Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

21

fev
2016

A verdadeira razão pela qual o plástico-bolha foi criado

 


 

voce-nao-vai-acreditar-a-verdadeira-razao-pela-qual-o-plastico-bolha-foi-criado

 

O plástico-bolha é uma das embalagens mais usadas para proteger objetos frágeis, além de causar um prazer imenso para quem gosta de estourá-lo.

 

Só que antes de ser uma proteção ou de servir para liberar o estresse, o plástico-bolha foi uma experiência de decoração – que não deu muito certo.

 

Está tudo lá, no livro "The Bubble Wrap Book", dedicado totalmente ao plástico-bolha. De acordo com Joey Green, um dos coautores da obra, o plástico-bolha é o resultado de uma tentativa de fazer um papel de parede texturizado.

 

Os inventores Alfred Fielding e Marc Chavannes queriam, em 1957, colar duas cortinas de banheiro para criar um papel de parede texturizado. Para isso, tentaram desenvolver uma máquina que produzisse um papel de parede plástico, com uma parte de papel.

 

Só que a máquina produzia folhas de plástico cheias de bolhas de ar. Que azar! Mas os inventores não se deram por vencidos. Deram um jeito de transformar a criação acidental em um uma nova indústria, a indústria das embalagens que cobrem e protegem as mercadorias.

 

Ano passado, esta mesma indústria estressou todo mundo afirmando que passaria a vender uma nova versão do plástico-bolha, o iBubble Wrap, cujas bolhas não estouram. Felizmente a versão antiga vai continuar sendo comercializada.

 

Sorte nossa. Eu não consigo ver futuro em um mundo sem plástico-bolha.

 

Fonte: [HuffingtonPost, BuzzFed] via hype science.

comentários[2]

18

fev
2016

A balada dos elementos químicos

 

Como seria se elementos e moléculas estivessem reunidos num rega-bofes? Imaginamos essa inusitada situação.

 

O PENETRA - SULFETO DE HIDROGÊNIO (H2S)

Sulfureto de hidrogênio, gás sulfídrico ou sulfidreto. Ele pode ter quantos nomes quiser, mas vai sempre ser conhecido como o gás do pum e do mau hálito. Como nunca é convidado, aparece de penetra, quase sempre lá pelo fim (depois de muito comes e bebes).

 

O BÊBADO -FENOL(C6H5OH)

Ele chega todo benzeno, mas não resiste a uma (ou várias) hidroxilas, o radical presente em todos os álcoois. E aí pronto. Dá-lhe fenol! Empolgada, a molécula ajuda até na limpeza do salão, marcando presença em desinfetantes e antissépticos.

 

O ANFITRIÃO -MENDELÉVIO(Md)

O nome é uma homenagem ao russo Dmitri Mendeleev, criador da tabela periódica. Ao pesquisar os elementos, Mendeleev encontrou propriedades semelhantes e começou a organizá-los. Foi assim que aconteceu a primeira reunião, com os elementos então conhecidos. Com o tempo, a tabela foi crescendo... e a festa também!

 

A DJ -ÁCIDO SULFÚRICO(H2SO4)

Um dos catalisadores mais usados para acelerar reações químicas, o H2SO4 gosta de botar a galera para interagir e não deixa ninguém parado! Ajudou a compor o hit "Chuva Ácida", que está nas paradas de problemas das grandes cidades.

 

O PEGADOR -CARBONO (C)

Não esconde de ninguém que faz até quatro ligações ao mesmo tempo. Mas deve valer a pena: tem um monte de molécula doida para se ligar a ele, como a O2 e o C2. Isso prova que, quando há química, não rola ciúme.

 

O CARENTE -OZÔNIO (O3)

Gás instável, o ozônio não consegue manter sua estrutura com três moléculas de oxigênio por um longo período de tempo. Por isso, tem que ter sempre outras moléculas por perto, como a CFCl3. Reage fácil e forma diversos elementos.

 

A CELEBRIDADE -OURO (Au)

Famoso por sua versatilidade, o ouro é um elemento muito requisitado. Por isso, difícil de encontrar. Nas raras vezes em que aparece, não acha ninguém à altura de seus quilates e prefere passar a festa inteira sozinho, sem interagir.

 

A BONITONA -PLATINA (Pt)

A menina mais fina da tabela! Com o quilo mais caro que o do ouro, a platina pode, de início, ser até esnobe e não se enturmar, já que é bem pouco reativa. Mas com jeitinho (e uma corrente elétrica) ela passa a interagir - pelo menos com alguns metais.

