Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

20

abr
2010

Problema no Mercosul

Haia conclui que Uruguai é culpado, mas permite usina de papel na fronteira com a Argentina

O principal órgão judicial das Nações Unidas, o Tribunal Internacional de Justiça - a Corte de Haia - definiu hoje (20) que o Uruguai violou o estatuto que rege o rio que separa o país da Argentina ao determinar a construção de usinas de celulose na região. Mas concluiu que a única fábrica construída até o momento poderá manter suas atividades. O acórdão com a decisão tem sete páginas.

Para a Corte de Haia, apesar de o governo do Uruguai ter violado o estatuto não há indicações de que a atitude provocou prejuízos ambientais.

O impasse entre a Argentina e o Uruguai envolve o Mercosul e o Brasil. Para argentinos e uruguaios, os brasileiros se isentam de assumir posições sobre a polêmica. O tema é recorrente nas discussões nas quais há participação de integrantes dos três países. Há quatro anos, as tensões aumentaram.

O conflito afeta os setores de turismo e meio ambiente, provocando prejuízos nas duas economias. Ligados historicamente, Argentina e Uruguai levaram o caso para a Corte de Haia no final de 2006. Segundo os argentinos, os uruguaios violaram o Estatuto do Rio Uruguai ao autorizar a construção das fábricas sem consulta prévia do governo da Argentina.

Pelo estatuto, os governos dos dois países devem informar sobre suas decisões pois a região envolve a ambos. No entanto, os uruguaios têm uma outra interpretação sobre a legislação. Os argentinos acusam ainda que a instalação das usinas levaram a uma intensa poluição na região, mas os uruguaios dizem que a tecnologia usada evitaria esse tipo de acontecimento.

O julgamento em Haia, na Holanda, foi acompanhado por autoridades dos governos do Uruguai e da Argentina.


Fonte: http://e-tribuna.com.br/ - acessado no dia 20/04/2010 às 20:47h

comentários[0]

18

abr
2010

Entenda a crise na Europa

Entenda a crise na Europa

Investidores temem calote de Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha

No mês de fevereiro, as bolsas de valores do mundo inteiro, inclusive no Brasil foram derrubadas pelas dúvidas de que alguns países da Europa, os chamados Pigs (porco em inglês) não consigam honrar suas dívidas. A sigla representa as iniciais de Portugal, Itália e Irlanda, Grécia e Espanha (Spain, em inglês).

A crise financeira mundial, que atingiu o auge em setembro de 2008, agravou os problemas financeiros de alguns países da UE (União Europeia). Os governos, para diminuir os impactos da crise, ajudaram os setores mais críticos da economia com pacotes bilionários, que evitariam perdas de empregos e atenuariam os efeitos negativos das turbulências no setor financeiro. Com tantos pacotes de ajuda, a arrecadação destes governos diminuiu e eles ficaram mais endividados.

O caso da Grécia é o mais complicado. O país acumula um rombo nas suas contas públicas equivalente a 12,7% do PIB (Produto Interno Bruto, a soma de todas as riquezas produzidas por uma nação). Segundo o professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), especialista na área internacional, Antonio Gelis Filho, há algum tempo a Grécia já apresentava problemas financeiros.

- A Grécia é um país que tem uma economia pouco competitiva, se comparada à média dos países da zona do euro, e ela tem gastos públicos muito grandes. É um país que frequentemente é acusado de ser mal gerenciado.

Além disso, a Grécia tem a maior dívida da região, que deve atingir 120% do PIB em 2010.

Pelas regras da União Europeia, as dívidas públicas dos países membros não podem ultrapassar o equivalente a 3% do PIB. E se a violação dessa regra persistir por dois anos seguidos, os países poderiam até ser expulsos do bloco.

Países como Espanha, Portugal, Irlanda e Itália também estão com endividamento alto, bem acima do limite imposto pela UE, e têm dificuldade de tirar as contas do vermelho

Apesar das reações da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) e da alta do dólar, a crise ainda não chegou ao Brasil, segundo Gélis. 

- No Brasil, isso ainda não chegou, mas já começam as preocupações como o setor de exportação e o dólar. Mas é claro que em uma economia mundial, que já não está passando pela sua melhor fase, outra pancada dessa não seria boa para ninguém. Por enquanto a gente ainda aposta no descolamento da economia brasileira desses fatores internacionais.

