Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

30

mai
2014

Hoje na História:1416- Jerônimo de Praga é morto na fogueira

 

Jerônimo de Praga foi um reformador religioso tcheco. Seguidor de John Huss e de John Wycliff, apoiou-os em seu movimento de reformas. Jerônimo, embora consciente do risco que corria, apresentou-se ao Concílio de Constança no ano de 1414 para defender seus princípios cristãos. Logo após haver confirmado suas idéias "heréticas", foi encarcerado numa masmorra e alimentado a pão e água. Doente, debilitado e abandonado por amigos, cedeu à pressão dos inquisidores e declarou que retomaria a fé católica. Ainda assim, retornou à prisão e lá permaneceu por trezentos e quarenta dias, até ser queimado vivo na fogueira em 30 de maio de 1416.


Wikicommons

 

Jerônimo nasceu em Praga, em 1379, filho de família de posses. Depois de se formar na Universidade de Praga, em 1398, iniciou viagens pela Europa. Em 1402, visitou a Inglaterra onde estudou na Universidade de Oxford as obras Dialogus e Trialogus de John Wycliff. Ingressou na Universidade de Paris em 1405, obtendo grau de mestre. O mesmo ocorreu na Universidade de Colônia e, um pouco depois, em Heidelberg.



Em 1407, de volta a Praga, suas posições nacionalistas começavam a provocar perseguições por parte da Igreja. Em janeiro de 1410, fez pronunciamentos em favor da filosofia de Wycliff. Em março de 1410, foi editada uma bula papal pelo anti-papa João XXIII contra os escritos de Wycliff o que causou a prisão de Jerônimo em Viena e sua excomunhão da Igreja pelo Bispo de Cracóvia.


Conseguindo escapar, voltou a Praga, passando a defender publicamente as teses de reforma da Igreja pregadas por Jan Huss, que reforçavam muitas das teses de Wycliff. Em 1413, Jerônimo visitou as cortes da Polônia e da Lituânia, causando profunda impressão por seu diferenciado saber e eloquência.



Quando Jan Huss viaja para o Concílio de Constança, em outubro de 1414, Jerônimo lhe assegura que o seguiria para ajudá-lo. Promessa que logo lhe faria chegar a Constança, em 4 de abril de 1415. Ao contrário de Huss, que obtivera um salvo-conduto para se proteger, Jerônimo nada possuía. Em 20 de abril foi preso em Praga e levado a Constança em 23 de maio para ser processado pelo Concílio.



Condenação


Sua condenação, como a de Huss, já estava pré-determinada, tanto em consequência de seu apoio a muitas das idéias de Wycliff quanto por sua admiração por Huss. Não lhe foi dada oportunidade de se defender em julgamento justo. As condições de sua prisão eram tão severas que ficou seriamente doente. Foi induzido a retratar-se em duas reuniões públicas do Concílio (11 e 23 de setembro de 1415).



As palavras colocadas em sua boca o fizeram renunciar aos ensinos de Wycliff e Huss. Com a saúde abalada e pressionado, escreveu ao rei da Boêmia e à Universidade de Praga em que declarou estar convencido de que era justa a condenação de Huss à morte na fogueira por heresia, o que havia ocorrido em 6 de julho daquele ano. Nada disso o indultou ou comutou sua pena.



Em maio de 1416 Jerônimo de Praga foi novamente levado a julgamento. Diante do Concílio retratou-se veementemente de sua retratação. Condenado finalmente por heresia em 30 de maio, foi levado à fogueira no mesmo dia.

 

Fonte: Opera Mundi

comentários[0]

29

mai
2014

Como não pular o treino em dias chuvosos e frios?

 

Não é novidade que treinar em dias frios e chuvosos do outono e, principalmente do inverno, é sempre mais difícil do que nas demais estações e temperaturas do ano. Para muitos, independentemente dos objetivos, a planilha ou simplesmente a atividade de todos os dias não pode deixar de ser cumprida. Mas como garantir o condicionamento nessas ocasiões?

