Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

28

mai
2012

Para homenagear Londres, cientistas criam "molécula olímpica

 
Cientistas esperam que molécula olímpica incentive o interesse pela química. Foto: Reuters

Cientistas esperam que "molécula olímpica" incentive o interesse pela química
Foto: Reuters

 
 

Cientistas da Universidade de Warwick, na Grã-Bretanha, criaram a "olympicene", uma molécula sintética cujo formato remonta aos cinco anéis do símbolo olímpico. O grupo trabalhou em parceria com uma equipe da IBM Research Zurich, uma unidade de pesquisa da empresa americana na Suíça. Os cientistas já tinham conseguido criar uma molécula composta de cinco anéis de carbono, em fila, em 2009.

 

Além da criação da molécula sintética, em laboratório, os pesquisadores aprimoraram uma técnica para fotografar a estrutura microscópica. Graham Richards, ex-chefe do Departamento de Química da Universidade de Oxford e membro do conselho da Sociedade Real de Química, foi o primeiro a ter a ideia de criar uma molécula semelhante ao símbolo dos Jogos Olímpicos.

 

"Eu estava em uma reunião do comitê da Sociedade Real de Química em que tentamos pensar no que poderíamos fazer para marcar a Olimpíada. Me ocorreu que uma molécula que eu tinha projetado se parecia muito com os aneis olímpicos, e que isto nunca havia sido feito antes", disse.

 

Interesse em química


Uma vez que a ideia foi definida, coube aos pesquisadores Anish Mistry e David Fox, de Warwick, colocá-la em prática. A primeira etapa foi criar uma "receita química" para a molécula e fotografar a estrutura de forma preliminar usando uma técnica chamada microscopia de tunelamento com varredura (STM, scanning tunneling microscopy, em inglês).

 

Mas foi através da microscopia de força não atômica que a imagem da nova molécula finalizada foi feita de forma mais nítida e apurada. A técnica usa uma molécula de monóxido de carbono como uma "agulha" que pode registrar as estruturas de uma única molécula com resolução inédita. As fotografias mostram o formato de aneis que remontam ao símbolo da Olimpíada feito com aneis de átomos de carbono.

 

Richards espera que a criação faça com que mais crianças e adolescentes se interessem pelo estudo de química. "Moléculas desta natureza podem ter um uso comercial, mas minha sensação é de que, acima de tudo, o que queremos é despertar um interesse em química provocado pelo link entre a criação e as Olimpíadas", disse.

 

Fonte: Terra

comentários[0]

27

mai
2012

Muito açúcar pode fazer o cérebro pensar mais devagar

 

 

A ansiedade na véspera de uma prova, para muitas pessoas, é sinônimo de um aumento no consumo de comidas e bebidas açucaradas, afinal um chocolatinho pode aliviar as tensões e, em tempos de frio, um capuccino é praticamente necessário. Mas cuidado. Um estudo feito por pesquisadores americanos diz que o açúcar pode deixar seu cérebro mais vagaroso e diminuir a velocidade do aprendizado.
 
A pesquisa, realizada pela Universidade da Califórnia e publicada no periódico Journal of Physiology, chegou nesses resultados observando modelos animais. A parte boa, dizem os pesquisadores, é que esses efeitos podem ser contrabalanceados por um consumo maior de ômega-3 (presente em peixes ou em suplementos específicos).
 
O estudo foi feito com base em um açúcar conhecido como frutose e que é amplamente utilizado em produtos industrializados. Mas os resultados apontam que a sucarose - também utilizada pelas indústrias alimentíceas - tem efeitos similares.
 
"Nossos resultados apontam que o que se come afeta o modo como pensamos. Uma dieta rica em açúcares diminui a velocidade de raciocínio e aprendizado. Já o ômega-3 reverteu parcialmente esse processo", explicam os autores Fernando Gomez-Pinila e David Geffen.
 
É bom lembrar, dizem os pesquisadores, que a frutose natural - encontrada nas frutas - é muito pouco danosa. Os produtos industrializados é que seriam os grandes vilões de todo esse processo. "Até mesmo alguns alimentos salgados, como hamburgueres congelados e pães, usam uma pequena porção desse tipo de açúcar como conservantes", explicam.
 
