Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

29

mar
2010

Vencedores do desafio.

Parabéns aos vencedores:

Guilherme Odeli Souza - 6º ano

Douglas Cipriano de Souza - 9º ano

Matheus Cestari - 9º ano

comentários[0]

28

mar
2010

Resposta do desafio.

Folha de respostas:  Gabarito

 

a)      número de caravelas -   3

b)      número de anos que Noé pregou  -  120

c)      raiz quadrada de 81 -  9

d)     número de lados de um triângulo isósceles  -  3

e)      valor da unidade - 1

f)       quantidade de prolongamentos articulados que terminam os pés  - 10

g)      títulos de copa do mundo de futebol conquistado pela Alemanha -  3

h)      ano em que foi proclamada a República no Brasil - 1889

i)        dia do mês em que foi assinada a Abolição da Escravatura -  13

j)        número de letras que formam o fenômeno que é provocado pelo choque das placas tectônicas -   9          ( terremoto )

k)      sigla do órgão responsável pela manutenção da paz -  3       (   ONU  )

l)        número de letras do nome da capital do Haiti. - 13      ( Porto Príncipe  )

m)    dezena do ano em que tomou posse o primeiro presidente civil do Brasil após o golpe de 1964 -    86. 

 

Resposta = 1822  (Independência do Brasil)


DESAFIO - Matemática da História

 

Sabendo o número de caravelas utilizadas por Colombo ao chegar na América, some agora o número de anos que Noé anunciou o dilúvio. Diminua desse valor a raiz quadrada de 81, o número de lados de um triângulo isósceles e o valor da unidade.  Divida o resultado pela quantidade de prolongamentos articulados que terminam os pés. Multiplique esse resultado pelo número de títulos de copa do mundo de futebol conquistado pela Alemanha. Some com o ano em que foi proclamada a República no Brasil e diminua pelo valor do dia do mês em que foi assinada a Abolição da Escravatura no Brasil, adicione o número de letras que formam o fenômeno que é provocado pelo encontro das placas tectônicas. Some com o número de letras da sigla do órgão responsável pela manutenção da paz mundial e diminua pelo número de letras do nome da capital do Haiti. Subtraia, agora pela dezena do ano em que tomou posse o primeiro presidente civil do Brasil após o golpe de 1964.

O resultado deve corresponder ao ano em que ocorreu um grande fato histórico para o Brasil:

 

Ano ________    Fato Histórico __________________________

comentários[1]

24

mar
2010

Futebol também é história.

NETVASCO - 24/03/2010 - QUA - 15:52 - Diretor de patrimônio histórico fala sobre a Cruz de Cristo


A Cruz de Malta não era para ter sido o símbolo vascaíno. O verdadeiro emblema do clube, ao menos conforme a intenção dos fundadores, deveria ter sido a Cruz da Ordem de Cristo. "elemento histórico foi ferido", explica o diretor de Patrimônio Histórico do Vasco, João Ernesto da Costa Ferreira. "Era para ser a Cruz de Cristo, e ponto final".

Nesta entrevista, o dirigente vascaíno afirma que uma sucessão de erros levou o clube ao manter, durante mais de um século, a Cruz de Malta "na verdade, uma Cruz Pátea, chamada equivocadamente de Cruz de Malta. "Existem erros que acontecem e que vão sendo divulgados e aquilo passa a ser uma grande verdade. O Vasco é conhecido como clube cruzmaltino, acabará sendo sempre, e ponto final", admite. "Era para ser a Cruz de Cristo, mas, enfim, botaram uma cruz lá, chamaram aquilo de Cruz de Malta e aquilo acabou se tornando uma identidade."

Segundo Ferreira, a partir de agora, o verdadeiro símbolo do Vasco, a Cruz da Ordem de Cristo, estará cada vez mais presente nos materiais esportivos do clube. Confira a íntegra da entrevista abaixo:

Como os símbolos foram utilizados desde o começo da história vascaína?

Já naqueles primeiros momentos, os fundadores definiram aquele que seria o pavilhão do clube, negro, com uma faixa diagonal branca e com uma cruz. Cada uma dessas cores já simbolizava o clube. O negro representa o desconhecido dos mares, pelas quais passavam as grandes navegações. A faixa diagonal branca, de um canto ao outro, representava a luminosa rota vitoriosa dessas grandes navegações portuguesas. E aquela cruz simbolizava a fé cristã, até porque muitos fundadores eram portugueses, vindos de uma nação essencialmente cristã. Mas aí eles feriram o elemento histórico. Por que qual cruz era essa que deveria ser colocada ali? A cruz que ornava as caravelas das grandes navegações, que era a Cruz (da Ordem) de Cristo. Era para ser isso, mas por razões que agora não adianta nós querermos discutir, a cruz que foi colocada ali foi um pouco deturpada. E se chamou aquilo de Cruz de Malta. Então, já estamos falando de um segundo nome: o primeiro seria Cruz de Cristo, depois falamos de Cruz de Malta. E o Vasco ficou conhecido como o clube da Cruz de Malta, o clube cruzmaltino. Entretanto, aquela que deveria ter sido colocada, a Cruz de Cristo, não foi colocada. Foi colocada essa Cruz de Malta, que na verdade nem é a Cruz de Malta. Ela se aproxima mais de uma outra cruz, que é a Cruz Pátea. Então, foi essa mistura que acabou acontecendo e houve esse ferimento do elemento histórico. Era para ser a Cruz de Cristo, e ponto final.

Com a nova camisa, o Vasco finalmente vai usar a Cruz de Cristo, que era para ter aparecido já na primeira camisa, em 1898. De certa forma, o clube corrige, com isso, um equívoco histórico, que perdurou por mais de um século?

