Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

31

jul
2011

EUA devolvem ao Egito 19 peças arqueológicas de Tutancâmon



Entre as peças, se destaca um bracelete de lápis-lazúli em forma de esfinge. Foto: EFE

Entre as peças, se destaca um bracelete de lápis-lazúli em forma de esfinge
Foto: EFE


O Metropolitan Museum of Art de Nova York devolveu ao Egito 19 peças arqueológicas pertencentes à tumba do faraó Tutancâmon (1336-1327 a. C.), informou neste sábado o Conselho Supremo de Antiguidades egípcias (CSA).


Entre as peças, se destacam por seu valor um cachorro de bronze, de apenas dois centímetros de altura, um bracelete de lápis-lazúli, em forma de esfinge, e um colar de contas.


O anúncio foi feito pelo secretário-geral do CSA, Mohammed Abdel Maqsud, em comunicado no qual precisou que o subdiretor do Departamento de Arqueologia Egípcia, Atef Abul Dahab, chegará ao Cairo desde os Estados Unidos com as antiguidades na terça-feira.


O museu de Nova York decidiu entregar esses objetos ao Egito após uma série de negociações entre responsáveis egípcios e americanos. Os 19 objetos, todos de pequeno tamanho, foram encontrados na tumba de Tutancâmon, descoberta pelo arqueólogo britânico Howard Carter em 1922 na ribeira oeste do rio Nilo, na localidade monumental de Luxor, localizada 700 quilômetros ao sul da capital.


Nessa época, o governo egípcio permitia que os arqueólogos que trabalhavam com recursos próprios ficassem com uma parte substancial de suas descobertas. Abdel Maqsud destacou o gesto do museu nova-iorquino, especialmente depois de a instituição ter se transformado em uma grande aliada do CSA para recuperar peças arqueológicas levadas ilegalmente do Egito.


Nesse sentido, o responsável egípcio lembrou que no passado o Metropolitan proporcionou ao Egito informações que ajudaram a recuperar um pedaço de rocha que fazia parte do templo faraônico de Karnak, situado em Luxor. O CSA adiantou que as 19 peças serão exibidas junto ao restante das antiguidades pertencentes a Tutancâmon no Museu Egípcio do Cairo.


Fonte: Terra

comentários[0]

31

jul
2011

Mulheres q comem mais fibra são menos propensas a ter câncer



Pessoas que comem dietas ricas em fibras têm níveis mais baixos de estrogênio. O hormônio é um fator de risco para tumores de mama quando encontrado .... Foto: Getty Images

Pessoas que comem dietas ricas em fibras têm níveis mais baixos de estrogênio. O hormônio é um fator de risco para tumores de mama quando encontrado em alto nível
Foto: Getty Images


Pesquisadores chineses descobriram que a ingestão de fibras diminui em 11% as chances de uma mulher ter câncer de mama. A notícia foi publicada no site de notícias Fox News e não comprova a redução, mas sim indica que comer uma maior quantidade de alimentos fibrosos torna a pessoa mais saudável.


Os resultados podem identificar associações, mas não diz o que vai acontecer se as pessoas mudarem o seu comportamento, disse John Pierce, pesquisador sobre câncer da Universidade da Califórnia. Mas de acordo com os cientistas chineses, as pessoas que comem dietas ricas em fibras têm níveis mais baixos de estrogênio. O hormônio é um fator de risco para tumores de mama quando encontrado em níveis altos.


Para realizar o estudo, os pesquisadores combinaram 10 estudos anteriores que analisaram as dietas das mulheres e as acompanharam ao longo de 18 anos para ver quem desenvolveu a doença. De mais de 710 mil mulheres, 2,4% tiveram câncer de mama.


Embora a conexão entre o risco de câncer de mama e fibras seja pequena, a fibra é "algo que sabemos que é saudável de qualquer maneira", disse Christina Clarke, um cientista de pesquisa no Instituto de Prevenção do Câncer da Califórnia, em Fremont. Benefícios conhecidos de uma dieta rica em fibras incluem reduzir o colesterol e perda de peso. Se também diminuir o risco de câncer, seria um bônus extra, disse Clarke.