Os modelos animais (ratos de laboratório) usados na pesquisa foram divididos em três grupos: um consumindo alimentos açucarados 5 vezes ao dia, um segundo que além do açúcar também consumiu suplementos de ômega-3 e, finalmente, um grupo controle que comia a ração normal.
"O ômega-3 ajuda a proteger os danos causados nas sinapses cerebrais - impulsos elétricos que são ativados e fazem o cérebro 'funcionar'- melhorando a velocidade da informação processada", detalha Gomez-Pinila.
 
Após seis semanas de alimentação e testes de memória - os ratos tinham que realizar tarefas em um labirinto - os pesquisadores notaram que os ratos que consumiam o ômega-3 e aqueles no grupo controle tinham melhores médias do que os animais que consumiam apenas alimentos açucarados.
 
"Os animais que consumiam mais açúcar tinham atividades cerebrais e movimentos mais lentos e depois de seis semanas eles ainda tinham dificuldade de lembrar os caminhos certos dentro do labirinto", dizem os autores.
 
A hipótese dos pesquisadores é que uma dieta rica em açúcar causa variações nos níveis de insulina - hormônio ligado ao apetite - fazendo as células do corpo mais resistentes aos efeitos desta substância no corpo. Com isso, o sistema de regulação de energia do cérebro ficaria comprometido e nem todas as funções funcionariam da melhor forma possível, ou seja, os animais ficavam mais "burros".
 
"Nossos resultados sugerem que diminuir o consumo de açúcares e aumentar a ingestão de alimentos como peixes poderia contribuir para um cérebro mais afiado, o que pode ajudar nas tarefas intelectuais diárias e proteger contra problemas de saúde do cérebro no futuro", finalizam.
Fonte: LV
 

comentários[0]

27

mai
2012

Sacos plásticos especiais evitam que seu lanche seja roubado

 

Sacos plásticos que fazem seu sanduíche parecer mofado, espantam ladroes de comida

 

Esses saquinhos plásticos sao a garantia de que seu lanche nao será roubado. Eles vêm com manchas verdes dos 2 lados, dando a impressao de que a sua comida está mofada. Reutilizáveis e recicláveis, estao à venda na the. - um pacote de 25 unidades sai por USD 8. 

Sacos plásticos que fazem seu sanduíche parecer mofado, espantam ladroes de comida
Fonte: Blueblus

comentários[0]

26

mai
2012

Saiba utilizar o seu celular

 

Vida Sem Celular


Parem de lutar! Saibam que Eu sou Deus! Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na Terra. Salmo 46:10


Algum tempo atrás fiz uma viagem a trabalho para um país em que eu não dispunha de computador nem telefone celular. Ao retornar para casa depois de quase duas semanas fora, a princípio fiquei surpreso em perceber quanto tinha perdido - e depois quão pouco.


Os dispositivos que julgamos tão necessários assumiram o controle de nossa vida. A tecnologia que deveria poupar nosso tempo acaba pressionando ainda mais a vida.


Repare no e-mail. É maravilhoso: posso enviar uma mensagem para alguém que está do outro lado do planeta e receber a resposta em minutos, e tudo isso com um custo irrisório. O lado triste é que muitas pessoas que me enviam e-mails esperam que eu largue o que estou fazendo e envie imediatamente a resposta. Se não recebem minha resposta logo, o tom de sua mensagem se torna rude, até mesmo agressivo e hostil.


Não podemos nos esquecer do onipresente telefone celular. Realmente maravilhoso! Teclo alguns números, coloco o aparelho em meu ouvido e ouço a voz de alguém que está a milhares de quilômetros de distância com tanta clareza como se estivesse sentado ao meu lado. Mas o telefone celular também possui um lado triste, muito triste. Em uma única palavra: poluição.


O ar está ficando cada vez mais poluído com o barulho das pessoas tagarelando ao telefone celular. Vemos alguém passando na rua, gesticulando e falando em voz alta consigo mesmo. Pouco tempo atrás, levaríamos essa pessoa para o manicômio. Hoje não, ela está apenas falando ao celular!


Por que será que as pessoas têm que falar tão alto ao celular, a despeito do local em que estejam - no saguão do aeroporto, em ônibus, em restaurantes, a bordo de uma aeronave aguardando a decolagem? E por que será que muitos de nós pensamos que todas as chamadas são tão importantes que precisamos interromper qualquer conversa e deixar a frase pela metade? E-mails e telefones celulares assumiram o controle de nossa vida.


