Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

31

mai
2015

"Brincando" com os Espiritos - Charlie Charlie

 

 



Trata-se do Charlie Charlie, que consiste em cruzar dois lápis, um sobre o outro, e ambos sobre uma folha de papel com as palavras sim e não escritas. Charlie seria um espírito que responde aos chamamentos dos participantes movimentando o lápis, ou outros objetos no ambiente à volta. Depois de iniciada a brincadeira, um chamamento pedirá permissão ao espírito para deixá-la. Charlie Charlie podemos parar?

Veja notiícia no Correio Braziliense

 

Experiências como esta, por brincadeira ou como forma de culto aos mortos não são uma novidade. A Bíblia afirma que foram práticas como estas o motivo dos juízos de Deus sobre os povos que as exerciam. 

De fato, Deus advertiu o Seu povo, que estava passando a ocupar essa mesma região, a não aprender estas práticas, pois para Ele são uma abominação. 

Nos tempos modernos, foi a partir de 1848, na casa da família Fox, em Hydesville, Nova York, com as irmãs Kate, Margaret e Leah, que as famosas "batidas misteriosas" foram observadas pela primeira vez, sendo atribuídas a um espírito que se identificava como Sr. Splitfoot, que havia sido morto naquela casa, e com o qual elas podiam se comunicar.

Desde então, esta prática que Deus qualifica como abominável, que era tão comum no antigo paganismo, tem se popularizado nos dias atuais com o advento do neopaganismo, que encontra cada vez mais adeptos, conscientes ou inconscientes, de que isso abre um canal em sua mente para que seres espirituais efetivamente passem a tomar completo controle da sua vontade. 

A advertência encontrada na Bíblia, em Deuteronômio 18:9-12, é absolutamente clara, e os resultados nefastos de sua desobediência são certos.

Texto de Eliezer Militao

 

Fonte: Escola Adventista de Pelotas RS - Adpatado por Dirceu Junior (Escolo Adventista de Blumenau)

comentários[20]

31

mai
2015

Quer fazer uma tatuagem?Cuidado, elas podem causar problemas

 

tatuagens reacoes adversas

No que é provavelmente o primeiro levantamento do gênero nos Estados Unidos, pesquisadores da Universidade de Nova York descobriram que 6% dos adultos tatuados experimentam alguma forma de erupção cutânea, coceira intensa ou inchaço relacionado à arte. Em alguns casos, elas duram mais de quatro meses, em outros, muitos anos.

 

"Ficamos alarmados com a elevada taxa de complicações crônicas vinculadas a fazer uma tatuagem", disse a principal pesquisadora do estudo, a dermatologista Marie Leger. "Dada a crescente popularidade das tattoos, médicos, funcionários da saúde pública e consumidores precisam estar cientes dos riscos envolvidos".

 

Falta de informações

Os resultados do estudo, derivados de entrevistas com cerca de 300 adultos de Nova York feitas em junho de 2013, espelham os resultados de outras pesquisas realizadas em países europeus, que só recentemente começaram a monitorar as complicações médicas associadas com tatuagens.

 

Algumas reações adversas cutâneas observadas podem ser tratadas com medicamentos anti-inflamatórios, mas outras podem exigir cirurgia a laser. Às vezes, é necessário remover as áreas tatuadas, tecido cicatricial construído ou lesões granulares, que podem subir vários milímetros na pele e causar coceira e sofrimento emocional.

 

Leger afirma que a composição química das tintas coloridas usadas no processo é mal compreendida e não padronizada entre os fabricantes de corantes. "Ainda não se sabe se as reações observadas são devido aos produtos químicos na própria tinta ou a outros produtos, como conservantes ou branqueadores, adicionados a elas, ou ainda do processamento dos produtos químicos ao longo do tempo", sugere. "A falta de dados ou exigências regulatórias dificulta o monitoramento confiável".

 

A dermatologista explica que a pele é um órgão altamente sensível, e as consequências a longo prazo de testar repetidamente o sistema imunológico do corpo injetando corantes e tintas não são claros.

 

Tipos de complicações

Complicações de curto prazo, incluindo cicatrização retardada, dor, inchaço e infecção, ocorrem em até 10% das pessoas. Além disso, os dados mostram que apenas um terço dos que experimentam uma reação adversa procuram ajuda médica. Em vez disso, muitos se voltam para o estúdio de tatuagem para conselho.

 

A maioria das complicações de longa duração ocorreram em regiões de pele injetadas com duas cores de tinta, vermelha e preta. Quase metade (44%) das reações crônicas aconteceram em tattoos com tinta vermelha, embora somente 36% dos entrevistados tivessem arte com essa cor.