Fonte: Terra

comentários[0]

31

jul
2011

Iceberg que se desprendeu no Ártico continua à deriva

no Atlântico Norte


Imagem divulgada pela Nasa mostra o bloco Pettermann Ice Island-A.
Iceberg se soltou de geleira afetada pelo aquecimento global.


Imagem de satélite feita pela Nasa no último dia 27, mas divulgada nesta sexta-feira (29), mostra o iceberg Petermann Ice Island-A à deriva no Mar de Labrador, entre a Groelândia e o Canadá.


O iceberg fazia parte da Geleira de Petermann e media 259 km², quatro vezes o tamanho da ilha de Manhattan, quando se desprendeu, em agosto de 2010.


Imagem de satélite da Nasa mostra o iceberg Petermann Ice Island-A à deriva no Mar de Labrador, entre a Groelândia e o Canadá. (Foto: Nasa/AP)Imagem de satélite da Nasa mostra o iceberg Petermann Ice Island-A (ponto branco) à deriva no Mar de Labrador, entre a Groelândia e o Canadá. (Foto: Nasa/AP)

Na época, pesquisadores da Universidade de Delaware afirmaram que o bloco de gelo representava o maior desprendimento do Mar Ártico desde 1962. Apesar da redução de tamanho, a ilha congelada continua a representar perigo para rotas de navegação e plataformas de petróleo.


Cientistas de universidades como a de Ohio State continuam a observar a Geleira de Pettermann, que sofre constante desprendimento. Ainda não há comprovação científica de que tal fato é resultante do aquecimento global.


Porém, o Greenpeace Internacional afirma que a geleira tem sofrido redução devido à elevação da temperatura e que o surgimento de blocos, em decorrência da quebra, pode se tornar constante devido à mudança do clima.


G1

comentários[0]

31

jul
2011

Jovem viciado em videogame morre após jogar 12 h sem parar


Viciado em Xbox é morto com coágulo no sangue após sessões de 12 horas de jogo



Chris Staniforth (Foto: Reprodução)Chris Staniforth (Foto: Reprodução)


O britânico Chris Staniforth, de 20 anos, morreu com coágulos no sangue depois de ficar jogando Xbox por 12 horas a cada sessão. O jovem sofreu um bloqueio pulmonar quando desenvolveu uma trombose venosa profunda.


Seu pai David, 50, declarou ao jornal The Sun: "como pai, você acha que jogar videogame não pode fazer mal algum aos seus filhos, porque você sabe o que eles estão fazendo. Crianças de todo o país estão jogando esses games por longos períodos e não percebem que isso pode matá-los".


Tudo começou quando Chris estava em uma entrevista de emprego e contou a um amigo que estava sentido dores no tórax. Ele disse que acordou no meio da noite com uma "sensação estranha" no peito e uma frequência cardíaca incrivelmente baixa, embora tenha voltado ao normal depois.


David conta que logo depois da entrevista, começou a sofrer novamente: "ele deixou cair um pacote de goma de mascar e quando foi pegá-la, caiu para trás e começou a sofrer espasmos". Seu amigo chamou uma ambulância, mas os paramédicos não conseguiram salvá-lo.


Nesta sexta-feira (29), um médico legista confirmou TVP (trombose venosa profunda) como a causa da morte, apesar de Chris ter apenas 20 anos de idade, não possuir um histórico de doença e nem complicações médicas. TVP é um coágulo no sangue que se desenvolve em uma das veias profundas no corpo que ocorre geralmente na perna ou inferior do tronco. TVP geralmente está associada a longos períodos de inatividade, como sentar em um voo de longa distância.