Está na hora de reassumirmos o controle. Há pouquíssimas mensagens e pouquíssimas chamadas que não podem ser deixadas para amanhã ou para daqui a uma semana, ou até mesmo para mais tarde.


Nossa maior necessidade hoje é exatamente o que o texto diz: Desacelere! Pare! Fique quieto!

 

Leia a meditação diariamente: CPB

 

comentários[0]

25

mai
2012

Especialistas em comunicação falam sobre programas de humor

 

Alguns especialistas em comunicação estão alertando a sociedade brasileira para o fato de que programas exibidos pelas emissoras de TV têm um efeito em cadeia sobre a educação de crianças e adolescentes, informou o site Jornal Dia Dia. Eles falaram, principalmente, sobre os chamados programas de "humor fácil" e criticaram o "Pânico", da Band.

 

Tânio Montoro, pós-doutora em cinema e televisão e professora da UnB, considera que alguns tipos de humor apresentados na TV incentivam a violência. "Esse tipo de humor de naturalização da violência simbólica contra o feminino presta um desserviço à população brasileira", afirmou, referindo-se ao "Pânico", da Band.  "Existe um conceito filosófico comprovando que as pessoas em formação imitam o que veem com frequência. O programa passa ensinamentos de discriminação e atos violentos", acrescentou.
Na última quinta-feira (24/5), o Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos encaminhou uma representação ao Ministério Público Federal (MPF) pedindo que os quadros "A Academia das Paniquetes" e "O Maior Arregão do Mundo", do "Pânico", parem de ser veiculados. De acordo com o conselho, as atrações passam exemplos negativos para as crianças e adolescentes, estimulando a discriminação e constrangindo a figura da mulher.
Já Cláudio Ferreira, jornalista e mestre em comunicação visual, acha que a classificação indicativa do programa da Band deve ser revista, bem como seu conteúdo. "A primeira providência a ser tomada é reclassificar o programa. Essa mudança é um instrumento importante para preservar esse público infantojuvenil de programas inadequados. É obrigação do Estado rever a classificação indicativa. Ao perceber que tem conteúdo inapropriado, deve-se mudar o horário de exibição", disse.

comentários[0]

25

mai
2012

China estipula regra de máximo d 2 moscas p banheiro público

China estipula regra de máximo de duas moscas por banheiro público.

 
Os banheiros públicos de Pequim poderão ter somente duas moscas cada, de acordo com novas regras aprovadas pela prefeitura da capital da China.
A regra curiosa faz parte de um novo esforço do governo local para melhorar as condições de limpeza das instalações que, embora estejam presentes em grande número, são alvo de críticas pelas más condições de higiene.

 

Outras determinações incluem detalhes sobre mau cheiro e frequência de limpeza das lixeiras, mas não há indicação de como o governo pretende fiscalizar e penalizar os responsáveis pela manutenção dos banheiros.
Outra novidade inclui a instalação de placas de sinalização em chinês e inglês e um maior controle sobre os anúncios publicitários colocados nos banheiros, que não poderão obstruir seu uso.
 

Necessidade diária

Embora esta não seja a primeira vez que o governo tente melhorar as condições dos banheiros da capital - manobra semelhante foi feita antes das Olimpíadas de Pequim, em 2008, sem grande sucesso - qualquer melhora nas instalações deve ser apreciada não só por turistas, mas também pelos locais, aponta Michael Bristow, correspondente da BBC na China.
Isso porque muitos chineses que moram nos bairros mais antigos da cidade ainda não têm banheiros em casa e dependem das instalações públicas.
"Para eles, as novas regras podem tornar uma inevitável necessidade diária um pouco mais agradável", diz Bristow.
 
BBC Brasil

comentários[0]

25

mai
2012

5 coisas para as quais você nunca deve olhar

 

1 - Não olhe para nada que a (o) impeça de obedecer a Deus. "E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor entrar na vida com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no fogo do inferno" (Mateus 18:9).

 

2 - Não olhe para coisas inúteis. "Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste" (Salmo 119:37).

 

3 - Não olhe para as atrações do mundo. "Pois tudo o que há no mundo - a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens - não provém do Pai, mas do mundo" (I João 2:16).

 

4 - Não olhe para o lado escuro da vida. "Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas" (Lucas 11:34).