 

Um terço dos casos crônicos envolveram tinta preta, enquanto mais de 90% das tatuagens tinham essa coloração. O braço era o local mais popular para tatuagens; pelo menos 67% dos entrevistados tinham desenhos ali.

 

O próximo passo da pesquisa é determinar que tintas e possíveis componentes delas são mais intimamente ligadas a reações adversas, e se há fatores que colocam as pessoas em maior risco de sofrer complicações crônicas. [MedicalXpress] - Via hypescience.com

comentários[17]

29

mai
2015

5 coisas q acontecem com o seu corpo quando vc não bebe água

 

Nove copos de água por dia parece exagero?
Estudos comprovam que o esforço vale a pena!
 
O Instituto de Medicina de Nova York mostra que os nove copos de água por dia (cerca de 2 litros) e todas as viagens ao banheiro fazem muito bem para sua saúde.
Parece difícil? Veja o que acontece com seu corpo quando você está desidratada: (serve também para os homens).
 
1. Você está mais propensa a ter problemas de saúde
 
O consumo adequado de água está associado a diminuição da probabilidade de pedras do rim, câncer e ataques cardíacos.
 
2. Seu metabolismo desacelera 
 
Em estudos independentes para o livro O Segredo d'Água (Editora Wiley), o autor Dr. Howard Murad constatou que a taxa metabólica de uma pessoa acelera quando o corpo está hidratado.
 
3. Você vai comer mais
 
Um estudo com 45 adultos financiados pelo Instituto de Saúde Pública e Pesquisa da Água de Nova York descobriu que aqueles que bebiam dois copos de 200 ml de água antes de cada refeição consumiam entre 75 e 90 menos calorias.
 
4. Você vai ficar mais enrugada
 
Ao escrever seu livro, Dr. Murad também descobriu que a água "incha" a pele, preenche linhas finas e rugas. Ou seja: mais água, menos rugas!
 
5. Você vai sofrer de mau humor
 
Pesquisadores da Universidade Tufts, em Medford, Massachusetts, pediram para dois grupos de mulheres adultas fazerem um exercício aeróbico de alto impacto durante 60 minutos. O primeiro grupo tinha direito a beber água quando sentisse sede, enquanto o segundo não podia beber água. No final do exercício, o grupo de mulheres desidratadas sentiu-se mais propensas aos sentimentos de fatiga, cansaço, irritabilidade e mau-humor. 
 
Fonte: M de Mulher / Claudia - via Lake Villas

comentários[20]

26

mai
2015

Avanço do E. Islâmico ameaça ave rara sob risco de extinção

 

Apenas uma fêmea sobrevivente do íbis eremita conhece as rotas migratórias para a África, dizem especialistas (Foto: ThinkStock)Apenas uma fêmea sobrevivente do íbis eremita conhece as rotas migratórias para a África, dizem especialistas (Foto: ThinkStock)

 

Uma espécie rara de ave estaria ameaçada pelo avanço do autodenominado "Estado Islâmico" sobre a cidade síria de Palmira, alertaram especialistas.

 

Os especialistas acreditavam que o íbis-eremita - Geronticus eremita, uma ave da mesma família dos guarás - estava extinto até descobrirem uma minúscula colônia perto de Palmira em 2002.

 

Mas três pássaros que viviam em cativeiro foram abandonados na semana passada depois que seus cuidadores fugiram do "Estado Islâmico" ("EI").

 

Em busca de Zenóbia


As autoridades estão oferecendo uma recompensa de US$ 1 mil (cerca de R$ 3 mil) por informações sobre uma quarta ave.

 

Segundo a Sociedade de Proteção da Natureza no Líbano, a ave perdida, Zenóbia, é o único pássaro que conhece as rotas migratórias do íbis-eremita com destino à Etiópia.

 

Sem ela, outros pássaros em cativeiro não podem ser postos em liberdade e a ave poderia ser extinta na natureza, alertam os especialistas.

 

"A guerra acaba, mas ninguém pode trazer de volta uma espécie extinta", disse à BBC o diretor da organização, Asaad Serhal.

 

Em 2002, sete íbis-eremitas foram descobertos perto de Palmira, um oásis sírio fundado há mais de 4 mil anos que também guarda relíquias arquitetônicas.

 

Apesar dos esforços de proteção, o número caiu para quatro desde então. Este ano, apenas Zenóbia voltou ao ninho após a migração de inverno.

 

Os especialistas não sabem se os outros três pássaros que estavam sendo mantidos em cativeiro ainda estão vivos.

 

A possível queda total de Palmira, apenas dias após o "EI" capturar a cidade iraquiana de Ramadi, elevou as preocupações na comunidade internacional.