Seu pai contou que Chris sentava-se entretido por horas em cada jogo: "Chris viveu por seu Xbox. Quando ele ganhava um jogo poderia jogá-lo por horas e horas a fio, às vezes 12 horas sem parar".


Ele tinha a esperança de ter uma carreira em computadores e foi oferecido um lugar para estudar Game Design da Universidade de Leicester.


Para evitar que outros pais sofram o mesmo que ele, David lançou uma campanha de sensibilização sobre TVP e jogos de computador. Ele admite que são viciantes e divertidos, mas destaca os perigos que podem surgir com esta ação compulsiva.


David não culpa a Microsoft, fabricante do Xbox, simplesmente não quer que outro filho morra por jogar videogame por horas. A Microsoft recomenda que os jogadores deem um tempo para pausas e exercícios e que tenham outras atividades.


Fonte: TechTudo

comentários[0]

31

jul
2011

Origem da expressão "Culpa no cartório"


Tribunais da Igreja manchavam a reputação das pessoas


A partir do século 13, durante o período da Inquisição na Europa a Igreja manteve os cartórios, locais em que os suspeitos de heresia eram chamados para prestar depoimento e ser julgados. Esses tribunais armazenavam o histórico de todos os julgados em uma espécie de ficha. Ser fichado naquela época representava uma mancha na sociedade que dificilmente o cidadão conseguiria tirar. A partir de então, o infeliz estava marcado, com culpa en el notario, como a expressão surgiu, na Espanha. Ou, em português, com "culpa no cartório" - literalmente.


Fonte: Aventuras na História

comentários[0]

30

jul
2011

1ª Olimpíada Nacional de Geociências

 O Museu da Geodiversidade/IGEO/UFRJ realizará este ano a 1ª Olimpíada Nacional de Geociências. O evento contará com a participação de estudantes do Ensino Médio, matriculados nas redes pública e privada de todo o país. O tema gerador é Geodiversidade - Conhecer e Conservar e para participar é necessário que os alunos estejam organizados em equipes compostas por 4 componentes, sendo três alunos e um professor de qualquer disciplina.     
       

            Esta será uma ótima oportunidade para estimular entre os estudantes o interesse não só pelas Geociências como também em seguir carreiras científicas. Além disso, através da participação nesta competição serão promovidos o convívio social, o trabalho em equipe, a cultura, a solidariedade, e a valorização do conhecimento.

            O evento contará com 5 etapas, sendo 4 realizadas online e a última será presencial, realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro,  campus da Cidade Universitária, na cidade do Rio de Janeiro. As etapas serão constituídas por provas e tarefas. Desta forma, os alunos terão duas formas de aprendizagem: uma teórica e outra prática. Na primeira, mais voltada à teoria, aprenderão sobre as Ciências da Terra ao estudarem para realizar as provas objetivas. Já ao realizar tarefas, os alunos tentarão colocar em prática os conhecimentos sobre recursos naturais estudados na teoria, explorando, para isso, também suas potencialidades artísticas e criativas.

            Dessa forma, preocupar-se-ão não apenas em preservar o patrimônio natural que eles agora reconhecem, mas também em difundir esse novo conhecimento na comunidade escolar, auxiliando e motivando outras pessoas a seguirem a mesma busca pela compreensão  e conscientização em relação ao  meio ambiente, local que lhe oferece abrigo e sustento.

            A Olimpíada Nacional de Geociências premiará as equipes participantes (alunos e professores) de acordo com a classificação - 1º lugar:  notebook; 2º lugar: netbook; 3º lugar: câmera digital; 4º e 5º lugares: livros, cds e dvds sobre Geociências.

            Para maiores informações, acesse o sítio: olimpiada.igeo.ufrj.br. 
            As inscrições acontecerão no sítio da Olimpíada de 07/07/2011 a 15/08/2011. Leia o regulamento e inscreva-se.
    



comentários[1]

30

jul
2011

Aprovados pelo Enem recomendam foco em redação e atualidades


Estudo é parecido com o de outros vestibulares. Veja dicas de alunos que garantiram vagas em universidades com nota do exame



Neste ano, mais de 5,4 milhões de pessoas irão prestar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de olho nas milhares de vagas em instituições públicas de ensino superior oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) - só nas universidades federais serão pelo menos 74 mil. Quem passou garante que alguns detalhes podem fazer a diferença antes, durante e depois da prova.