Se você vier aqui no clube, você vai ver que, nas arquibancadas "tanto na curva, quanto nas gerais e sociais " temos pintada a cruz que se aproxima muito da Cruz de Cristo. É um pouquinho estilizada, mas se aproxima muito da Cruz de Cristo. É a cruz que consta no peito do navegador. Em uma reprodução, sobre a figura do almirante Vasco da Gama, você verá que a cruz que ele tem no peito, em um colar, é a cruz de Cristo, cuja parte debaixo da cruz é um pouquinho mais alongada que as outras três partes. A nossa cruz, aqui do clube, é simétrica. Mas não é uma tentativa de corrigir o elemento histórico. Isso é uma coisa que a alta direção do clube pensou com a terceira camisa? Não sei. A terceira camisa nada mais é do que pegar esse símbolo do clube e aumentá-lo, fazer um elemento de marketing, que nos remeta a esse outro grande símbolo, que nos diferencia dos demais clubes, o fato de termos essa cruz.

Daqui para frente, a Cruz da Ordem de Cristo, que deveria ter sido o símbolo original do Vasco, vai aparecer mais nas camisas e materiais do clube? Essa é uma idéia da direção?

Não tenha dúvida. Nós sempre queremos valorizar os nossos símbolos, até porque eles nos são muito caros. A eles nós nos agarramos há várias e várias gerações. Eles representam muito para mim, para a geração dos meus pais, para a geração dos meus avós. Esses são os símbolos que mantêm eterna essa nossa paixão pelo Vasco. A nossa cruz básica, com a qual nossos produtos devem estar vinculados, é a Cruz de Cristo, um pouco diferenciada daquela verdadeira Cruz de Cristo que está lá no peito do almirante Vasco da Gama. A cruz que nós temos, algo simétrico, bem geométrico essa é a cruz que queremos cada vez mais afirmar como sendo a nossa, e não com estilos um pouco diferentes, que podemos remeter a uma Cruz Pátea, uma Cruz de Malta, seja lá o que for.

Durante quase um século, por causa da cruz de Malta, o Vasco foi chamado de clube cruzmaltino. A partir de agora, diante desse retorno às origens, com a Cruz de Cristo, o clube poderá ser chamado de "cruzcristino"?

Existem erros que acontecem e que vão sendo divulgados e passam a ser uma grande verdade. O Vasco é conhecido como clube cruzmaltino, acabará sendo sempre e ponto final. Isso acabou se incorporando à nossa própria identidade. Não que a cruz seja uma Cruz de Malta. Era para ser a Cruz de Cristo, mas, enfim, botaram uma cruz lá chamaram aquilo de Cruz de Malta e aquilo acabou se tornando uma identidade. Até nisso o Vasco tem uma característica de miscigenação. Ele pegou essas três coisas aí, embaralhou isso tudo e adotou isso. Assim como essa miscigenação que um dia fez com que o negro tivesse espaço no mundo do futebol, o Vasco também acabou usando isso para os seus próprios símbolos.

comentários[0]

24

mar
2010

Galera do 9º ano - Absolutismo e Mercantilismo



Já está disponível em downloads a aula sobre o Absolutismo.
Não perca tempo, comece a estudar.

comentários[1]

23

mar
2010

O blog está de volta

Acabou a manutenção. Estamos no ar novamente.
Aguarde logo estaremos colocando novidades e necessidades.
O Resultado do desafio vai ser divulgado ainda essa semana.
Fique conectado.

comentários[0]

3

mar
2010

Pulseiras do Sexo

Prefeito de Navegantes (SC) sanciona lei que proíbe "pulseiras do sexo" nas escolas

Simone Harnik
Em São Paulo
As famosas "pulseiras do sexo" estão proibidas nas escolas municipais de Navegantes, em Santa Catarina. O prefeito da cidade, Roberto Carlos de Souza, sancionou, na manhã desta terça-feira (2), um projeto de lei que impede o uso do adereço nas instituições de ensino.

"Vou sancionar a lei, pois a repercussão do assunto está provocando discussões equivocadas sobre sexualidade dentro das unidades de ensino. Temos crianças entre 10 e 12 anos de idade utilizando de uma linguagem não apropriada sobre o tema por causa deste modismo", disse. O projeto, de autoria da Câmara dos vereadores da cidade, obteve aprovação unânime do Legislativo na noite de ontem (1º).

O QUE SÃO AS PULSEIRAS

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, as escolas deverão discutir o assunto com as crianças, os adolescentes e as famílias. Os professores e orientadores já devem marcar reuniões para alertar sobre o uso dos acessórios.

"A princípio vamos fazer um trabalho de conscientização. A punição só tem de ocorrer a partir do momento que houver consciência", afirma a secretária de Educação do município, Nerozilda Pinheiro Ferreira. Na tarde desta terça, a secretária já pediu que a nova lei fosse enviada às 47 unidades escolares que contam com mais de 13 mil estudantes.

Para a gestora, apesar de a medida estar restrita às escolas municipais, ela poderá influenciar os estabelecimentos de ensino privados de Navegantes. "Um dos objetivos é a proteção do educando, pois ninguém quer que aconteça algo de ruim. Acredito que as particulares também devam adotar", aponta.

A polêmica

A brincadeira das pulseiras começou entre os adolescentes ingleses. A moda se difundiu, chegou ao Brasil e provocou polêmica.

De acordo com o jogo, quem conseguir arrebentar pulseiras de um colega ou de uma colega deverá receber "um benefício" conforme a cor do acessório. Uma pulseira amarela arrebentada, por exemplo, indica um abraço. Já uma preta, pode significar sexo.

http://educacao.uol.com.br/ultnot/2010/03/02/ult105u9130.jhtm

comentários[1]

Clima Tempo