 

Por sorte o Brasil não é um país de temperaturas realmente baixas. Os cinco ou seis graus que costumam fazer nos dias mais frios do ano em São Paulo, ou até mesmo as temperaturas negativas de alguns estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, não podem ser consideradas assustadoras, se compararmos países como a Rússia, Finlândia ou Dinamarca, por exemplo.

 

Mas, para os corredores e atletas amadores, ou até mesmo para aqueles que praticam atividades físicas regulares, é nesta época de outono e inverno que os problemas e desculpas começam a aparecer com mais frequência. Sair de casa para encarar os treinos no frio ou na chuva, mesmo que devidamente paramentado, não é uma tarefa fácil.

 

No Brasil o frio nem sempre espanta as pessoas do treino. Foto: Dusan Kostic - Fotolia No Brasil o frio nem sempre espanta as pessoas do treino. Foto: Dusan Kostic - Fotolia

 

Adaptações

Adaptar é o que recomenda o triatleta Ironman e maratonista amador Rodrigo Quevedo, 32, que mora em Porto Alegre e sempre dá um jeito para não deixar passar nem um detalhe dos treinos nos dias mais frios do ano no país. "É fato falarmos que o clima frio e chuvoso espanta muita gente dos parques, praças e demais locais da cidade. Mas se o atleta tem um objetivo, uma prova em mente, o treino precisa ser cumprido para que os frutos sejam colhidos depois", relata. Vale dizer que a condição adversa do treino pode acontecer também no dia da prova. "No meu caso, costumo alternar rodagens, tiros de intensidade e longos, que deve ser o que a maioria faz".

 

O treino que geralmente requer mais atenção é o de tiro, por causa dos intervalos e ritmos que devem ser respeitados e controlados. Este pode ser feito normalmente na esteira, seguindo a série estipulada na planilha, em que os intervalos entre tiros e séries podem ser feitos com velocidade reduzida. É uma pausa ativa, em que a frequência não baixa tanto, o que favorece um bom desempenho nos tiros, considerando que na pista as pausas geralmente são paradas.

 

Variar o treino pode ser uma alternativa em dias frios. Foto: Kadmy - Fotolia
Variar o treino pode ser uma alternativa em dias frios. Foto: Kadmy - Fotolia

Outras alternativas


É claro que a esteira é o meio mais convencional e viável em dias como estes, mas nem sempre é possível encontrar uma por perto. Para este e outros casos, a treinadora Rosa Naimara, da Maxxyma Assessoria, de Curitiba, recomenda alternativas como escadas e quadras poliesportivas. "Muitos alunos não têm a opção da esteira, neste caso temos que improvisar e nossos professores são campeões nesse quesito. Eles levam sempre no carro várias cordas e cones e, se começar a chover, montam um circuito em qualquer lugar coberto", conta.

 

Com os equipamentos os alunos podem fazer os treinos combinados com deslocamentos laterais, frontais, pular corda, trabalhar com os intervalos e simular o esforço dos treinos de tiro. "Ano passado tivemos quatro semanas de chuva, nesses dias a escada do prédio virou local de treino, pois além de manter o condicionamento cardiovascular, treinar em escadas fortalece a panturrilha, quadríceps e glúteo," finaliza a treinadora curitibana.

 

Se a vontade e a determinação em busca de um determinado objetivo existe, a criatividade tem que ir mais além. Improvisar é uma forma de não cair na monotonia e manter o condicionamento em dia. Agora que você já leu sobre algumas dicas de como adaptar os treinos de rua em ambientes fechados, não há mais desculpas para deixar de cumprir o treino por conta das baixas temperaturas.

 

Fonte: Webrun

 

Obs.: Eu, às vezes, vou correr no estacionamento do shopping.

comentários[1]

28

mai
2014

Hoje na História - 1937: Alemanha nazista funda a Volkswagen

 

Em 28 de maio de 1937, o governo da Alemanha - então sob o controle de Adolf Hitler do Partido Nacional-Socialista (Nazista) - constitui uma nova companhia automobilística estatal, cujo nome oficial era Gesellschaft zur Vorbereitung des Deutschen Volkswagens mbH. (Companhia para a Preparação dos Carros do Povo Alemão). Mais tarde, naquele mesmo ano, a empresa foi renomeada simplesmente como Volkswagenwerk, ou "Companhia do Carro do Povo."