 

OS SOLITÁRIOS -GASES NOBRES -hélio(He),neônio(Ne),argônio(Ar),criptônio(Kr),xenônio(Xe) e radônio(Rn)

Você os verá isolados quase sempre. Eles observam a festa inteira, mas nada de interagir (nem mesmo entre si), pois já são estáveis e se bastam, preferindo ficar na deles. Às vezes o flúor, com seu alto poder de atração, é capaz de arrancar uns elétrons umas palavras e se juntar a alguns deles, mas isso é cena rara.

 

O COMILÃO -HIDRÓXIDO DE SÓDIO (NaOH)

Pensou gordura, pensou nesse cara. Ele não consegue dizer não para nenhum ácido graxo do buffet e enfia forte o pé na jaca, sempre regado a muita água. Mas é prestativo. No fim da festa, depois de tanto comer, vira sabão e álcool e ajuda a limpar tudo.

 

Fonte: Mundo Estranho - CONSULTORIA Tatiana Neves, mestre em química pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e consultora da Ambiental 07

comentários[0]

16

fev
2016

O que acontece se você segurar o xixi por muito tempo?

www.tuasaude.com

 

 

 

Às vezes seguramos o xixi para terminar de ver o final daquele filme ou para mandar mais um e-mail no trabalho, ou simplesmente porque estamos com muita preguiça de levantar e ir ao banheiro. Você já deve ter escutado que isso faz mal para você. Mas como, exatamente?

 

 

Segurar a urina faz mal apenas se você fizer isso com frequência e por um tempo muito longo. Na maioria das situações, segurar o xixi por muito tempo não chega a ser uma ameaça para a sua vida.

 

 

 

Sua bexiga tem receptores que medem o quão cheia ela está, e quando atinge a capacidade máxima, os receptores mandam o sinal de que está na hora de correr para a privada. A bexiga de um adulto consegue conter 500 ml de xixi antes de mandar o sinal para o cérebro.

 

 

A maioria dos adultos consegue segurar o xixi por um bom tempo, então você pode decidir se quer urinar agora ou mais tarde. Essa capacidade de segurar o xixi é muito importante caso você não esteja perto de um banheiro. Se você decide segurar, os esfíncteres cilíndricos na sua bexiga se contraem para evitar que toda a urina escape pela uretra.

 

 

 

O que acontece se você segurar o xixi com frequência?

 

 

Quem segura a urina com frequência e por longos períodos de tempo, como os motoristas de caminhão, podem experimentar efeitos não muito agradáveis, como retenção urinária ou infecções.

 

 

Segurar a urina com frequência pode enfraquecer seus músculos da bexiga, o que pode causar a retenção urinária quando você ficar mais velho. Isso significa que apesar de sentir vontade de urinar, a pessoa vai ao banheiro mas nunca consegue esvaziar completamente a bexiga. Parece uma coisa digna de pesadelo.

 

 

Quanto à infecção, isso acontece porque a bexiga pode se transformar num local ideal para a proliferação de bactérias se ela está sempre segurando uma grande quantidade de xixi.

 

 

 

E se eu simplesmente me recusar a ir ao banheiro e tentar segurar o xixi para sempre?

 

 

O mais provável é que a bexiga vai se revoltar contra os sinais enviados pelo cérebro ordenando que ela continue segurando a urina e você vai acabar fazendo xixi nas calças.

 

 

No entanto, em alguns casos muito raros, a bexiga pode se romper. Isso acontece com mais frequência em pessoas que já tinham algum problema na estrutura da bexiga, como depois de um acidente de carro.

 

 

Mesmo assim, existem alguns poucos casos de pessoas que sofreram rompimento da bexiga sem nenhum problema anterior. O rompimento normalmente aconteceu em pessoas que beberam demais e não conseguiram computar o sinal enviado pela bexiga de que era hora de ir ao banheiro. Assim, elas simplesmente não foram e a bexiga se rompeu.

 

 

Esses casos, porém, são raríssimos. Então se você precisar segurar o xixi por algumas horas de vez em quando, provavelmente nada terrível vai acontecer com você.

 

Fonte: [SciShow] Via http://hypescience.com

 

comentários[0]

11

fev
2016

cientistas provam que ondas gravitacionais existem

 

Ondas gravitacionais geradas por colisões de buracos negros foram observadas pela primeira vez pelo LIGO - Divulgação de vídeo do LIGO
 

Cem anos depois de Albert Einstein publicar a Teoria da Relatividade geral, uma de suas ideias mais revolucionárias acaba de ser provada. Cientistas anunciaram nesta quinta-feira, dia 11, em Washington, que dados do experimento LIGO (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) confirmam que as ondas gravitacionais -  capazes de ondular o tecido espaço-tempo - de fato existem.