Após quatro anos de cursinho, Henrique de Sancti Brandão, de 25 anos, conseguiu ingressar em Medicina na Universidade Federal de São Carlos (Ufscar) com a nota do Enem. Ele conta que seguiu o conselho dos professores e estudou para a Fuvest (vestibular da USP). Consequentemente, estaria se preparando para o Enem. "Além das disciplinas gerais, acompanhei as notícias, porque a prova cobra atualidades e dediquei mais tempo à redação do que dedicaria em outros vestibulares", diz.


Henrique fez 975 pontos na redação e teve média 805 no Enem. Como estudou em escola pública, optou pela cota social da Ufscar, que dava peso 2 à redação - mais um motivo para priorizar a prova. "A redação foi no mesmo dia da prova de matemática, que eu sabia que era complicada, com muitas conversões, enunciados confusos e problemas nas alternativas. Por isso resolvi investir no texto", lembra.


Rafael Moura, de 22 anos, ingressou na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) com a nota do Enem. Assim como Henrique, priorizou a redação. "Fiz uma disciplina extra de redação no cursinho e produzia de dois a três textos por semana." Para o estudante mineiro, o exame nacional significou a possibilidade de estudar em outro Estado sem precisar viajar para fazer o processo seletivo.


Foto: Arquivo pessoal

Letícia Kinappe passou em Medicina Veterinária na Ufpel


Sisu

Letícia Kinappe, de 25 anos, foi aprovada no curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel) no começo deste ano. Após quatro anos longe dos estudos, ela decidiu se preparar sozinha para o Enem. Montou uma planilha com base no edital do exame e se comprometeu a estudar todas as noites e finais de semana. "Primeiro foquei nas matérias que eu tinha mais dificuldade: física, matemática e história. Depois passei a estudar as que valiam mais para o meu curso", conta.


Na hora de escolher a vaga no Sisu, Letícia não teve dúvida quanto ao curso e a instituição e não mudou de opção (durante a rodada de inscrição, o candidato pode mudar de ideia, caso perceba que sua nota no Enem é inferior a nota de corte do curso). "Até o terceiro dia eu tava com a nota para entrar na primeira chamada, mas depois saí da lista de aprovados e fui convocada em segunda chamada", lembra.

A estudante ficou assustada, mas depois descobriu que muitos aprovados não se matricularam. "Dos 120 aprovados de primeira, 90 não se inscreveram. Isso é comum e não adianta se desesperar nem mudar para um curso mais fácil. Vale a pena insistir", aconselha.

Situação parecida aconteceu com Ana Claudia Gonçalves, 25 anos, estudante de Direito da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). No primeiro dia de inscrição do Sisu, ela estava bem colocada, mas depois saiu da lista de aprovados e não passou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que era sua primeira opção. "Decidi deixar assim mesmo e passei na FURG na terceira chamada."


Prova de resistência


Os estudantes aprovados afirmam que a prova do Enem exige resistência e aconselham os vestibulandos a conhecer o exame fazendo simulados. São dois dias de prova, cada um com 90 questões de múltipla escolha, e uma redação. "O Enem não se ganha só sabendo a matéria, mas sabendo fazer ele, sabendo levar a prova, que é muito cansativa", alerta Henrique.
 

Fonte: IG

comentários[0]

30

jul
2011

Formigas e veículos lunares


Você sabia que a formiga pode levantar até cem vezes o peso dela? Só para comparar, os atletas olímpicos, quando muito, levantam "apenas" o dobro do peso deles (e eu mal levanto a metade do meu...). Como elas conseguem esse feito? É porque, sendo tão leves, as formigas usam apenas uma pequena parte de seus músculos para controlar os movimentos, deixando o resto da força para levantar pesos.