 
Originalmente operada pela Frente Trabalhista Alemã, uma organização nazista, a Volkswagen tinha a sua sede principal em Wolfsburg. A par da ambiciosa campanha de construir uma rede de auto-estradas e um número menor de vias expressas em toda a Alemanha, o projeto favorito de Hitler era o desenvolvimento e a produção em massa de um veículo barato, porém veloz que poderia ser vendido por menos de 1000 marcos (cerca de 140 dólares à época). A fim de desenvolver o projeto deste "carro do povo".

 

Hitler chamou o conhecido engenheiro automotivo ailluminatiwatcher.comtríaco Ferdinand Porsche. Em 1938, numa concentração política nazista, o Führer declarou: "É para as grandes massas que este carro foi construído. Seu propósito é atender às necessidades de transporte e temos a intenção de dar essa alegria ao povo."


 
Entretanto, logo após a KdF (Kraft-durch-Freude)-Wagen (carro "Esforço através da Alegria") ter sido exibido pela primeira vez no Berlin Motor Show em 1939, foi deflagrada a Segunda Guerra Mundial e a Volkswagen suspendeu sua produção. Após o término da Guerra, com a fábrica em ruínas, os Aliados pretenderam valer-se da Volkswagen como o centro de suas tentativas de ressuscitar a indústria automobilística alemã.


 
As vendas da Volkswagen nos Estados Unidos, à época de longe o maior centro consumidor de automóveis, foram inicialmente mais lentas do que em outras partes do globo, devido ao histórico de conexões do carro e da companhia com os nazistas, mas também em virtude de seu exíguo espaço interior e o design externo arredondado que não se compatibilizava com o gosto do consumidor estadunidense.


 
Em 1959, a agência de publicidade Doyle Dane Bernbach lançou uma campanha memorável apelidando o carro como o "Beatle" (Besouro) e transformando seu tamanho diminuto em relação aos carrões rabos-de-peixe norte-americanos em vantagem distintiva para os consumidores. Nos anos seguintes o VW tornou-se o carro importado mais vendido nos Estados Unidos. No Brasil, no final dos anos 1960 e na década de 1970, o fusca dominava amplamente o mercado automotivo brasileiro.



Em 1960, o governo alemão vendeu 60% das ações da companhia ao grande público, na verdade desnacionalizando-a. Doze anos mais tarde, o "besouro" ultrapassa a marca mundial de 15 milhões de veículos produzidos registrada anteriormente pelo legendário Modelo T da Ford Motor Company entre 1908 e 1927.


 
Com o desenho do fusca praticamente inalterado desde 1937, as vendas cresceram lentamente no começo dos anos 1970. O tradicional modelo da Volkswagen viu suas vendas recuarem com o lançamento pela fábrica de modelos mais esportivos como o Rabbit e mais tarde o Golf. Em 1998, a empresa começou a vender o altamente aguardado "Novo Besouro" enquanto continuava a produção de seu predecessor. Depois de cerca de 70 anos e mais de 21 milhões de unidades produzidas, o último fusca original saiu da linha de produção da unidade instalada em Puebla, no México, em 30 de julho de 2003.

 

Fonte: Opera Mundi

comentários[0]

24

mai
2014

24 de maio se comemora o Dia do Metodismo Mundial

 

Hoje na História: 1738 - John Wesley sente seu coração esquentar e dá início à fé metodista

 

No dia 24 de maio de 1738, o padre anglicano John Wesley sentiu seu coração estranhamente aquecido no curso de uma reunião de orações. Desta experiência mística iria nascer a Igreja Metodista.

 

WikiCommons

À época, a Inglaterra vivia uma profunda crise social. Operários e mineiros trabalhando 16 horas por dia por um salário de fome. Crianças em idade escolar, trabalhando feridas e morrendo de frio. Isso tudo ao mesmo tempo em que uma casta de nobres detinha os meios de produção e o controle sobre a massa de trabalhadores.