 

Em coletiva de imprensa às 10h30 (horário local, o que significa às 13h30 no horário de Brasília), a equipe do LIGO declarou ter descoberto ondulações no espaço-tempo criadas pela colisão de dois buracos negros maciços, de 150 km de diâmetro cada um, acelerando à metade da velocidade da luz. As ondas criadas a partir da fusão dos dois buracos negros viajam a 1,3 bilhão de anos e esticam o espaço em uma direção e o apertam em outra, são como vibrações do tecido do universo que fazem tudo "tremer". Apesar de toda a energia gerada nesse processo, esse fenômeno chega ínfimo à Terra, com cerca de um bilionésimo do diâmetro de um átomo e precisa de instrumentos extremamente precisos para ser detectado - um dos maiores méritos do LIGO.

ADVERTISEMENT

-  Nós detectamos ondas gravitacionais - disse David Reitze, diretor executivo do LIGO, recebendo uma demorada salva de palmas de todos na coletiva. - Elas foram detectadas em 14 de setembro de 2015 e são exatamente o que Einstein previu que aconteceria na colisão de dois buracos negros.

 

A comunidade científica internacional é unânime em considerar que a descoberta é uma das maiores das últimas décadas e é a favorita para ganhar o próximo Prêmio Nobel. O achado é chamado por alguns de o Santo Graal dos físicos modernos.

 

Ulrich Sperhake, físico teórico da Universidade de Cambridge que estuda a relação entre ondas gravitacionais e buracos negros, foi taxativo:

 

- Isto nada mais é senão o início de uma nova era na astronomia observacional gravitacional - pontuou.

 

Processo que mostra a colisão de dois buracos negros, o que acontece em pouquíssimos segundos - Divulgação/LIGO

 

Cientistas mundo afora têm se esforçado, ao longo do último século, para obter sinais da existência de ondas gravitacionais, mas seus esforços, até o momento, tinham sido frustrados por falsas evidências e instrumentos que não eram suficientemente sensíveis para detectar as ondas no momento em que chegam à Terra.

 

O sucesso, enfim, veio com o LIGO, projeto fundado em 1992 nos EUA e dono do mais vultoso patrocínio da Fundação Nacional de Ciência, importante órgão americano. O experimento reúne um grupo internacional de de mil cientistas, oriundos de mais de 40 instituições de 16 países, que trabalham no projeto há 25 anos. Eles têm detectores em Washington e em Louisiana.


Fonte: O Globo

comentários[0]

10

fev
2016

Cães ou gatos: quem ama mais seus donos?

 

quem ama mais caes ou gatos

Um novo estudo realizado pelo neuroeconomista Dr. Paul Zak parece resolver o debate de quem ama mais seus donos: cães ou gatos.

 

De acordo com a pesquisa, feita como parte de uma nova série da BBC intitulada "Cats v Dogs" (em tradução livre, "Gatos versus Cães"), cães produzem mais oxitocina, o "hormônio do amor", depois de brincar com seus proprietários do que os gatos.

 

Obviamente, a conclusão do estudo não é tão simples quanto dizer que cães gostam mais de nós do que gatos. Mas é um ponto de vista a ser considerado.

 

O método

 

A oxitocina é um produto químico liberado pelo cérebro que tem sido fortemente implicado na formação de laços sociais.

 

Como os gatos são geralmente mais independentes do que os cães, Zak queria descobrir se os níveis deste hormônio diferiram nestes animais após interações com os seres humanos.

 

O experimento envolveu 20 pares de humanos com seus animais de estimação, sendo dez cães e dez gatos.

 

Zak tomou amostras de saliva de todos os companheiros peludos, pouco antes e depois deles interagirem com os seus donos, a fim de medir seus níveis de oxitocina. Enquanto estudos anteriores já haviam mostrado que cães e seus proprietários liberam oxitocina ao olhar nos olhos um do outro, provavelmente fortalecendo a conexão entre ambos, poucas pesquisas tinham analisado essa ligação com gatos.

 

Resultados

 

Em média, os cães produziram quase cinco vezes mais oxitocina do que os gatos após brincar com seus companheiros humanos, com os níveis de saliva aumentando 57,2% e 12% em relação aos níveis iniciais, respectivamente.

 

Além disso, apenas metade dos gatos realmente exibiu níveis elevados de oxitocina. Enquanto isso não significa que os cães nos amam cinco vezes mais, Zak diz que é algo parece fazer sentido, evolucionariamente.

 

Em geral, gatos são mais solitários do que cães – os ancestrais caninos, os lobos, são animais altamente sociais que vivem e caçam em bandos, enquanto muitos felinos vivem sozinhos.