 

5 - Não desvie o olhar do caminho de Deus para você. "Olhe sempre para frente, mantenha o olhar fixo no que está diante de você" (Provérbios 4:25).

 

Textos bíblicos na Nova Versão Internacional

 

Fonte: Novo Tempo

comentários[0]

25

mai
2012

Descubra os alimentos que previnem rugas

 

Tomate, abóbora, alho, limão, arroz integral e chocolate
 
São fontes de antioxidantes, que combatem os radicais livres, os responsáveis pelo envelhecimento. Mas as estrelas desse time são os alimentos de tons alaranjados, avermelhados, roxos e os cítricos. Até o chocolate pode entrar nessa lista do bem. A versão amarga é mais rica em antioxidantes do que vários sucos de frutas.
 
Frutas cítricas, folhas, cenoura e gérmen de trigo
 
Representam os alimentos ricos em vitamina C, E e betacaroteno, substâncias fotoprotetoras, que defendem a pele da ação dos raios solares. O melão, a melancia, o salmão, o gérmen de trigo e o levedo da cerveja ainda auxiliam a reparar o DNA, que pode ser prejudicado pelos raios ultravioleta. O ácido fólico, encontrado nas folhas verde-escuras, também ajuda a proteger a pele do sol. A vitamina C, por sua vez, também está envolvida na produção das fibras de sustentação da pele.
 
Carne, frango e ovos
 
Juntamente com os peixes e os laticínios, são fontes de proteína animal, nutriente usado na fabricação das fibras de colágeno. Também atuam na renovação celular, além de constituir a matéria-prima para hormônios com ação anti-inflamatória e ajudar a evitar a perda muscular, um dos fatores responsáveis pela flacidez da pele.
 
Água, chá verde e sucos
 
Os líquidos hidratam o organismo, são importantes para a pele e ainda ajudam a evitar a prisão de ventre, que prejudica a elasticidade e o viço. Além da água, não deixe de beber chás verde, vermelho, branco e os sucos, especialmente o de uva, pois são ricos em antioxidantes.
 
Peixes, linhaça e azeite
 
O salmão é rico em DMAE, uma substância que garante o tônus e a elasticidade da pele. Todos os tipos de peixe, especialmente os de água fria, como a sardinha e a truta, contam com ômegas 3, 6 e 9, que têm efeito antienvelhecedor. Essas gorduras do bem ajudam a manter a barreira epidérmica, melhoram a textura e hidratam a pele. A linhaça, o gergelim, o azeite, as oleaginosas e os ovos também contam com esses nutrientes.
 
Os inimigos: fast food e açúcar
 
Vários estudos demonstraram que o açúcar e os carboidratos simples, como pão branco e massas, tem efeito pró-inflamatório, que pode provocar falta de viço, flacidez, rugas e manchas. Essas substâncias liberam grandes taxas de glicose no sangue, atrapalhando seu processo de absorção nas células. A gordura trans também é prejudicial à saúde da pele, pois aumenta a produção de radicais livres e o processo inflamatório, que favorece o aparecimento precoce dos sinais da idade.
Fonte: LV
 

comentários[0]

25

mai
2012

Jovem de 400 kg precisa da ajuda de 30 pessoas para sair de

 

Uma jovem de 19 anos levou oito horas para conseguir sair de casa, e precisou da ajuda de bombeiros, policiais e até profissionais da construção civil. Cerca de 30 pessoas trabalharam para colocar Georgia Davis em uma ambulância e levá-la ao hospital, nesta quinta-feira. A menina pesa 400 quilos e teve uma emergência médica.

 

As ruas em torno da casa de Georgia, na cidade de Aberdare, no País de Gales, foram fechadas. Duas paredes da casa foram demolidas, para tirar a jovem do quarto, no primeiro andar. Policiais estenderam lonas e tapumes em torno do local, para manter a privacidade da adolescente. "Isso não é um show de horrores", disse um dos oficiais.

 

Segundo o jornal "Daily Mail", além das paredes demolidas, a equipe precisou construir uma espécie de ponte, para levar Georgia em segurança de casa até a ambulância. Ainda de acordo com a publicação, a urgência médica da menina não foi divulgada, mas é possível que ela tenha sofrido de falência dos órgãos, por causa do peso.

 

"É trágico para ela. Ela tentou de tudo para perder peso. Foi a acampamentos nos Estados Unidos e tentou milhares de dietas", contou um vizinho.

