Portal da Educao Adventista

*Ciências da Natureza*

14

out
2012

Carta 3

Piracicaba, 3 de outubro de 2012

À presidenta da República.

Excelentíssima senhora presidenta da República, gostaria primeiramente de parabenizá-la pelo progresso que o Brasil vêm adquirindo, especialmente durante seu governo. Porém, ainda existem aspectos que podem ser melhorados, como por exemplo, as formas de geração de energia elétrica do país.

Vivemos num país onde o atual modelo capitalista é altamente dependente de recursos energéticos para o funcionamento das máquinas industriais e agrícolas; os automóveis também necessitam de combustível para se deslocarem; e a urbanização aumentou a demanda de eletricidade.

Diante desse cenário, o consumo de energia aumentou de forma significativa, fato que tem gerado grandes problemas socioambientais. Isso porque a maioria das fontes utilizadas é de origem fóssil (carvão, gás natural, petróleo), e sua queima libera vários gases responsáveis pela poluição atmosférica, efeito estufa, contaminação de recursos hídricos, entre outros fatores prejudiciais ao meio ambiente.

Outro aspecto negativo é que essas fontes não são renováveis, ou seja, se esgotarão na natureza com o passar do tempo. Segundo estimativas da Agência Internacional de Energia (AIE), caso se mantenha a média de consumo das últimas décadas, as reservas de petróleo e gás natural irão se esgotar em 100 anos; e as de carvão, em 200 anos.

As usinas hidrelétricas provocam muitos impactos ambientais causando prejuízos.

A bioenergia, que é também uma das fontes principais utilizadas no Brasil, apresenta limites consideráveis, pois é preciso utilizar inúmeras vezes mais espaço da fonte de energia geradora de energia renovável que a não renovável. Além disso, as exigências ambientais requerem uma grande quantidade de reservas para que o Brasil possa utilizar o solo na geração de bioenergia.

Por que o etanol não é o investimento ideal? Em primeiro lugar, a bioenergia também é propulsora de grande quantidade de gás carbônico. Em seguida vem a utilização de uma grande quantidade de solo, o que poderia ser utilizado para a agricultura alimentícia, tão necessária à sobrevivência.

A melhor alternativa, sem dúvida, é a energia solar. Para isso é preciso investir em tecnologia avançada a fim de armazenar essa poderosa fonte de calor, transformando-a em energia elétrica.

A energia solar não polui em nenhum aspecto; não ocupa grande quantidade de terra e não acaba, pelo contrário, o calor está aumentando a cada dia. Temos grandes benefícios em utilizar essa energia no Brasil por ser um país tropical, com o sol brilhante constantemente.

Peço que a senhora pense nesta possibilidade de um melhor futuro para nosso povo. Desde já agradeço a atenção.

Vanessa Mello

Colégio Adventista de Piracicaba

Envie para um amigo

Deixe seu comentário

Não há comentários a serem exibidos!

Você está aqui

Twitter

Assinar RSS

mais buscadas

2004-2011 Educação Adventista Todos os direitos reservados.