Portal da Educao Adventista

**Prof%uFFFD Thainara* *

6

jan
2011

Como identificar estudantes com Hiperatividade?

Shutterstock

Shutterstock (Imagem: Shutterstock)

Como identificar um aluno com hiperatividade? Que especialistas indicar para o tratamento?

Precisamos entender que nem toda criança agitada, ou mal educada tem, necessariamente, o Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH). Há fatores sociais e situacionais que podem interferir em seu funcionamento e comportamento.

O diagnóstico do TDAH não aparece em exames como Eletroencefalograma (EEG), Tomografia Computadorizada, ou Ressonância Magnética. Serão necessárias entrevistas clínicas feitas por especialistas (psiquiatra ou neurologista - na área médica; psicopedagogo - na área educacional) com pais, professores, amigos e o próprio indivíduo com suspeita do transtorno.

A. Responda cada item abaixo com: nunca ou raramente, ou às vezes, ou

frequentemente, ou muito frequentemente. Os comportamentos deverão estar

presentes há pelo menos seis meses.

1. Não dá muita atenção aos detalhes ou comete erros por descuido em

seu trabalho?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

2. Mexe o tempo todo com as mãos ou pés, ou fica se contorcendo na

cadeira?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

3. Tem dificuldade para manter sua atenção em tarefas ou em atividades

de lazer?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

4. Sai de sua cadeira na sala de aula ou em outras situações em que se

espera que fique sentado?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

5. Não escuta quando se fala com ele diretamente?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

6. Parece inquieto?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

7. Não segue as instruções e não termina o trabalho?

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

8. Tem dificuldade para se engajar em atividades de lazer ou fazer coisas

divertidas sossegadamente

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

9. Tem dificuldade para organizar as tarefas e as atividades

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

10. Parece sempre ativo ou como se fosse movido por um motor

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

11. Evita, não gosta ou reluta em se envolver em trabalho que requeira

esforço mental sustentado

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

12. Fala excessivamente

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

13. Perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

14. Responde antes de as perguntas terminarem de ser formuladas

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

15. Distrai-se facilmente

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

16. Tem dificuldades para esperar sua vez

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

17. Interrompe ou se intromete com os outros

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

18. É esquecido nas atividades da vida diária

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

B. Até que ponto os problemas que você pode ter marcado interferiram na

capacidade dessa criança de funcionar em cada uma destas áreas das

atividades da vida durante pelo menos os últimos seis meses? Responda com:

nunca ou raramente, ou às vezes, ou frequentemente, ou muito

frequentemente.

1. Ao realizar seu trabalho em classe

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

2. Ao realizar suas lições de casa

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

3. Em seu comportamento na sala de aula

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

4. Em seu comportamento no ônibus escolar

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

5. Nos esportes, em clubes, ou em outras organizações

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

6. Em suas interações com os colegas

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

7. Em suas brincadeiras ou atividades recreativas no intervalo

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

8. Em seu comportamento no refeitório da escola

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

9. Em seu manejo do tempo na escola

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

C. Descreva o comportamento desta criança durante, no mínimo, os últimos

seis meses. Responda com: nunca ou raramente, ou às vezes, ou

frequentemente, ou muito frequentemente.

1. Perde a calma

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

2. Discute com os adultos

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

3. Desafia ativamente ou se recusa a obedecer às solicitações ou regras

dos adultos

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

4. Aborrece deliberadamente as pessoas

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

5. Culpa os outros por seus erros ou mau comportamento

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

6. Fica melindrado ou é facilmente aborrecido pelos outros

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

7. Fica zangado ou ressentido

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

8. É malvado ou vingativo

( )nunca ( )raramente ( )às vezes ( )frequentemente ( )muito frequentemente

Quanto mais respostas frequentemente ou muito frequente o professor anotar,

maior a possibilidade de seu aluno ter TDAH. Os pais deverão ser chamados à

escola e, com muito respeito e tato, deverão ser apresentados à conclusão

desta pesquisa, sugerindo-se que procurem um especialista para entrevista

clínica. Atendimentos psicológicos comportamentais ou analíticos, ou

psicopedagógicos sem que a criança receba o devido tratamento

medicamentoso, poucos rendimentos produzirão, pois o aluno apresenta um

déficit na utilização dos neurotransmissores dopamina e noradrenalina, o que

impede sua capacidade de focar a atenção e controlar seus impulsos.

comentários[0]

Bem Vindos!

Olá


Lady Bug Note Generators

Obrigado por Visitar...