O biólogo agnóstico Michael Denton escreveu o seguinte sobre a "tecnologia" das formigas: "Existem dezenas de exemplos em que avanços na tecnologia demonstraram o brilhantismo do design biológico. Um exemplo fascinante foi a construção da máquina soviética de exploração lunar que se move por meio de pernas articuladas, a Lunakod. Pernas, e não rodas, foram escolhidas devido à maior facilidade de movimentação que uma máquina articulada teria para atravessar o terreno irregular da Lua. A Lunakod se assemelha a uma formiga gigante, tanto assim que não era mais possível olhar para as pernas articuladas de um inseto sem um renovado sentimento de respeito e a realização de que o que era antes um dado adquirido, e considerado uma adaptação simples, representava uma solução tecnológica muito sofisticada para o problema da mobilidade sobre terreno irregular" (Michael Denton, Evolution: A Theory in Crisis, p. 333).

Para o blogueiro português Sérgio Miguel Mats, o design, elegância e sofisticação presentes nas formas de vida são exatamente o que seria de esperar se elas fossem o resultado do poder criativo sobrenatural de Deus. "Que a vida tem design é feito óbvio pelas tentativas bem-sucedidas em copiar o que Deus criou. O homem que rejeita Deus se encontra, assim, na posição irracional de negar o design que existe na biosfera, enquanto tenta copiar esse mesmo 'não existente' design", diz ele.

Detalhe: a formiga é bem forte, sem dúvida, mas o bicho mais forte do mundo é o besouro-rinoceronte. Ele suporta até 850 vezes o próprio peso - é como se um homem de 70 kg conseguisse levantar 60 toneladas!

Fonte: Digitais do criador

comentários[0]

30

jul
2011

Teconologia: Recriando o toque


Depois de muito investimento de dinheiro, tempo e inteligência, cientistas europeus apresentaram o primeiro protótipo da "mão robótica inteligente". O objetivo do projeto que reuniu pesquisadores de universidades e empresas foi o de oferecer a pessoas amputadas um implante artificial que lhes possibilite recuperar boa parte dos movimentos complexos executados pela mão original. E eles chegaram bem perto disso.

A mão robótica reproduz praticamente todos os movimentos da mão natural, além de trazer as sensações ambientais e o sentido do tato. Segundo informações do site Inovação Tecnológica, a nova mão artificial conta com quatro motores elétricos e quarenta sensores. Esses motores e sensores são ativados quando pressionados contra um objeto. Os sensores enviam os sinais captados para os nervos, ativando a rota até o cérebro, permitindo que o paciente sinta o objeto como se tivesse de volta sua mão natural.

O próximo desafio a ser vencido pelos cientistas será miniaturizar os motores e os cabos. No futuro, a equipe espera criar um sistema duplo de comunicações, em que tanto os sinais dos sensores serão enviados para o cérebro, quanto os sinais cerebrais ativarão os sensores da mão. "A futura interface neural poderá ser implantada no interior do braço, de onde sairão as conexões para a interface da prótese", prometem os pesquisadores.

Quanto mais a ciência e a tecnologia avançam, mais os cientistas se dão conta da tremenda inteligência por trás das obras criadas - embora alguns talvez não admitam isso.


Fonte: Digitais do Criador

comentários[0]

30

jul
2011

Meditação do dia.

Abrigo e Refúgio


E será um abrigo e sombra para o calor do dia, refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva. Isaías 4:6


Sombra, abrigo, refúgio, esconderijo. São lugares para aqueles que se sentem cansados, com medo e/ou perseguidos pelo inimigo. São lugares de confiança, de proteção, para trazer paz, refazer as forças e apagar o medo.