 

Nesse contexto surgiu o Movimento Metodista, quando um grupo de estudantes da Universidade de Oxford, sob a liderança dos irmãos John e Carlos Wesley, passaram a se reunir para o cultivo da piedade cristã, por meio da leitura da Bíblia, da prática da oração, do jejum, da visita aos presos e aos enfermos.

 

John Wesley fundou o Metodismo com o intuito de fortalecer e renovar o espírito cristão daqueles que comungavam a religião oficial Anglicana. O grupo, conhecido inicialmente como "Clube Santo", marcou sua identidade por seus rituais de fé. Dias fixos para praticar o jejum, hora certa para a leitura da Bíblia, e visitas rigorosas aos presos. Devido a essa organização, o grupo foi intitulado de Metodista, isto é, aqueles que têm método.

 

Comprometido com os fundamentos da fé cristã, Wesley dedicou todos os dias de sua vida aos estudos da Bíblia, relacionando-os a sua própria experiência com Cristo. Por isso sua teologia é uma experiência de Deus, antes de um "entendimento" de Deus.

 

Costumava dizer que "o evangelho de Cristo não conhece religião que não seja religião social; Não conhece santidade, que não seja santidade social". Wesley tentou sempre exercer na prática o que dizia. Esse compromisso o levou a renunciar aos poucos trocados que tinha para se aquecer no inverno a fim de pagar uma professora que atendia crianças de rua.

 

Registrou em seu diário, na data de 24 de maio de 1738, a experiência mística de ter seu coração estranhamente aquecido, ou seja, uma manifestação emocional sinalizadora de sua comunhão com Deus. Essa data tem servido como referência para os metodistas, em geral, por demonstrar que a integração entre religiosidade individual e desenvolvimento de ações concretas na sociedade é entendida como a proposta de Deus para sua Igreja.

 

O envolvimento do metodismo com as questões relevantes da sociedade é uma marca que o acompanha desde o início. A humanização dos presídios, o combate à escravidão, a luta por salários dignos para os operários, o fornecimento de ensino básico para as crianças pobres, tudo isso distinguiu os metodistas quando ocorreu a primeira Revolução Industrial na Inglaterra.

 

Por ter surgido num ambiente universitário, o metodismo compreendeu cedo a importância de se promover a educação como instrumento para a melhoria da qualidade de vida, tanto do indivíduo quanto da sociedade. É assim que, em 1748, Wesley fundou a Kingswood School, a primeira expressão formal metodista no atendimento das necessidades educacionais das crianças.

 

Várias famílias que se instalaram nas 13 Colônias da América do Norte trouxeram junto de si os valores do metodismo. Quando os EUA conquistaram sua independência política, acharam por bem se desvincular da chefia religiosa exercida pelo monarca britânico. Assim foi criada a Igreja Metodista Episcopal, em 1784. Na Inglaterra, somente após a morte de Wesley é que o metodismo se constitui como denominação independente da Igreja Anglicana.

 

Os primeiros metodistas que vieram para o Brasil foram os missionários norte-americanos Fountain Pitts, em 1835, e Justin Spaulding, em 1836. No entanto, essa primeira tentativa não foi coroada com o sucesso. Somente a partir de 1867, com novos missionários, é que conseguiu se expandir, em especial no campo da educação.

 

No dia 24 de maio se comemora o Dia do Metodismo Mundial, data da experiência transcendental de John Wesley.

 

Fonte: Opera Mundi

comentários[0]

23

mai
2014

Quem são os autores de "Parabéns a você"?

 

 

A melodia da música foi criada pelas irmãs americanas Mildred e Patricia Smith Hill. Em 1875, essas duas professoras primárias de Louisville, no estado do Kentucky, resolveram compor uma canção para as crianças cantarem na entrada da escola. Nascia então "Good Morning to All" ("Bom dia a Todos"), com uma letra bem diferente da atual.