 

Há alguns dias, Georgia fez um desabafo na página dela no Facebook. Ela contou que estava presa na cama, com problemas de saúde.

 

Georgia foi considerada a adolescente mais gorda do Reino Unido em 2008, quando tinha 15 anos e pesava 209 quilos. Os médicos disseram que ela morreria se não perdesse peso, e a adolescente foi enviada a um acampamento para gordinhos nos Estados Unidos. Ao voltar ao Reino Unido, Georgia retomou os hábitos e ganhou mais 100 quilos.

 

Em entrevista neste ano, Lesley Davis, mãe de Georgia, disse que se sentia culpada pela obesidade da filha.
"Agora ela tem problemas para caminhar. Quando andamos juntas, ela fica sem fôlego depois de alguns passos. Isso me mata de preocupação", desabafou.

 

Georgia disse que o excesso de peso a deixa muito deprimida. E a resposta que ela encontra para conter a depressão é comer ainda mais.

 

"Eu tento não pensar muito nisso, caso contrário entro em pânico e como ainda mais. Mas eu realmente sei que o problema é sério. É claro que as pessoas olham para mim, mas não ligo mais para o que elas pensam. Estou acostumada", afirmou.

 

image

 

Fonte: Tribuna

comentários[0]

24

mai
2012

Novas espécies descobertas em 2011

Cientistas fazem lista de '10 mais' de espécies descobertas em 2011

 

Relação chama a atenção para a biodiversidade do planeta.
Aranha azul representa o Brasil na lista.

 

Uma equipe internacional de botânicos divulgou nesta quarta-feira (23) uma lista de "10 mais" com espécies descobertas em todo o mundo durante o ano de 2011. Elas foram escolhidas entre mais de 200 espécies.

A relação, escolhida por especialistas do Instituto Internacional da Exploração de Espécies, da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, traz seres que chamam a atenção porque são diferentes do que estamos acostumados a ver.

 

A lista é publicada há cinco anos, sempre em 23 de maio, aniversário de nascimento de Lineu, pai da classificação de espécies moderna. O objetivo da iniciativa é destacar a importância da biodiversidade das espécies do planeta.

 

Macaco-espirrador (Foto: Thomas Geissmann / Fauna & Flora International)
Macaco-espirrador (Foto: Thomas Geissmann /Fauna & Flora International)

Macaco-espirrador


O macaco-espirrador (Rhinopithecus strykeri) recebeu esse nome porque espirra quando chove. Ele foi identificado nas montanhas de Myanmar, e foi o primeiro animal da família do macaco-de-nariz-empinado a ser registrado como nativo do país, que fica no Sudeste Asiático. Os cientistas acreditam que a espécie já corra sério risco de extinção.

 

Água-viva-de-bonaire


Essa espécie de água-viva foi descoberta em Bonaire, uma ilha holandesa no Caribe. Esse animal venenoso lembra uma pipa, com seus tentáculos coloridos. O nome científico Tamoya ohboya foi selecionado em um projeto de ciências e é uma brincadeira com a expressão "oh boy!", que é uma interjeição de espanto em inglês - essa seria a reação de uma pessoa que fosse ferroada pela água-viva.

 

Água-viva-de-bonaire (Foto: Ned DeLoach)Água-viva-de-bonaire (Foto: Ned DeLoach)

Verme-do-diabo (Foto: G. Borgonie, Ghent University)
Verme-do-diabo (Foto: G. Borgonie, Ghent University)

Verme-do-diabo


Com cerca de meio milímetro de comprimento, esses nematódeos foram descobertos em minas de ouro na África do Sul, a 1,3 km de profundidade. Nenhuma outra espécie multicelular já tinha sido descoberta em tanta profundidade. Capaz de suportar a alta pressão e a alta temperatura desse "inferno", o Halicephalobus mephisto foi apelidado de verme-do-diabo.

 

Orquídea-noturna


Essa espécie rara de plantas foi descoberta na Papua-Nova Guiné, na Oceania. A flor da Bulbophyllum nocturnum se abre por volta de 22h e se fecha cedo pela manhã. Das mais de 25 mil espécies de orquídeas catalogadas, essa é a única que floresce durante a noite.

