Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

29

jun
2014

O diabo da tasmânia existe de verdade?

 

667px-Young_tasmanian_devil

 

Sim, existe. Taz, o atabalhoado personagem dos cartoons, é inspirado num exótico marsupial que vive na Tasmânia, uma ilha na Oceania pertencente à Austrália. Para quem não se lembra, os mamíferos marsupiais são aquele grupo de animais do qual também fazem parte os cangurus, os coalas e os gambás. O diabo-da-tasmânia (Sarcophilus harrisii ou laniarius) é o mais feroz dessa turma toda.

 

Dono de um temperamento instável, ele tem uma mordida poderosa, graças à sua forte mandíbula, aos molares avantajados e porque consegue abrir a boca num ângulo de 120 graus. Por isso, ao abocanhar uma presa, pode facilmente esmagar seus ossos. Além de coelhos e cobras, ele se alimenta de animais mortos, larvas de insetos, ovos de pássaros e até de terra. Com pêlos curtos e negros, o Taz da vida real atinge 80 centímetros e 12 quilos, o porte de um cachorro de tamanho médio.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

29

jun
2014

A TV está te matando?

                 

   

                                                   

Se existe algum vilão ainda mais criticado do que o açúcarna era moderna, esse vilão é a TV. Acusada de tudo pelos cientistas - de fazer as crianças perderem o sono e irem na escola, de tornar as crianças mais fraca, de estar ligada a agressividade infantil, de aumentar o risco de doenças cardiovasculares, de fazer mal principalmentea crianças com menos de dois anos etc -, um novo estudo agora se junta ao coro já existente de pesquisasque dizem que a TV pode te matar, e sugere que ficar em frente a uma telhina por mais de três horasao dia pode encurtar sua vida.

 

O novo estudo contou com mais de 13.000 adultos aparentemente saudáveis na Espanha. Os que passaram mais de três horas por dia assistindo à televisão tinham o dobro do risco de morte precoce em comparação com aqueles que assistiram a menos de uma hora de TV por dia.

 

Os participantes do estudo eram altamente educados, magros e ativos. A média de idade foi de 37 anos. Participantes com diabetes, doenças cardíacas ou câncer foram excluídos da pesquisa.

 

Ao longo de aproximadamente oito anos, houve 97 mortes - 19 por doenças cardíacas, 46 por câncer e 32 devido a outras causas, como acidentes e doença renal ou hepática.

 

Os pesquisadores então compararam o risco de morte com o tempo gasto em atividades sedentárias, como assistir TV, trabalhar em um computador e dirigir. Não foi encontrada nenhuma relação entre morte prematura e dirigir ou trabalhar em um computador, mas os riscos associados com assistir TV foram impressionantes.

 

Para cada duas horas adicionais que uma pessoa gastou assistindo TV, o risco de morte por doenças do coração deu um salto de 44%, o risco de morte por câncer subiu 21% e o risco de morte prematura subiu 55% para todas as outras causas, em comparação com pessoas que disseram assistir menos de uma hora de TV por dia.

 

Causa ou ligação?

 

A TV não é exatamente uma assassina profissional que anda por aí com uma metralhadora atirando nas pessoas. Então como explicar esses resultados?

 

Os cientistas se perguntaram se pessoas já gravemente doentes assistiam mais TV porque não eram fisicamente capazes de fazer outra coisa. Eles excluíram as 35 mortes que aconteceram nos três primeiros anos do estudo, na esperança de tirar essas pessoas da pesquisa - e os resultados só ficaram mais fortes.

 

Então eles pensaram na possibilidade de que as pessoas tendem a consumir mais alimentos processados e bebidas açucaradas quando assistem TV, de modo que ajustaram os resultados para controlar os efeitos de lanches e bebidas açucaradas na saúde. Mais uma vez, os resultados só ficaram mais fortes.

Eles continuaram a tentar eliminar coisas que podiam explicar as estatísticas, tais como tabagismo, idade, sexo, peso e se as pessoas seguiam ou não uma dieta mediterrânea. Nada parecia afetar os resultados.
Mas isso não significa nem prova que assistir muita TV leva a uma morte precoce; apenas demonstra que existe uma ligação entre as duas coisas.