 

 

As irmãs registraram a música em 1893, mas em 1924 ela apareceu sem autorização num livro editado pelo americano Robert Coleman, que surrupiou a melodia e a primeira frase de "Good Morning to All" - o segundo verso ele já alterou para "Happy Birthday To You", o popular "parabéns a você". Na nova versão, a música ganhou popularidade. Mas, em 1933, Jessica Hill, irmã das criadoras da melodia, resolveu brigar na Justiça pelos direitos autorais da música. Ela venceu: desde então, acredite se quiser, é preciso pagar royalties para tocar o "Parabéns" no rádio, na TV ou no cinema. Segundo a revista americana Forbes, a gravadora Warner - a atual detentora dos direitos da música - fatura em média 2 milhões de dólares por ano só com os royalties do "Parabéns".

 

E como a música chegou ao Brasil?

 

Por aqui, a rádio Tupi do Rio de Janeiro organizou em 1942 um concurso para escolher uma letra que casasse com a melodia de "Happy Birthday To You". A vencedora foi a paulista Bertha Celeste Homem de Mello, que até sua morte, em 1999, fazia questão de que as pessoas cantassem a letra do jeito que ela escreveu: "Parabéns a você / Nesta data querida / Muita felicidade / Muitos anos de vida."

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

23

mai
2014

Saiba quais são os benefícios do maracujá

www.tuasaude.com

Quando o assunto é saúde e forma física, o maracujá merece status de preciosidade. Saiba quais são os benefícios do maracujá.
 
Fonte de vitaminas do complexo B e C, além de ferro, fósforo, potássio e cálcio, a fruta oferece apenas 70 calorias a cada 100 gramas. Suas folhas têm efeito calmante, capazes de controlar as crises de ansiedade.
 
Já a casca, matéria-prima da famosa farinha de maracujá, contém pectinina, substância com uma ação interessante. Ela adere às moléculas de gordura e as faz passarem direto pelo sistema digestório, sem serem absorvidas.
 
 
Fonte: Corpo a Corpo - Via Lake Villas

comentários[0]

23

mai
2014

Por que as flores têm perfume?

 

flor-rosa roseira

 

Como todo ser vivo,  as plantas desenvolveram características que facilitam sua sobrevivência. A cor e o perfume das flores são um bom exemplo disso.

 

"O perfume age como chamariz para agentes polinizadores como mariposas, moscas e outros insetos. Atraídos pelo odor, que insinua a possibilidade de encontrar alimento, eles acabam pousando na flor, que é nada menos que o órgão reprodutor das plantas chamadas angiospermas", explica a botânica Nanuza Menezes, da Universidade de São Paulo.

 

Ao pousar em diversas flores, esses insetos carregam o pólen de uma para outra, fecundando-as. Os perfumes, por sua vez, são produzidos por tecidos glandulares chamados osmóforos, localizados nas pétalas da flor ou em sua sépala (parte do cálice exterior). Essas glândulas soltam mínimas quantidades de óleos voláteis - isto é, que evaporam com facilidade -, que são os responsáveis pelo odor exalado.

 

Há também flores que, em vez de perfume, produzem odores fétidos - como o de carne podre - para atrair moscas, quando são elas que cumprem o papel de polinizador.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

21

mai
2014

Quais os provérbios mais populares no Mundo?

 

Os provérbios são frases que demonstram muito a cultura popular de cada país. Entre os provérbios mais famosos do mundo, podemos destacar os chineses e os árabes. Abaixo você encontrará uma relação dos provérbios mais populares no mundo, de acordo com cada nação.


Provérbios Chineses:


1 - Um momento de paciência pode evitar um grande desastre; um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida.

2 - Uma caminhada de mil léguas começa sempre com o primeiro passo.

3 - Se você quer um ano de prosperidade, cultive trigo. Se você quer dez anos de prosperidade, cultive árvores. Se você quer cem anos de prosperidade, cultive pessoas.


Provérbios Africanos:


1 - Nunca se esquecem das lições aprendidas na dor.

2 - Numa luta entre elefantes, o prejudicado é o capim.

3 - Galo, não sejas tão orgulhoso! Afinal, tua mãe foi apenas uma casca de ovo.

4 - A união do rebanho obriga o leão a ir dormir com fome.