Sombra para o calor do dia. Quem já enfrentou uma longa caminhada, sob o sol quente, com vegetação escassa ou no cerrado, na época da seca, conhece o valor da sombra. E como é bom quando no caminho aparece uma árvore para fornecer uns minutos de sombra e descanso, a fim de refazermos as forças para prosseguir.


A "sombra" no seu dia de trabalho pode ser aquele colega que se detém para cumprimentá-lo; pode estar na voz e no jeito de a esposa falar ou sugerir, ou mesmo escutar; pode ser alguém que se oferece para ajudá-lo num projeto, quando sabe que seu tempo está escasso. Precisamos de uma "sombra" quando temos mais trabalho sobre a mesa do que o tempo nos permite realizar. Quando nossas responsabilidades aparecem como um redemoinho de compromissos e prazos finais. Precisamos da "sombra" do Onipotente para descansar e nos refazer.


O verso de hoje também fala de refúgio e abrigo contra a tempestade. Quando a chuva vem mais rápido e mais forte do que se espera, temos que correr e procurar refúgio. Quantas campais de desbravadores não sofreram com a chuva... Painéis e cenários desfeitos, colchões e cobertores ensopados de água e transtorno na programação. Aí tínhamos que procurar abrigo e refúgio em galpões, ginásios, salões e escolas. Pelo menos, ficávamos abrigados.


Anne Ortlund, em seu livro My Sacrifice, His Fire, transcreve uma oração atribuída a Saint Patrick: "Confio hoje no poder de Deus para me guiar. Na força de Deus para me sustentar. Na soberania de Deus para me ensinar. No olhar de Deus para velar. No ouvido de Deus para me ouvir. Na palavra de Deus para me falar. Na mão de Deus para me proteger. No escudo de Deus para me proteger. Nas hostes de Deus para me defender. Cristo comigo, Cristo adiante de mim, Cristo na minha retaguarda, Cristo dentro de mim, Cristo sobre mim. Cristo à minha direita, Cristo à minha esquerda. Cristo na largura, Cristo na extensão. Cristo na altura, Cristo no coração de cada homem que se lembra de mim..."


É bom saber e lembrar que Deus cuida de nós e é escudo, abrigo e refúgio em qualquer momento.


Leia a meditação diriamente.CPB

comentários[0]

30

jul
2011

Matemáticos por natureza


Em o Instinto Matemático (Ed. Record), Keith Devlin, professor de matemática da Universidade Stanford, apresenta pesquisas recentes sobre morcegos, aves, lagostas e até formigas, com o intuito de provar que eles são matemáticos naturais. As migrações sazonais de andorinhas e borboletas-monarcas, por exemplo, revelam prodigiosa capacidade de orientação, comparável aos mais recentes sistemas de navegação GPS - aparelhos que dependem de matemática avançada.

O autor menciona o exemplo do cachorro que brinca na praia. Se seu dono arremessar a bola em diagonal em direção ao mar, o cão geralmente vai correr sobre a areia, em uma linha reta ao longo da beira, para só depois entrar na água, em diagonal. À primeira vista, não parece uma estratégia inteligente. Todos nós aprendemos que a linha reta é o caminho mais curto entre dois pontos. Então, por que não correr direto para a bola? Resposta: o cachorro é um bicho terrestre e sua velocidade de nado é menor que a de corrida. A combinação que ele faz entre as duas formas de locomoção representa o modo mais rápido de chegar à bola. Para traçar o mesmo trajeto ideal, uma pessoa teria que fazer muitos cálculos.

O livro menciona também a fantástica engenharia das abelhas, que conseguem armazenar a maior quantidade de mel usando a menor quantidade de cera. "A geometria das abelhas intrigou matemáticos por séculos. Só em 1999 houve uma comprovação definitiva de que a forma do hexágono é a mais eficiente para armazenar mel."

Qual a explicação para todos esses comportamentos complexos e inatos? Alguma dúvida de qual seja? Esses comportamentos envolvem informação armazenada no cérebro e características e atitudes que deveriam existir desde o princípio para que o animal pudesse sobreviver e deixar descendentes. Os instintos e capacidades matemáticas dos seres criados apontam para Aquele que os criou.