 

De acordo com o Dr. Lennert Veerman, pesquisador em saúde pública da Universidade de Queensland, na Austrália, a ligação entre a visualização de TV e morte precoce é, provavelmente, indireta. Quanto mais tempo as pessoas gastam assistindo TV, menos tempo têm para coisas que são conhecidas por prolongar a vida, como ver os amigosou fazer exercício.

 

Além disso, ele afirma que o estudo não incluiu alguns fatores potencialmente importantes, como saúde mental, desemprego e consumo de álcool.

 

"Eu, pessoalmente, ainda acho que é mais provável que assistir TV seja um indicador de risco do que uma causa de morte", disse Veerman.

 

No entanto, se existe um acordo entre os todos os cientistas, é de que a melhor coisa que as pessoas podem fazer é minimizar seu tempo na frente telinha.

 

Fonte: [WebMD] via hypescience

comentários[0]

28

jun
2014

Hoje na História: 1914 - Cem anos do início da 1ª Guerra

 

SARAJEVO - A Bósnia relembra neste sábado os 100 anos desde o assassinato do arquiduque austríaco Franz Ferdinand em Sarajevo, ato que desencadeou a Primeira Guerra Mundial. Eventos culturais e esportivos, incluindo um concerto da Filarmônica de Viena, estão programados para lembrar a ocasião na cidade.

 

Fotografia história mostra arquiduque Franz Ferdinand minutos antes de ele ser assassinado - STR / AFP

Gavrilo Princip, que atirou no herdeiro do trono austro-húngaro, continua a ser uma figura polêmica na Bósnia. Os tiros disparados pelo bósnio sérvio em 28 de junho de 1914 levou as grandes potências da Europa a quatro anos de guerra, mas alguns sérvios o enxergam como um herói nacional que acabou com os anos de ocupação dos Balcãs pelo Império Austro-Húngaro.

 

Alguns líderes da Sérvia programaram boicotes aos eventos oficiais. Para eles, os eventos foram idealizados como forma de incriminar os sérvios.

 

Enquanto isso, na cidade oriental de Visegrad, atores vão reencenar o assassinato do arquiduque Ferdinando e sua esposa, Sophie, e a Filarmônica de Belgrado vai tocar a música de Vivaldi. Na Áustria, a bisneta e família de Franz Ferdinand farão eventos no castelo de Artstetten, perto de Viena, onde o arquiduque está enterrado.

 

Na comemorações no Centro de Sarajevo, a Filarmônica de Viena vai tocar uma seleção de músicas que remonta aos dias de Habsburgo, incluindo o quarteto Haydn Emperor. O concerto, a peça central de eventos oficiais que marcam o aniversário, será realizado na Biblioteca Nacional recém-restaurado, que foi destruída durante a Guerra da Bósnia e contará com a presença do presidente austríaco Heinz Fischer.

 

Vinte e oito líderes da União Europeia se reuniram na quinta-feira para marcar 100 anos do início da Primeira Guerra Mundial em Ypres, na Bélgica. Enquanto isso, a organização cultural da ONU pediu para todos os navios no mar hastear suas bandeiras a meio mastro para marcar o aniversário de assassinato.

 

comentários[0]

27

jun
2014

Origem e curiosidades das Festas Juninas

 

                                                        

1. Na Europa antiga, bem antes do descobrimento do Brasil, já aconteciam festas populares durante o solstício de verão, que marcavam o início da colheita. Nelas, ofereciam-se comidas, bebidas e animais aos vários deuses em que o povo acreditava. Um deles era Juno, esposa de Júpiter, que era considerada a deusa da fecundidade. Nessas festas, chamadas "junônias", as pessoas dançavam e faziam fogueiras para espantar os maus espíritos.

2. As celebrações pagãs europeias conhecidas como "festas junônias" coincidiam com a data em que a Igreja Católica comemorava o nascimento de São João, 24 de junho. Como, na Europa Antiga, o catolicismo ganhava cada vez mais adeptos, nesses festejos acabou se homenageando também o santo católico. É por isso que no início as festas eram chamadas de joaninas. Os primeiros países a comemorá-las foram França, Itália, Espanha e Portugal.