5 - Ninguém experimenta a profundidade de um rio com os dois pés.

6 - Águas mansas não fazem bons marinheiros.



Provérbios Alemães:


1 - Deus nos dá as nozes. Mas não as quebra.

2 - Quem queimou a língua nunca esquece de soprar a sopa.

3 - Melhor bem enforcado do que mal casado.

4 - O caixão é irmão do berço.



Provérbios Americanos:


1 - Volta teu rosto sempre na direção do sol e então as sombras ficarão para trás.

2 - Deitar cedo e cedo amanhecer, dá saude e faz crescer.

3 - É dificil que um saco vazio se conserve em pé.

4 - Todo aquele que pede emprestado, logo se arrepende.

5 - Ama o teu vizinho... mas não derrubes a cerca que separa as vossas casas.



Provérbios Árabes:


1 - Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado.

2 - A coisa mais difícil para o homem é o conhecimento próprio.

3 - Quem gasta tudo o que tem, muitas vezes, diz o que não convém, faz o que não deve, julga o que não vê e gasta o que não pode.

4 - Um dia do sábio vale mais que a vida do ignorante.

5 - Em dia de vitória ninguém fica cansado.

6 - Quem estuda e não pratica o que aprendeu é como o homem que lavra e não semeia.

7 - Quando você deseja algo do fundo do coração, o universo inteiro conspira a seu favor.

8 - A árvore quando está sendo cortada, observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira.

9 - Atira um homem de sorte ao mar e ele aparecerá com um peixe na boca.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

20

mai
2014

141 anos da patente do "Blue Jeans"

 

Hoje na História: 1873 - 'Blue jeans' é patenteado por Levi Strauss e Jacob Davis

 

Em 20 de maio de 1873, é conferida ao empresário de San Francisco, Califórnia, Levi Strauss, e ao alfaiate de Reno, Nevada, Jacob Davis, uma patente pela criação de calças de uso diário reforçadas com rebites de metal, dando nascimento de uma das mais famosas confecções da história: o blue jeans.



                            Wikicommons
                       
                           Exemplo de calça jeans com os rebites de reforço patenteados em 1873

 

Nascido Loeb Strauss em Buttenheim, Bavária, Alemanha em 1829, o jovem Strauss imigrou para Nova York com sua família em 1847 após a morte de seu pai. Em 1850, Loeb mudou seu nome para Levi quando trabalhava num negócio de tecidos de sua família, J. Strauss Brother & Co. No começo de 1853, Levi Strauss embarcou para o oeste em busca de fortuna durante os excitantes dias da Busca do Ouro.



Em San Francisco, Strauss montou um negócio por atacado de produtos têxteis em seu próprio nome, trabalhando, igualmente, como representante na Costa Oeste da firma de sua família. Sua nova empresa importava roupas, tecido e outros produtos têxteis para vender em pequenas lojas abertas em toda a Califórnia e outros estados do Oeste a fim de suprir as comunidades de mineradores de ouro e colonos diversos que rapidamente se expandiam. Em 1866, Strauss mudou sua companhia para novas e amplas instalações, passando a ser um comerciante muito conhecido em toda a região.



Jacob Davis, um alfaiate de Reno, Nevada, era um dos clientes regulares de Levi Strauss. Em 1872, escreveu uma carta a Strauss a respeito de seu método de fabricar calças de bater com rebites de metal em pontos de maior esforço - nos cantos dos bolsos e na base da braguilha -  para torná-los mais resistentes. Como Davis não dispunha de recursos para a documentação necessária, sugeriu que Strauss providenciasse os fundos e que os dois assinariam juntos a patente. Strauss aceitou com entusiasmo e a patente "Melhoria na Abertura Rápida de Bolsos", a inovação que iria produzir os blue jeans que conhecemos atualmente, foi concedida a ambos em 20 de maio de 1873.