Fonte: Digitais da Criação

comentários[0]

29

jul
2011

Mudança no cardápio do McDonald´s não é eficaz


cheese600.jpg

 

Menos sódio, mais frutas. Menos fritura, mais salada. No dia 1º de outubro, entra em vigor o novo cardápio do McDonald´s no Brasil. A pedido do blog, as mudanças %u2014 que incluem novos produtos e a redução de açúcar, sódio e calorias das opções atuais %u2014 foram avaliadas pelo especialista Daniel Bandoni, professor adjunto do curso de Nutrição da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).


A principal mudança se deu no McLanche Feliz, concebido para crianças a partir de 6 anos de idade, no qual foi incluída uma porção de frutas frescas da estação. Houve também uma redução de 10% do sódio em diferentes ingredientes. E, a partir de outubro, todas as combinações do kit infantil terão um teto de 600 calorias, com a redução do tamanho da porção de batatas fritas.


As mudanças no cardápio da rede de lanchonetes também atingem o público adulto. Além da redução do sal em pães, queijos e condimentos, entre outros, também será diminuída (em quase 40%) a adição de açúcar nas bebidas à base de frutas, com um limite de 5 g por cada 100 ml.


A salada de acompanhamento das McOfertas vai dobrar de tamanho, com uma maior variedade de folhas, além de cenoura ralada e tomate. Sem o molho, serão apenas 10 calorias.


De acordo com a Arcos Dourados, empresa que representa a marca McDonald´s na América Latina, as mudanças são fruto de dois anos de pesquisas, com o apoio de fornecedores, para que em 2011 houvesse testes com consumidores. Nessas degustações, as mudanças teriam sido aprovadas pelo público. Por ora, não haverá mudança nos preços nem na oferta de brindes.


Mas o professor Bandoni, da Unifesp, vê problemas na associação de brinquedos à alimentação. "Isso é uma prática abusiva para conquistar crianças", diz. Ele argumenta ainda que não é bem divulgada a possibilidade de se comprar o brinquedo sem o lanche, assim como a opção por substituir as batatas fritas por salada nas McOfertas.


Bandoni afirma ainda que, mesmo com a redução de sódio e açúcar nos alimentos, sua presença continua sendo alta e que, portanto, esses alimentos devem ser evitados. Atualmente, ele afirma, o Big Mac e a batata média somam 50% do máximo de sódio que um adulto deve ingerir por dia. "Essas medidas são muito iniciais e pouco eficazes", afirma.


"Além disso, os lanches têm uma alta densidade energética (calorias por grama de alimento)", prossegue. Isto é, em pouco volume de alimento, há muitas calorias. Com isso, as pessoas acabam comendo demais, muito rapidamente.


As críticas ao cardápio da rede de lanchonetes se acentuaram em 2004, com o lançamento do documentário Super Size Me, do cineasta americano Morgan Spurlock. No filme, ele passa um mês comendo apenas no McDonald´s. Ao fim da experiência, Spurlock havia engordado 11 quilos e estava com problemas hepáticos.


Mas o Mcdonalds nega que as alterações feitas nos últimos anos tenham relação com a polêmica. "As inovações são parte de um projeto contínuo de aprimoramento do cardápio da rede e respondem a uma demanda do público", afirma Flavia Vigio, vice-presidente da Arcos Dourados.


De fato, a salada de copo foi incluída no cardápio antes do documentário, em 1998, mas, de 2004 para cá, vários ajustes foram feitos. Em 2005, a rede passou a vender maçãs e iogurte com cereais. No ano seguinte, entraram  cenouras de aperitivo e água de coco. Em 2007, foram incluídos o sanduíche de peru e os smothies de frutas, além de haver uma redução da gordura trans no cardápio.


Fonte: Estadão

comentários[0]

Clima Tempo