3. Foram os jesuítas portugueses que trouxeram os festejos europeus em homenagem a São João ("festas joaninas") para o Brasil. Mas, antes da chegada dos colonizadores, os índios já realizavam festas relacionadas à agricultura no mesmo período. Os rituais tinham canto, dança e comida. As festas de Santo Antônio e de São Pedro só começaram a ser comemoradas mais tarde, mas como também aconteciam em junho, esse conjunto de festejos passou a ser chamado de "festas juninas".

4. É por causa da origem europeia que algumas palavras estranhas à língua portuguesa aparecem no vocabulário das Festas Juninas. "Anarriê", por exemplo, é uma palavra de origem francesa.

5. As mais tradicionais festas juninas do Brasil acontecem em Campina Grande (PB) e Caruaru (PE). A da primeira cidade é conhecida pelo Forródromo, arraial que, entre suas atrações, tem um desfile de jegue.

6. Caruaru mantinha a Vila do Forró, réplica de uma pequena cidade do sertão onde acontece a festa. Uma das atrações, o Trem do Forró fazia viagens até Recife, a 138 km. Nos vagões, cantadores regionais, sanfoneiros e artistas divertem o público durante todo o trajeto. A Vila do Forró foi demolida em 2011, como parte do projeto de revitalização de um parque.

7. A tradição dizia que os balões levavam os pedidos dos homens até São João. Por isso, quando o balão caía, era um sinal de azar, já que os desejos não seriam atentidos. Acontece que soltar balões pode causar incêndios. A brincadeira virou crime em 1965, segundo o artigo 26 do Código Florestal. Também está no artigo 28 da Lei das Contravenções Penais, de 1941. Quem for apanhado soltando balões, portanto, pode ir para a cadeia.

 

8. O Santo Casamenteiro Fernando Bulhões tornou-se Antônio quando entrou para a ordem dos franciscanos. Muitas pessoas fazem promessas a ele para conseguir se casar. Dizem até que algumas mulheres colocam a imagem do santo de cabeça para baixo como forma de forçá-lo a arranjar um marido o mais rápido possível. Sua fama é decorrente de uma premonição que ele teve durante um sermão. O pai do religioso havia sido condenado à forca por assassinato, mas ele chegou a tempo de provar sua inocência. Daí a expressão "tirar o pai da forca". Santo Antônio foi um padre que viveu no século XII e morreu muito jovem - tinha entre 36 e 40 anos. Ele teria ficado famoso ajudando as donzelas a conseguir o dote - bens exigidos para que o casamento fosse realizado.

 

9. São João era filho de Isabel, prima de Maria (mãe de Jesus). De acordo com a Igreja Católica, foi por milagre que ela e Zacarias, já com idade avançada, geraram um filho. Quando adulto, São João preparou a vinda de Cristo e batizou-o no rio Jordão. Sua festa é tão importante no Nordeste que quase impediu a votação do IPMF no Congresso em 1993. O governo só conseguiu manter os deputados nordestinos no plenário porque prometeu reservas em vôos que chegavam a tempo para a abertura da comemoração.

 

10. São Pedro é o outro santo católico festejado também em junho, no dia 29. Esse trio de santos católicos embalam os festejos juninos com músicas como:

" Eu pedi numa oração
Ao querido são João
Que me desse um matrimônio
São joão disse que não!
São joão disse que não!
Isto é lá com santo Antônio!

(...)

São João não me atendendo
A são Pedro fui correndo
Nos portões do paraíso
Disse o velho, num sorriso:
- minha gente, eu sou chaveiro!
Nunca fui casamenteiro"!

 

Fonte: adaptado do guiadoscuriosos.com.br

comentários[0]

27

jun
2014

Origem da palavra "mapa"

 

A palavra "mapa" surgiu na Idade Média e tem provavelmente origem cartaginesa, significando "toalha de mesa". Os navegadores e os negociantes, ao discutirem sobre rotas, caminhos e localidades em locais públicos, rabiscavam diretamente nas toalhas (mappas), surgindo então o documento gráfico que era bastante útil a todos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atualmente, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) define "mapa" como: uma representação gráfica, em geral uma superfície plana e em uma escala determinada, com representação de acidentes físicos e culturais da superfície da Terra, ou de um planeta ou satélite.