Strauss trouxe Davis a San Francisco para supervisionar a primeira fábrica de "calças de cintura" como os jeans originais eram conhecidos. No começo empregaram costureiras que trabalhavam em seus domicílios, mas a partir dos anos 1880, Strauss abriu sua própria fábrica. A famosa marca de calça rancheira 501 -  conhecida até 1890 como "XX"  -  logo se tornou um recordista de vendas, fazendo com que toda a companhia crescesse rapidamente. Já nos anos 1920, as "calças texanas ou de vaqueiro" marca Levi's. Com o decorrer das décadas, a moda só fez crescer e os blue jeans passaram a vestir não apenas calças de homens e mulheres, jovens e adultos, nos campos e nas cidades, azuis e até de outras cores, em todo o mundo.

 

Fonte: Opera Mundi

comentários[0]

20

mai
2014

Hoje na História - 1498: Vasco de Gama chega à Índia

 

Em 20 de maio de 1498, o navegador e explorador português Vasco de Gama tornou-se o primeiro europeu a atingir a Índia atravessando os oceanos Atlântico e Índico, quando chegou a Calicute, abrindo assim o caminho para as Índias. Todavia, a expansão de Portugal em direção a essa região seria limitada devido à falta de armadores e da concorrência holandesa. 
Após a descoberta da América por Cristóvão Colombo a serviço dos Reis Católicos da Espanha, o rei de Portugal encarregou Vasco de Gama de abrir o caminho para as Índias. Lá o navegador e explorador português criou as bases necessárias para as relações comerciais que se seguiram. Depois de regressar ao país natal, Vasco da Gama retornou às Índias e lá fundou diversas colônias portuguesas como Goa, Damão e Diu. 
A expedição marítima autorizada pelo rei de Portugal, D. Manuel I, o Venturoso, zarpou de Lisboa em 8 de julho de 1497, sob a bênção da hierarquia da Igreja Católica. Vasco da Gama estava no comando da nau capitânia e mais duas caravelas e uma tripulação de 200 homens. Estabeleceu uma em direção oeste para o caminho às Índias, Sua esquadra dobraria o Cabo da Boa Esperança no fim do mês de março para atingir as Índias em maio de 1498. 
Vasco dobrou o Cabo da Boa Esperança e ancorou em Malindi, costa oriental da África. Com a ajuda de um mercador indiano, largou-se ao mar através do Oceano Índico. Bartolomeu Dias havia sido o primeiro a descobrir esse caminho, porém, devido às dificuldades encontradas para atravessar o tenebroso Cabo das Tormentas desistiu de prosseguir. Com a nova expedição determinada pelo rei, Vasco da Gama e suas três naus alcançam êxito em abrir caminho e estabelecer a "rota das especiarias".
O navegador português não foi muito bem recebido pelos mercadores muçulmanos de Calcutá tanto que em 1499 teve de abrir caminho à força para chegar ao porto onde seus navios estavam ancorados para poder retornar a Portugal. Em 1502, comandou uma esquadra de caravelas com destino a Calcutá para vingar o massacre de exploradores portugueses lá ocorrido sendo bem-sucedido em subjugar os habitantes locais. Em 1524, foi enviado pela coroa portuguesa como vice-rei da Índia mas a caminho caiu doente tendo falecido em Cochin. 
A obra Os Lusíadas, de Luis de Camões, celebrou a epopeia de Vasco da Gama: "As armas e os Barões assinalados/Que da Ocidental praia lusitana/Por mares nunca de antes navegados/Passaram ainda além da Taprobana".
Fonte: Opera Mundi

comentários[0]

18

mai
2014

De quem é a voz da chamada a cobrar?

 

patricia-godoy

 

A dona da voz é a locutora paulista Patrícia Godoy. Toda vez que você liga para alguém a cobrar, ouve a mensagem "chamada a cobrar: diga seu nome e a cidade de onde está falando". Quem está do outro lado da linha, recebendo a ligação, ouve "chamada a cobrar: para aceitá-la, continue na linha após a identificação". As duas mensagens foram gravadas com a voz de Patrícia, que você vê na foto acima. Apesar de ser formada em piano clássico, educação física e laboratórios médicos, Patrícia trabalha como atriz desde os 15 anos, quando começou a fazer comerciais, gravar jingles e dublar vozes. A dona da voz também já fez novelas e apresentou telejornais no SBT. Agora sua principal ocupação é como locutora de comerciais. "Meus amigos já até sabem quando um comercial tem a minha voz", diz.