 Fonte: R7 notícias: http://noticias.r7.com/economia/noticias/entenda-a-crise-na-europa-20100209.html  - acessado no dia 18/04/2010 às 13:57 h

 

comentários[1]

13

abr
2010

História do Iogurte.



Parabéns a profª Aline e a turma do 2º ano do Ensino Médio. Os trabalhos sobre o iogurte ficaram excelente - e o iogurte também, pois eu provei.

Fiquei curioso sobre a origem do alimento, apenas um grupo enfatizou com detalhe esse assunto.
Fuçando no google encontrei uma explicação bem coerente. Leia abaixo:

Com açúcar, mel ou frutas a maneira de comer não importa, o iogurte já ganhou adeptos em todo mundo. Também, não é para menos! Além de saboroso, o produto contém componentes fundamentais para a saúde do nosso organismo e freqüenta cardápios dos mais variados. Apesar da origem exata do iogurte ainda ser um mistério para os pesquisadores, alguns acontecimentos ao redor do mundo dão boas pistas de como ele pode ter surgido na Antigüidade.

Uma teoria data do período neolítico, entre 5.000 a 3.500 a.C, quando pastores passaram a se alimentar com o leite de animais domesticados. Armazenado em marmitas de barro, o leite ficava exposto às altas temperaturas do deserto, fermentava e virava um tipo de iogurte.

Outra idéia sobre a origem vem da Turquia. Lá o leite fresco era guardado em sacos feitos de pele de cabra. Transportados por camelos, os sacos em contato com o calor do corpo do animal favoreciam a produção de bactérias ácidas e transformavam o leite em iogurte.

O iogurte difundiu-se por todo o mundo depois que alguns estudos demonstraram que o seu consumo trazia benefícios à saúde. O biólogo russo Llia Metchnikoff (1910) estudou as tribos das montanhas da Bulgária. Essas tribos apresentavam um alto índice de longevidade e tinham como componente básico da dieta o iogurte. Metchnikoff aprofundou-se nos estudos e conseguiu isolar um bacilo do iogurte, batizando-o de Bacillus bulgaricus.

Hoje está comprovado que o consumo de iogurte colabora no bom funcionamento do intestino e, como contém cálcio, ajuda a fortalecer os dentes. Ele também é indicado para pessoas que sofrem de osteoporose e para mulheres que necessitam de reposição de cálcio na fase da menopausa.

Fonte: http://edutp.com.br/?cat=126 (acessado no dia 13/04/2010 às 20 horas).



comentários[1]

7

abr
2010

9º ano História -Aula sobre o Iluminismo

Alô galera.
Já está disponível em downloads a aula sobre o Iluminismo.
Bom estudo.

comentários[1]

4

abr
2010

Biomas Brasileiros



Dados mínimos que deverão constar na apresentação dos trabalhos sobre os Biomas:

- Localização.
- Características gerais: vegetação, flora, fauna, clima predominante.
- Atividades econômicas desenvolvidas.

comentários[9]

1

abr
2010

Feliz Páscoa!!!!



O que esses dois personagens têm em comum?

Estão ligado a Páscoa. Você diria.
Mas estão mesmo?

É triste verificar que a humanidade tem dado mais importância para o personagem criado, o coelho. Nas decorações das cidades, nas propagandas só se destaca o tal do coelho da páscoa. Cidades criam ambientes especiais para poder ser visitado onde o coelho é destacado como o personagem principal. Ah! Claro, por trás disso tudo está a poderosa indústria do chocolate.

E quanto ao verdadeiro personagem?
Muitos nem se lembram dEle.
Mas, eu quero lembrar:

Páscoa sem a presença de Jesus Cristo não é nada.
Uma das figuras acima retrata bem qual é o verdadeiro significado da páscoa cristã.
A ressureição de Jesus. Se houve ressurreição, é porque houve morte.
Jesus morreu por mim, por você  e por toda a humanidade. Mas ressuscitou e se encontra agora no santuário celestial pronto para lhe conceder a salvação.

Que Deus te abençoe nesse "feriado". Mas, não se esqueça Jesus é a nossa Páscoa.
 


comentários[1]

Clima Tempo