 

Fonte: sogeografia.com.br

comentários[3]

26

jun
2014

De onde vem o nome dos oceanos?

 


Atlântico


Vem de Atlas, filho de netuno, o deus dos mares.

 

Pacífico


O navegador espanhol Vasco Nuñez de Balboa, descobridor do Pacífico, o havia batizado de Oceano do Sul. Mas em 1520, quando o navegador português Fernão de Magalhães percorreu o litoral sul-americano, ficou impressionado com a tranquilidade das águas e batizou o oceano de Pacífico. Na verdade, o dia era atípico, pois o Pacífico é mais perigoso do que o Atlântico.

 

Índico


Recebeu o nome das costas que banha, da Índia e da Indonésia.

 

Ártico


Situado no polo norte, sob a constelação da Ursa Menor, deve o nome à palavra grega arctos, que significa urso. Por oposição geográfica, o oceano do polo sul chama-se Antártico.

 

Fonte: sogeografia

comentários[2]

26

jun
2014

Como surgiram os talheres?

 

Até o século XI, quase todo mundo comia com as mãos. Os mais educados eram aqueles que usavam apenas três dedos para levar o alimento à boca. Naquele século, Domenico Salvo, membro da corte de Veneza, casou-se com a princesa Teodora, de Bizâncio. Ela trouxe no enxoval um objeto pontudo, com dois dentes, que usava para espetar os alimentos. Esse primeiro garfo foi considerado uma heresia: o alimento, fornecido por Deus era sagrado e tinha de ser comido com as mãos. Mas, pouco a pouco, membros da nobreza e do clero foram adotando o talher. O hábito demorou para pegar entre a população: com mais dentes, o espeto só se tornou popular mesmo no século XIX. Já a faca é o mais antigo dos talheres, já era usada na chamada Pré História, era um objeto cortante, feito de pedra, para caça e defesa. Desde então, o homem sempre carregou uma faca.

 

 

Na Idade do Bronze, que começou por volta de 3000 a.C., ela passou a ser feita com esse metal e a mesma faca que servia para matar era usada também para descascar frutas.

 

O primeiro a sugerir que cada homem deveria ter um talher para ser usado exclusivamente à mesa foi o cardeal francês Richelieu (1585-1642), um fervoroso defensor das boas maneiras, por volta de 1630. Ao contrário da faca, a colher já surgiu com o objetivo de ser usada à mesa. Há registros arqueológicos de artefatos parecidos com mais de 20 000 anos, feitos de madeira, pedra e marfim. Mas, no início, a colher era de uso coletivo e parecia uma concha. "Quando surgiu o pão, há 12 000 anos, já se usava uma colher para jogar o caldo sobre ele", afirma o sociólogo Gabriel Bollaffi, da Universidade de São Paulo (USP).

 

Fonte: adaptação do Mundo Estranho

comentários[0]

26

jun
2014

1974 - Primeira compra de produto com código de barras

 

Às 8 horas da manhã de 26 de junho de 1974, um cliente do supermercado Marsh's na cidade de Troy, estado de Ohio, fez a primeira compra de um produto com código de barras. Era um pacote com dez chicletes Wrigley's Juicy Fruit Gum. O fato deu início a uma nova era no varejo, acelerando os caixas e dando às companhias um método mais eficiente para o controle do estoque.



Flickr/ Chiara Marra

O pacote de chiclete ganhou seu lugar na história e está atualmente em exibição no Smithsonian Institute's National Museum of American History.  Aquela compra histórica foi o ponto de partida para quase 30 anos de pesquisa e desenvolvimento do código de barras.



Código de barras é uma representação gráfica de dados numéricos ou alfanuméricos. A decodificação dos dados é realizada por um tipo de scanner - o leitor óptico - que emite um raio vermelho que percorre todas as barras. Onde a barra for escura, a luz é absorvida; onde a barra for clara (espaços), a luz é refletida novamente para o leitor. Os dados capturados nessa leitura óptica são entendidos pelo computador, que por sua vez converte-os em letras ou números legíveis.