 

Orquídea-noturna (Foto: Andre Schuiteman)Orquídea-noturna (Foto: Andre Schuiteman)

Vespa parasita


A vespa Kollasmosoma sentum ataca formigas com uma velocidade impressionante. Ela fica à espreita, voando próxima ao chão, e em um vigésimo de segundo, ela deposita seus ovos dentro do corpo da vítima. A formiga então servirá de comida para as larvas da vespa que vão se desenvolver. A espécie foi descoberta na Espanha.

 

Vespa parasita (Foto: C. van Achterberg)Vespa parasita (Foto: C. van Achterberg)

Cogumelo-bob-esponja


O nome científico desse cogumelo descoberto na ilha de Bornéu, na Malásia, é Spongiforma squarepantsii (o nome de Bob Esponja Calça Quadrada em inglês é "SpongeBob SquarePants"). Apesar de não ter nenhum parentesco com as esponjas, esse fungo se parece com esses animais, e acabou homenageado com o nome do desenho animado.

 

À esquerda, o Bob Esponja do desenho animado; à direita, o fungo que ganhou seu nome (Foto: Divulgação)À esquerda, o Bob Esponja do desenho animado; à direita, o fungo que ganhou seu nome (Foto: Divulgação)

Papoula-do-outono-nepalesa (Foto: Paul Egan)
Papoula-do-outono-nepalesa (Foto: Paul Egan)

Papoula-do-outono-nepalesa


A altitude pode explicar por que a Meconopsis autumnalis passou batida pela ciência durante tanto tempo. Seu habitat fica a entre 3,3 mil e 4,2 mil metros de altura em relação ao nível do mar. Sujeita a um clima único na altitude do Himalaia e sob efeito das monções - ventos e chuvas típicos do subcontinente indiano -, essa planta floresce no outono, e não na primavera.

 

Embuá-gigante


Esse milípede - parente dos insetos que tem vários pares de patas - é o maior já encontrado na natureza, com 16 centímetros. Tem o tamanho de uma salsicha, e seu nome científico Crurifarcimen vagans significa "salsicha com patas ambulante" em latim. O embuá-gigante foi descoberto nas montanhas da Tanzânia, no leste da África, lugar com rica diversidade de espécies.

 

Embuá-gigante (Foto: G. Brovad)Embuá-gigante (Foto: G. Brovad)

Fóssil da Diana cactiformis (Foto: AFP)
Cacto-ambulante (Foto: AFP)

Cacto-ambulante


Essa espécie extinta encontrada na China viveu há 520 milhões de anos. Em seis centímetros de comprimento, esse animal lembra um verme, mas, ao mesmo tempo, apresenta dez pares de patas articuladas. Para os cientistas que o descobriram, a Diania cactiformis seria um primeiro elo perdido conhecido entre os vermes e os artrópodes.

Tarântula-de-sazima


Essa aranha azul colocou o Brasil pela primeira vez na lista de "10 mais". Descrita por pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, essa espécie vive em uma "ilha ecológica" e só é encontrada no alto da Chapada Diamantina, na Bahia. Seu nome Pterinopelma sazimai é uma homenagem ao cientista Ivan Sazima, que coletou indivíduos dessa aranha nas décadas 1970 e 1980 - o registro da nova espécie só é aceito quando ela é descrita em uma revista científica, por isso ela entrou na lista de 2011.

 

tarântula-de-Sazima (Foto: Caroline Fukushima/Rogerio Bertani/Instituto Butantan)Tarântula-de-sazima (Foto: Caroline Fukushima/Rogerio Bertani/Instituto Butantan)

comentários[0]

24

mai
2012

Suplemento de cálcio aumenta risco de ataque cardíaco

 

Pesquisa que associa ingestão de suplemento com maior incidência de problemas no coração divide especialistas.

 

 

                  Pílulas com suplemento de cálcio (Foto: BBC)
                         Pílulas com suplemento de cálcio (Foto: BBC)

O consumo de suplementos de cálcio pode aumentar o risco de ataque cardíaco, de acordo com pesquisadores alemães.

 

O cálcio em pílulas é recomendado para fortalecer os ossos e prevenir fraturas na velhice. No entanto, segundo o estudo publicado na revista científica "Heart", o suplemento "deve ser consumido com cautela".

 

Alguns especialistas recomendam uma dieta balanceada, com doses adequadas de cálcio, como alternativa ao suplemento.

