". Convidar as que conhecem para lançar os desafios do "O que é o que é ?" para o restante a turma.

Após perceber que o grupo já compreendeu a proposta da brincadeira, criar seus próprios desafios para turma adivinhar, entregar a folha do "O que é, o que é ?".

Obs: o modelo abaixo são sugestões; o professor pode criar novas propostas.

A atividade pode ter duas propostas, com objetivos distintos.          

Primeira proposta:

 

Modelo:

NOME DA ESCOLA:
NOME:
DATA: ____/____/____


ADIVINHAS

1) O QUE É O QUE É, TEM COROA, MAS NÃO É REI, TEM ESCAMAS, MAS NÃO É PEIXE?

__________________________________________________________

2) O QUE É O QUE É, CAI EM PÉ E CORRE DEITADO?

_________________________________________________________

3) O QUE É O QUE É, ENTRA NA ÁGUA MAS NÃO SE MOLHA?

____________________________________________________________

4) O QUE É O QUE É, TEM BARBAS MAS NÃO É HOMEM, TEM DENTES MAS NÃO COME?

____________________________________________________________

5) O QUE É O QUE É, UMA CASINHA BRANCA, SEM PORTAS E SEM TRANCAS?

_____________________________________________________________________

6) O QUE É O QUE É, TEM NO POMAR E NO SEU PALETÓ?

_______________________________________________________________________

OBS:

Nesta proposta, o professor lê as adivinhações com a turma, descobre junto com os alunos a resposta e propõe que cada um escreva a descoberta da turma.

O objetivo desta atividade é trabalhar a construção da escrita.
Segunda proposta:

Modelo com banco de dados


NOME DA ESCOLA:
NOME:
DATA: ____/____/____


ADIVINHAS

PINTE A RESPOSTA CORRETA PARA CADA ADIVINHA.

1) O QUE É O QUE É, TEM COROA, MAS NÃO É REI, TEM ESCAMAS, MAS NÃO É PEIXE?

ARROZ                ABACAXI                CENOURA

2) O QUE É O QUE É, CAI EM PÉ E CORRE DEITADO?

CHUVA                  CHAVE                   CHURRASCO

3) O QUE É O QUE É, ENTRA NA ÁGUA, MAS NÃO SE MOLHA?

SAPO                 SOMBRA                      SUCO

4) O QUE É O QUE É, TEM BARBAS MAS NÃO É HOMEM, TEM DENTES
MAS NÃO COME?

AMOR                  SAPATO                 ALHO

5)O QUE É O QUE É, UMA CASINHA BRANCA, SEM PORTAS E SEM TRANCAS?

OLHO                  ÁGUA                  OVO

6) O QUE É O QUE É, TEM NO POMAR E NO SEU PALETÓ?

MANGA                 MATO                     MENIINA


OBS:

Neste modelo, a professora faz o mesmo procedimento: lê junto com a turma e descobre coletivamente a resposta para cada adivinhação. Mas, ao invés de escrever a respostas, os alunos farão um trabalho de leitura que, com o banco de dados, favorece que os alunos utilizem seus conhecimentos e estratégias de leituras para descobrir a palavra correta.

Avaliação

 A avaliação ocorrerá durante a atividade, observando se os alunos compreenderam este tipo de texto e se envolveram com o trabalho.

Também é possível observar como os alunos estão construindo sua escrita, em que fase da alfabetização os alunos se encontram (ver FERREIRO, Emília & Teberosky. Psicogênese da Língua Escrita. Ed. Artmed).  No modelo com banco de dados, observar se já são capazes de, através de estratégias de leitura, descobrir a palavra correta.

comentários[0]

21

jun
2011

Sistema Digestório

Conteúdo
Os sistemas

Mais sobre corpo humano

Planos de aula

    Objetivo
    - Entender como o sistema digestório do corpo humano funciona.

    Conteúdos
    - Sistema digestório.
    - Alimentação.
    - Higiene e saúde.

    Anos
    1º e 2º.

    Tempo estimado
    Oito a dez aulas.

    Material necessário
    Papel kraft e cartolina.

    Desenvolvimento
    1ª etapa
    Precisamos de energia para executar as atividades do nosso dia a dia, e ela é obtida com os alimentos que ingerimos. Apresente essa afirmação aos alunos e peça que registrem, em forma de desenho ou relato escrito, o caminho que a comida percorre dentro do corpo humano. Socialize e discuta as produções. Em seguida, selecione textos ou imagens que mostrem o caminho percorrido pelos alimentos, desde a boca até os intestinos. Destaque o nome dos órgãos e registre-os em pedaços de cartolina. Depois, forme grupos de quatro crianças. Oriente-as a fazer o contorno do corpo de um dos colegas no papel kraft e peça que desenhem o caminho novamente, agora baseadas nas informações que você forneceu.

Flexibilização para deficiência intelectual (síndrome de Down)
Coloque o aluno em um grupo que favoreça sua participação. Auxilie-o quando chegar a hora de desenhar o contorno do corpo de um colega (você pode fazer as partes mais complexas, que envolvam linhas curvas, por exemplo, e pedir que ele trace as partes mais simples do contorno).

2ª etapa
Faça um questionário sobre hábitos de vida para os alunos responderem em casa, com a ajuda dos pais. Exemplo: "Você toma muita água por dia? Vai ao banheiro regularmente? Quais são seus alimentos preferidos? Desses alimentos, quais você apontaria como os mais saudáveis? Quais deveriam ser evitados?".

3ª etapa
Transforme as respostas do questionário em um gráfico de colunas com a ajuda dos alunos. Analise os dados e explique as consequências sobre a saúde de uma pessoa que não se alimenta bem ou que bebe pouca água. Exemplo: criança que não mastiga alimentos sólidos com frequência demora mais para trocar os dentes. Selecione textos que tratem da importância da alimentação e faça uma leitura dirigida com os alunos. A intenção é ajudá-los a adquirir hábitos saudáveis e conhecer o funcionamento do corpo.

Flexibilização para deficiência intelectual (síndrome de Down)
Para estimular e favorecer a leitura do gráfico pelo aluno com deficiência, você pode ilustrá-lo com figuras que representem os hábitos saudáveis nele incluídos. As imagens pode ser trazidas de casa pela turma ou ele pode buscá-las pesquisando junto ao AEE.

4ª etapa
Proponha uma "aula de culinária" aos alunos (como preparar saladas de fruta, sopas de legumes etc.), de acordo com as condições oferecidas na escola. Chame a atenção dos estudantes para a higiene pessoal e para a lavagem dos alimentos. Essa atividade pode ser permanente (organizada de 15 em 15 dias), com o objetivo de incentivar os alunos a consumir alimentos mais saudáveis. Uma visita à feira também pode ser interessante.

Avaliação
Ao fim de cada aula, registre numa ficha de observação individual o processo de aprendizagem de cada aluno. Por exemplo: ele entendeu como o corpo funciona? Utiliza o nome dos órgãos para explicar o caminho dos alimentos? Consegue registrar o que entendeu sobre o funcionamento do organismo apenas com desenhos, com desenhos e escrita e apenas por escrito? Apresentou mudança de hábitos quanto à alimentação? Apresentou mudanças de hábitos quanto à higiene?

Consultoria: Elaine Peres Ávila
Professora de Ciências da Escola Projeto Vida, em São Paulo.

comentários[0]
Assinar RSS

mais buscadas

2004-2011 Educação Adventista Todos os direitos reservados.