 

O primeiro sistema para codificação automática de produtos foi patenteado por Bernard Silver e Norman Woodland, ambos estudantes graduados pelo Drexel Institute of Technology, atualmente Drexel University. Eles usaram um padrão de tinta que brilhava debaixo de luz ultravioleta. Esse sistema era caro demais e a tinta não era muito estável. O sistema usado hoje foi descoberto pela IBM em 1973 e usa leitores criados pela NCR.



O uso do código de barras - uma prática ligada à automação de processos nas empresas - levou cerca duas décadas para ser universalizado. Na Europa, até 1981 países do bloco utilizavam efetivamente o código. Em 1985, cerca de 92% das lojas automatizadas em todo o mundo estavam concentradas em somente seis países.



No Brasil, o Código Nacional de Produtos (código de barras) foi introduzido formalmente em 29 de novembro de 1984. Muitas empresas e administradores usam do código de barras para que seu estoque e produção não tenham falhas. Com este sistema, o trabalho que antes era demorado hoje é muito mais eficiente.

comentários[0]

25

jun
2014

Cafeína é mais prejudicial a meninos do que a meninas

 

Cafeína afeta meninos e meninas de forma diferente na puberdade. Novo estudo da Universidade de Buffalo descobriu que, após a puberdade, meninos e meninas experimentam diferentes alterações na frequência cardíaca e pressão arterial após consumir cafeína. O coração dos meninos é mais afetado que o das meninas.
 
O estudo também mostrou que as meninas experimentaram diferente frequência cardíaca e pressão arterial variada ao longo do seu ciclo menstrual. De acordo com os pesquisadores, esta característica dá mais argumentos para a teoria de que a maturidade sexual muda a reação do corpo à cafeína. Mesmo assim, eles afirmam que ainda é preciso a realização de mais estudos sobre o tema para esta confirmação.
 
"Encontramos diferentes respostas à cafeína dependendo da fase do ciclo menstrual da menina em todo o ciclo menstrual com a diminuição do ritmo cardíaco na fase luteínica e maior pressão arterial na fase folicular", disse Jennifer Temple, professora do departamento de Ciências do Exercio e Nutrição da Universidade de Buffalo e autora do estudo.
 
As fases do ciclo menstrual são marcadas pelas alterações dos níveis de hormônio. Há a fase folicular, que começa no primeiro dia de menstruação e termina com a ovulação e a fase luteínica, que segue durante a ovulação e é marcada por níveis mais altos de progesterona.
 
Estudos anteriores tinham mostrado que a cafeína aumentava a pressão arterial e diminuía a frequência cardíaca de crianças, pré-adolescentes, adolescentes e adultos. Porém, o estudo da Universidade de Buffalo descobriu que a diferença de gênero tem papel na resposta cardiovascular à cafeína após a puberdade.
 
Nos últimos anos houve uma alta no consumo de cafeína entre adolescentes por conta de refrigerantes e energéticos. A Academia Americana de Pediatria desaconselha o consumo de bebidas energéticas por adolescentes por elas não oferecerem nenhum benefício à saúde. Mas nos Estados Unidos três em cada quatro crianças ingerem cafeína todos os dias.
 
 
Fonte: iG São Paulo

comentários[0]

23

jun
2014

Como surgiu os bingos?

 

O bingo tem origem italiana. Ou melhor, na política italiana. No final da Idade Média, na cidade de Gênova, no noroeste da Itália, havia o costume de se substituírem periodicamente os membros dos conselhos políticos locais por meio de sorteios. "Os nomes eram colocados em bolas, que eram retiradas de uma urna", diz o administrador de empresas Olavo Sales da Silveira, presidente da Associação Brasileira dos Bingos (Abrabin). Inspirada nessa tradição nasceu, por volta de 1530, uma espécie de loteria, realizada aos sábados, chamada Lo Gioco Del Lotto.