 

A chamada a cobrar automática (com a discagem do 9 na frente do número) existe no Brasil desde 1984. Antes, dava um trabalhão: o usuário tinha que ligar para a telefonista, que então fazia a ligação. Hoje, quando alguém recebe uma chamada a cobrar, tem seis segundos para decidir se a aceita ou não - é nesse intervalo que entra a mensagem com a voz da locutora. Depois desse período, a ligação começa automaticamente a ser cobrada.

 

Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

18

mai
2014

Petiscos saudáveis para comer na Copa do Mundo 2014

 

http://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&docid=j4mcCJotLg-moM&tbnid=IRTqPWOzov0LZM:&ved=0CAEQjxw&url=http%3A%2F%2Fcirurgiasplasticas.info%2Fdr-evandro-parente%2Fflorianopolis%2Ftag%2Foleaginosas%2F&ei=0iF5U5byDtHesAS-64CADw&bvm=bv.66917471,d.b2k&psig=AFQjCNFqtjJ01vkqDMXN3kZRhNyk4hsjVg&ust=1400533829940409

Vai reunir os amigos em casa para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo 2014? Então, é preciso se planejar para servir petiscos que não vão deixar vocês sairem da dieta! Por isso, conversamos com Maria Fernanda Pio, nutricionista esportiva, para selecionar alimentos indicados para vocês comerem enquanto assistem aos jogos. Confira!
 
Assados, sempre!
 
Invista nos assados, como chips de batata doce, inhame, beterraba e cenoura. "Corte esses alimentos em fatias finas e coloque-os em uma forma anti-aderente, levando-os ao forno pré-aquecido, à potência máxima, até dourarem (aproximadamente 5 minutos). Quando estiverem prontos, pode acrescentar um fio de azeite extra-virgem e um pouco de sal para temperar", sugere Maria. 
 
Esses alimentos são alternativas saudáveis aos petiscos industrializados. "Essa substituição possui uma boa oferta de carboidratos, promovendo energia, e seu preparo é livre de gorduras saturadas e trans (o azeite é uma gordura insaturada, cujo consumo moderado traz benefícios à saúde)", alerta a nutricionista. 
 
Oleaginosas
 
Mix de oleaginosas também é ótima pedida. "Aposte na castanha-do-pará, amêndoas, castanha-de-caju, amendoim sem sal, macadâmia, avelã e nozes, que podem ser consumidas junto com frutas secas como o damasco, a tâmara e uvas passa", sugere Maria. 
 
As oleaginosas são conhecidas por promoverem saciedade, além de serem ricas em ricas em nutrientes importantes para o corpo. "Elas possuem proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio. No entanto, por serem muito calóricas, devem ser consumidas com moderação. Procure consumi-las sem sal ou, se não quiser abrir mão, use-o com bastante moderação", indica a nutricionista. 
 
Pipoca caseira
 
Preparar a própria pipoca, além de ficar com aquele cheirinho delicioso em casa, é outra forma de deixar de lado os alimentos industrializados. "Coloque 4 colheres de sopa (ou mais, dependendo da quantidade de pessoas) de grãos de milho em um saco de papel (serve aquele saco de padaria em que se vende o pão francês), e leve-o ao micro-ondas em potência máxima por aproximadamente 2-3 minutos (o tempo de estouro do milho vai depender da potência de cada micro-ondas - portanto, fique atenta). Você pode preparar também um sal de ervas para acompanhar, batendo 1 xícara de sal marinho (ou sal do Himalaia, sal rosa, e outras versões mais saudáveis do sal de cozinha) com 1 xícara de ervas desidratadas à sua escolha (manjericão, alecrim, orégano, cebolinha, salsa...) no liquidificador, e depois peneire na sua pipoca", sugere a nutricionista.
 
 
Fonte: Corpo a Corpo - Vila Lake Villas

comentários[0]

Clima Tempo