 

A milícia tem destruído rastros de antigas civilizações em localidades que ocupa, desprezando seu passado pré-islâmico. Um dos alvos recentes foi a cidade de Nimrud, um dos maiores tesouros arqueológicos do Iraque.

 

As ruínas de Palmira são patrimônio mundial da Unesco, o braço das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

 

Localizada no meio do deserto e próxima a um oásis, Palmira contém as monumentais ruínas de uma cidade que foi um dos mais importantes centros culturais do mundo, segundo a Unesco.

 

Fonte: G1

comentários[4]

22

mai
2015

É verdade que o chá-mate tem mais cafeína que o café?

 

A princípio, não. Aliás, 100 mililitros de um bom café expresso podem conter 13 vezes mais cafeína que a mesma quantidade de chá-mate. Mas a coisa é um pouco relativa. "O teor de cafeína, tanto no café como no mate, varia em função de vários fatores: a região do plantio, como o produto é processado na indústria, a quantidade de água usada no preparo", diz a nutricionista Deborah Markowicz, da USP. Assim, 100 mililitros de chá-mate industrializado podem ter até 25 miligramas de cafeína, em vez do valor médio de 7 miligramas que aparece na tabela. Outro exemplo: o mate usado no chimarrão pode ser ainda mais forte. "Quando a erva é torrada, na indústria, ela perde cafeína", afirma o biólogo Marlus Kormann, que trabalha para uma empresa fabricante de chá-mate.

 

Para você ter uma idéia: 100 mililitros de chimarrão podem ter entre 29 e 89 miligramas da substância. A mesma quantidade de um café coado bem fraquinho, do jeito que os estadunidenses gostam, tem 25 miligramas de cafeína. Já um coado bem forte, no estilo brasileiro, chega a 100 miligramas. Além do café e da erva-mate, a cafeína também é encontrada no chá comum (feito com a planta Camellia sinensis), no chocolate e em refrigerantes como o guaraná e os do tipo cola.

 

Dose reforçada Café expresso é, de longe, o campeão na substância

Café expresso - 95 mg

Chá comum* - 23 mg

Coca-Cola - 9 mg

Chá-mate* - 7 mg

Achocolatados - 2 mg

Guaraná** - 0,9 mg

 

Obs.: quantidade média de cafeína em cada 100 mililitros da bebida. Fontes: International Food Council Foundation (EUA), National Soft Drink Association (EUA), Ambev. *comercializado em saquinho ** marca Antártica.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[11]

18

mai
2015

Estamos perdendo para o peixinho dourado

 

Uma pesquisa feita no Canadá concluiu que o tempo de atenção média dos seres humanos já é mais curto que o dos peixinhos dourados -- e isto pode ser culpa da tecnologia, dos dispositivos portáteis e das mídias digitais.

 

No ano 2000, a capacidade de atenção humana era, em média, de 12 segundos. Em 2013, esta capacidade caiu para 8 segundos - 1 segundo atrás da capacidade de atenção média estimada por cientistas de um peixinho dourado (leia reportagem da BBC com mais detalhes sobre pesquisa)

 

 

Fonte: G1

comentários[17]

17

mai
2015

Especialistas respondem a 14 perguntas sobre a tosse

 

Nesta época do ano, a temperatura começa a baixar e o ar fica mais seco. Um prato cheio para vírus e bactérias causadores de doenças respiratórias em adultos e crianças, que trazem com elas a tosse. Mas será que ela é sempre sinal de doença? Mel e leite morno são mesmo aliados para combater o problema? A seguir, veja o que falam a pediatra, alergista e imunologista Fátima Rodrigues Fernandes, do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo, e Shirley Pignatari, professora de otorrinolaringologia pediátrica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).
 
A tosse é sinal de doença em todos os casos?
 
Nem sempre. Embora, ela nada mais seja do que uma reação fisiológica do organismo contra algum agente causador de doenças, existem pessoas que podem começar a tossir em uma situação de estresse ou de constrangimento (a chamada "tosse nervosa"). De acordo com a professora e pediatra Shirley Pignatari, existem receptores da tosse em várias partes do nosso corpo, inclusive na orelha. "Se manipularmos a orelha com o dedo ou com um instrumento, podemos desencadear tosse também" .
 
Quais são as principais doenças que podem causar a tosse?
 
A tosse pode ser classificada em aguda e crônica (quando ultrapassa quatro semanas contínuas). Entre as principais causas da forma aguda em crianças estão os resfriados, viroses do trato respiratório, rinite, faringite, laringite, pneumonia e fatores irritantes causados por alergia e poluição. A tosse crônica pode indicar asma, coqueluche, tuberculose e outras infecções .
 
Quando é preciso procurar um médico?
 