 

O bingo que conhecemos hoje é uma evolução desse jogo que, ao longo dos séculos, espalhou-se por outros países da Europa e, mais tarde, pela América. A profissionalização do bingo como um negócio lucrativo, porém, é coisa do século 20. E o empurrão para a coisa pegar veio dos Estados Unidos, onde teve início a mania de usar o bingo para arrecadar fundos, principalmente para obras religiosas.

 

Essa jogatina lucrativa foi feita de forma amadora até meados da década de 1960. A primeira legislação mundial para regulamentar os bingos surgiu apenas em 1966, na Inglaterra. A iniciativa despertou o interesse de muitos empresários europeus, que, atrás de lucros, começaram a montar sofisticados salões para atrair os fãs do jogo. Um dos países em que o bingo se tornou um grande sucesso foi a Espanha, que acabou criando um novo sistema de numeração, de 1 a 90, substituindo o antigo, com 75 números. O sistema espanhol acabou vingando e hoje é adotado na maioria dos países, inclusive no Brasil.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

18

jun
2014

Água aromatizada naturalmente é alternativa para hidratação

 

Aromatizar a água é tornar um líquido inodoro, incolor e insípido em uma bebida saborosa e cheia de benefícios para o organismo. Ela pode ser servida em eventos, ou colocada em uma garrafinha para tomar durante o dia, ou enquanto pratica exercícios. "Além de refrescar, a água aromatizada hidrata e pode ser tomada durante a atividade física. Se a fruta tiver mais carboidrato, como morango ou manga, pode até ajudar na recuperação do organismo", afirma Betina Baletta, nutricionista e consultora do Webrun.

 

                         Além de refrescar, a água aromatizada hidrata e pode ser tomada durante a atividade física Foto: Sarsmis/Fotolia
Além de refrescar, a água aromatizada hidrata e pode ser tomada durante a atividade física Foto: Sarsmis/Fotolia

Os ativos que a fruta, especiarias e ervas contêm são repassados para a água. "O gengibre contém o ativo gengirol que é antisséptico, anti-inflamatório, bom para curar o enjoo. A laranja tem o flavonoide hesperidina e o limão, limoneno, ativos que impedem o crescimento de tumores, melhoram a circulação", explica a também nutricionista Roseli Rossi.

 

Os benefícios da água aromatizada se assemelham ao chá, com a diferença de que a bebida quente pode ter maior quantidade de ativos por conta da infusão. A vantagem da água gelada é que garante melhor absorção dos nutrientes no organismo pós exercício, por causa da vasoconstrição. Para Betina é preciso tomar cuidado com a água muito gelada, ela pode causar um choque térmico no organismo se a pessoa não tiver acostumada.

 

É importante acrescentar as cascas das frutas na composição - uma excelente maneira de reaproveitar os ingredientes. Se puder, compre frutas orgânicas, que não têm agrotóxico. Se não, esfregue com algumas gotas de desinfetante embaixo d'água para retirar as impurezas.

 

Exagerar na água aromatizada, porém, pode não ser bom para o organismo. "Por mais que a bebida hidrate, não é possível substituí-la por água natural. Você pode trocar o suco, ou outras bebidas pela água aromatizada", explica Roseli. Mas a quantidade máxima varia de pessoa para pessoa. Quem tem hipoglicemia, por exemplo, não deve tomar muita água com canela ou gengibre, essas especiarias aceleram a circulação sanguínea.

 

Receita


Ingredientes
1 ramo de hortelã (apenas folhas, sem o talo)
1 fatia de limão com casca
1 cravo
4 pedras de gelo
Proporção para um copo (200 ml)



Preparo

Misture os ingredientes na água natural e espere no mínimo uma hora para beber.



Benefícios


A hortelã é ótima para colaborar na digestão, assim como o limão que alcaliniza quando chega ao estômago. O cravo contém o ativo chamado eugenol que diminui gases.



Cuidados com a água aromatizada


Monte a receita com bastante gelo e em uma garrafa sem interferência de luz para manter a vitamina C por mais tempo, já que ela oxida em contato com a luz e o calor.