 

Os pesquisadores do Centro Alemão de Pesquisa sobre o Câncer, em Heidelberg, acompanharam 23.980 pessoas por mais de uma década.

Eles compararam o número de ataques cardíacos em pessoas que tomaram suplementos de cálcio com outras que não tomaram nada e concluíram que no primeiro grupo o risco de um ataque era 86% maior.

 

Críticas


O médico Carrie Ruxton, do Serviço de Informações sobre Suplementos de Saúde, no Reino Unido, acredita que seria "irresponsável" recomendar que as mulheres parassem de consumir cálcio.

 

"A osteoporose é um problema grave entre mulheres e seria irresponsável recomendar o fim do consumo de suplemento de cálcio com base em uma única pesquisa inconsistente, quando a ligação entre cálcio, vitamina D e saúde dos ossos está confirmada pela Agência Europeia de Segurança Alimentar", disse Ruxton.

 

Segundo a Fundação Britânica do Coração (BHF, na sigla em inglês) pacientes que receberam recomendações para tomar cálcio devem continuar o tratamento e conversar com seus médicos se estiverem preocupados.

 

"A pesquisa indica que as pessoas que tomam suplementos de cálcio podem estar mais sujeitas a um ataque cardíaco, mas isso não significa necessariamente que esses suplementos causam ataques cardíacos", afirma Natasha Stewart, enfermeira especializada em cardiologia da BHF.

 

"Mais estudos são necessários para elucidar a relação entre a ingestão de suplementos de cálcio e problemas do coração. Precisamos determinar se os riscos potenciais da administração de suplementos superam os benefícios para mulheres que sofrem de condições como osteoporose".

 

Dieta balanceada


De acordo com Ian Reid e Mark Bolland, pesquisadores da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, há cada vez mais evidências de que a administração de suplementos não é segura, nem particularmente eficaz. "As pessoas deveriam ser aconselhadas a obter a dose diária de cálcio com uma dieta equilibrada", acreditam Reid e Bolland.

 

Uma porta-voz do Departamento de Saúde do Reino Unido disse que o estudo será analisado com cuidado depois que o artigo completo for publicado: "A maioria das pessoas não precisa tomar suplemento de cálcio. Uma dieta saudável e balanceada fornece todos os nutrientes, incluindo cálcio, que elas necessitam. Boas fontes de cálcio incluem leite e derivados e vegetais de folhas verdes".

 

Fonte: G1

comentários[0]

24

mai
2012

Pesquisa descobre órgão q pode explicar alimentação d baleia

 

Órgão sensorial no queixo pode ser usado para detectar presas, diz estudo.


Animais enchem a boca de água e selecionam pequenos animais.

 

Um órgão sensorial situado no queixo pode explicar como as baleias se alimentam e por que elas são tão grandes. A afirmação é de um estudo publicado nesta quarta-feira (23) pela revista científica "Nature".

Os rorquais - família que engloba vários tipos de baleia, entre eles a baleia-azul - se alimentam com um processo peculiar. Essas baleias movimentam a água, de forma que colocam um grande volume na boca de uma vez, e nessa água selecionam suas presas, que são pequenos peixes e crustáceos.

 

Os cientistas já conheciam alguns dos mecanismos que facilitam esse processo, como a existência de pregas na garganta que ajudam a suportar o grande volume de água, mas não sabem a fundo como esse tipo de alimentação funciona. A existência de um órgão sensorial pode ser a peça que faltava nesse quebra-cabeça.

 

Os autores acreditam que o órgão possa ser o responsável por identificar a presença das presas na água, permitindo às baleias abrir a boca no momento certo. Isso é essencial para a boa alimentação das baleias, que, por sua vez, é importante para que elas possam ter o grande porte que têm.

 

"Em termos de evolução, a inovação desse órgãos sensoriais tem um papel fundamental em um dos métodos mais extremos de alimentação de criaturas aquáticas", afirmou Bob Shadwick, um dos autores, em material divulgado pela Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, onde ele trabalha.

 

Ilustração mostra onde fica o órgão recém-descoberto das baleias (Foto: Carl Buell/Nicholas D. Pyenson/Smithsonian Institution)Ilustração mostra onde fica o órgão recém-descoberto das baleias (Foto: Carl Buell/Nicholas D. Pyenson/Smithsonian Institution)
Fonte: G1

comentários[0]

Clima Tempo