Para a pediatra e alergista Fátima Rodrigues Fernandes, é importante analisar o quadro geral da criança antes de procurar um médico. "Observe se febre e coriza acompanham a tosse, se a criança parece estar cansada, com dificuldade para respirar, sem apetite." Segundo a alergista Shirley Pignatari, quando a tosse começa a se prolongar (por mais de dois meses), pode ser um alerta para se investigar doenças mais graves, como a tuberculose. 
 
Outras doenças que não estão relacionadas ao sistema respiratório causam tosse?
 
Sim. No refluxo gastroesofáfico, os ácidos do estômago voltam para o esôfago, em vez de seguir o caminho normal da digestão, irritando a traqueia e provocando tosse. Isso ocorre principalmente à noite, quando a criança está deitada. Algumas doenças cardíacas, como a insuficiência cardíaca congestiva, também podem se manifestar com tosse.
 
Leite morno melhora a tosse?
 
Segundo a pediatra Fátima Fernandes, a medida caseira pode, sim, amenizar o problema. "O leite ajuda a hidratar e a limpar o organismo, combatendo dois inimigos da tosse: o frio e o clima seco." Segundo a professora da Unifesp Shirley Pignatari, o alimento não é indicado em casos de tosse com secreção espessa. "Daí o leite pode piorar o quadro. Nesses casos, o melhor é não estimular a sua ingestão". 
 
Ingerir mel melhora a tosse?
 
Segundo a pediatra Shirley Pignatari, existem estudos que demonstram que o mel tem, sim, ação na diminuição da tosse, particularmente nos quadros agudos. No entanto, é importante lembrar que o alimento não deve ser oferecido para crianças menores de um ano. Nessa idade, o organismo ainda não está preparado para se defender dos esporos da bactéria Clostridium botulinum, bacilo responsável pela transmissão do botulismo intestinal e que pode estar presente no mel. 
 
Basta dar xarope para tratar a tosse?
 
Além de combater o problema, é preciso investigar sua causa. Para a pediatra Shirley Pignatari, a indicação de diferentes tipos de xarope vai depender da característica da tosse, tempo de evolução e idade da criança, e pode ser mesmo um alívio e um tratamento. "Em geral, deve-se tentar inibir a tosse seca, irritativa e aguda, pois o ato de tossir acaba perpetuando o ciclo, com mais irritação da mucosa respiratória e mais vontade de tossir", explica a médica. 
 
Quando se está com tosse é recomendado tomar mais água?
 
A água não vai ajudar a melhorar o problema. No entanto, ela tem papel fundamental para aliviar o desconforto de tossir, pois contribui para a hidratação do sistema respiratório e para a fluidificação do muco.
 
Passar pomadas com mentol e cânfora na sola dos pés melhora a tosse?
 
Não. Embora seja uma crença antiga, não é indicado passar esses produtos em nenhuma parte do corpo da criança. "O mentol e a cânfora podem irritar ainda mais o sistema respiratório infantil", afirma a pediatra Fátima Fernandes. 
 
O vapor da água do chuveiro é um aliado para melhorar a tosse?
 
Sim. O vapor ajuda bastante a reduzir o desconforto, uma vez que umidifica e hidrata as vias respiratórias. Além disso, deixa o muco mais fluido, facilitando sua eliminação. A dica é tomar banho, com a temperatura da água quente, e aproveitar o vapor que se forma para fazer uma espécie de inalação.
 
Inalação com soro fisiológico melhora a tosse? 
 
Sim. Assim como o vapor do chuveiro, a inalação apenas com soro fisiológico ajuda na hidratação das vias respiratórias e a fluidificar o muco, facilitando a sua eliminação.
 
Tosse com febre e catarro é sinal de infecção?
 
A tosse aguda acompanhada de secreção e febre sugere um processo infeccioso. "No entanto, o acompanhamento da evolução do quadro é essencial para o diagnóstico da doença", afirma a professora da Unifesp Shirley Pignatari. Vale lembrar que também é preciso observar o estado geral da criança.
 
A tosse pode ser transmitida para outra pessoa?
 
Não. A tosse é um sintoma e não uma doença, portanto, não é transmissível. Entretanto, pode ser um facilitador importante de transmissão de vírus e bactérias que causam doenças.
 
Tosse em bebês com menos de seis meses é mais preocupante?
 
Sim. De acordo com a pediatra Fátima Fernandes, é preciso fazer uma avaliação mais rápida e minuciosa em crianças nessa faixa etária, uma vez que seu sistema imunológico e muscular ainda estão em amadurecimento e podem sofrer mais com o problema.

Fonte: Lake Villas

comentários[3]

Clima Tempo