 

Deixe a água aromatizada descansar por pelo menos duas horas antes de tomar. Quanto mais tempo os ingredientes ficarem na água, mais saborosa ficará. Se a bebida estiver em um ambiente adequado, pode ficar de oito a 12 horas no recipiente. Depois disso, tem que jogar fora porque as frutas começam a estragar.

 

Para cada copo d'água de 200 ml, uma rodela de fruta ou uma pitada da erva. Mas você tem que "sentir" esta proporção: a carambola, por exemplo, que não é tão cítrica e não tem sabor tão acentuado como o limão, precisa de mais fatias para cada porção.

 

Fonte: Webrun

comentários[0]

18

jun
2014

Quais são os cães mais caros do mundo?

 

Provavelmente são os pastores alemães vencedores de um prestigiado e centenário concurso canino internacional chamado Sieger Show, realizado anualmente nos Estados Unidos e na Europa. "Os animais premiados no Sieger Show podem atingir a cifra de 250 mil dólares", diz o veterinário Mauro Anselmo Alves, juiz da Confederação Brasileira de Cinofilia. Mas é claro que esse valor só é alcançado por animais específicos, descendentes de uma linhagem especial. A raça pastor alemão, em si, não é das mais raras e valiosas. Nesse quesito, por exemplo, destaca-se muito mais a raça japanese chin, cujos filhotes de boa qualidade podem atingir a bagatela de 15 mil dólares! O preço de uma raça vai às alturas quando existem poucos animais disponíveis para a comercialização, o que pode ser determinado, por exemplo, pela dificuldade de reprodução. O buldogue inglês é uma das raças mais caras no Brasil exatamente por isso. "Na maioria das vezes, a fêmea precisa ser submetida à inseminação artificial e ao parto cesariano", diz a veterinária Cristina da Silva Moreira. Outro fator que interfere na valorização é o modismo. A grande procura fez com que as raças pug e rottweiler se tornassem algumas das mais bem cotadas no Brasil.

Preço alto pra cachorro Filhotes das raças mais valorizadas no Brasil custam de 3 mil a 6 mil reais

 

1. BULDOGUE INGLÊS


Preço: de 4 mil a 6 mil reais *

 

Origem: Grã-Bretanha

Este é um dos mais afetuosos cães de companhia do mundo. A enorme dificuldade de reprodução, aliada ao fato de que as ninhadas têm poucos filhotes, fazem com que o buldogue inglês seja um dos cachorros mais caros do país. No passado, os exemplares da raça eram usados como cães de luta

 

 

2. PUG      

                                                                   

Preço: 4 mil reais *

 

Origem: China

É uma raça muito antiga, surgida cerca de 400 anos antes de Cristo. Graças ao seu temperamento constante e ar alegre e brincalhão, o pug é hoje um dos cachorros mais procurados no Brasil. Assim como o buldogue inglês, é uma raça que dá bastante trabalho para procriar

 

 

 

3. BULMASTIFE


Preço: 4 mil reais *

 

Origem: Grã-Bretanha

Considerada uma das raças mais raras no país, o bulmastife é um excelente cachorro de guarda. A pelagem curta e densa facilitou sua adaptação a países de clima quente como o Brasil. É considerado um animal dócil, confiável e muito paciente com crianças

 

 

 

4. ROTTWEILER


Preço: de 3 mil a 4 mil reais *

 

Origem: Alemanha

O rottweiler faz sucesso no mundo inteiro e por isso tem uma cotação alta. Ele é utilizado como cão de guarda por forças policiais e é considerado um cachorro inteligente e vigoroso. Ao mesmo tempo, é um animal obediente, carinhoso e de bom temperamento com os donos

 

 

 

 

5. GOLDEN RETRIEVER


Preço: de 3 mil a 3,5 mil reais *

 

Origem: Grã-Bretanha

O golden retriever era utilizado no passado na caça esportiva. Ele se destacava pela habilidade em buscar a presa na água e entregá-la intacta ao caçador. É um animal afável e simples de criar. O preço alto se deve ao fato de a raça "estar na moda", com uma grande procura por seus filhotes.

 

 

*Preços de filhotes de boa qualidade, promissores para exportação.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[2]

Clima Tempo