 

E gatos não costumam formar ligações fortes com seus proprietários, enquanto os cães normalmente dependem de seres humanos para comida e segurança.

 

Limitações da pesquisa

 

Como já apontamos acima, existem limitações óbvias tanto para o estudo quanto para as conclusões.

 

Por exemplo, o Dr. Zak apontou para o jornal Huffington Post que o estudo foi conduzido em um ambiente de laboratório. Gatos são conhecidos por serem altamente territoriais. Como eles adoram ficar em casa, é possível que estar em um ambiente desconhecido os tenha estressado. (Embora a oxitocina também já tenha sido associada com a regulação do estresse, pelo menos em roedores).

 

Por fim, o excesso de simplificação é um problema grande. Não é possível dizer exatamente se um animal ama mais seu dono do que outro, porque o amor é complicado e a oxitocina também.

 

A oxitocina tem muitos apelidos, como hormônio da felicidade e molécula do amor, mas nenhum reflete a complexidade desta substância. Envolvida em uma abundância de comportamentos e processos fisiológicos, de formação de laços de confiança a lactação, reduzi-la a um sentimento -  o amor - não é nada científico.

 

Fonte: [IFLS] Via http://hypescience.com

comentários[0]

9

fev
2016

Fique sabendo: Maçã, morango, abacaxi e caju não são frutos!

 

Um pouco de botânica sempre faz bem… Quando falamos de frutos, uma das primeiras coisas que vem na cabeça são "frutas" comuns, como a maçã por exemplo. Os frutos estão relacionados ao ciclo reprodutivo das angiospermas e são na verdade os ovários que se desenvolve e aumenta seu tamanho após a fecundação dando origem ao que chamamos de fruto. A intenção desse crescimento da parede do ovário nada mais é do que proteger as sementes da planta e ajudar na sua dispersão, já que alguns animais aproveitam os sabores geralmente agradáveis para se alimentar deles.

 

 Só que nem todos os frutos que conhecemos como frutos, são realmente frutos! (uhh!!!) A maçã por exemplo, é um pseudofruto. O pseudofruto é uma estrutura suculenta, mas não se desenvolvem a partir do ovário da planta, como acontece com os frutos verdadeiros. No caso da maçã, a parte que comemos é formada a partir do receptáculo da flor, o fruto de verdade é aquela casquinha que protege a semente. O caju é outro pseudofruto. A parte suculenta é originada do pedúnculo floral e a castanha sim, é o fruto propriamente dito. Morango também não é um fruto verdadeiro. A parte gostosa e suculenta do morango é também originada do receptáculo floral, a flor possui vários ovários que e seus receptáculos se agregam formando um "fruto agregado", as "sementinhas" do morango são os frutos secos (arquênio). No abacaxi, ocorre a reunião de várias flores (inflorescência) e então com a fecundação formam-se vários frutos que são chamados de infrutescência, ou seja, é desenvolvido a partir do ovário de várias flores, como se fosse mesmo um fruto múltiplo. Já a banana é um fruto partenocárpico, se origina do ovário, mas sem que haja fecundação e produção de sementes.

 maça

Fonte: Diário de biologia

comentários[0]

9

fev
2016

Tomate é fruta?

 

Sim, ele é.


Não só o tomate é fruta, como a berinjela, a abobrinha, o pepino, o pimentão e outros alimentos que nós chamamos de legumes também são.

 

Fruta é o ovário amadurecido de uma planta, onde ficam as sementes. A confusão acontece porque nós somos acostumados a chamar as frutas salgadas de legumes.

 

Se você acha que sua vida foi uma mentira até agora, saiba que também existem alimentos que nós chamamos de fruta, mas não são. Trata-se dos pseudofrutos – estruturas suculentas que têm cara e jeito de fruto, mas não se desenvolvem a partir do ovário da planta, como as frutas reais. É o caso do morango, do caju, da maçã, da pera e do abacaxi, entre outros.

 

mundo estranho

 

 

 

 Fonte: Mundo Estranho

comentários[0]

8

fev
2016

4 motivos para beber água de coco

 

www.donosdecasa.comA dica é da nutricionista Paola Cariello e foi compartilhada pelo perfil da clínica Patricia Davidson Haiat no Instagram. Rica em vitaminas e minerais, a água de coco hidrata e nutre o organismo porque tem uma composição próxima ao do plasma sanguíneo. Assim, ela é facilmente levada para dentro das células.

 

"Uma boa opção é usar a água de coco para preparar suco ou picolés de frutas, pois além de agregar vitaminas e sais minerais, dá um gostinho todo especial", aconselha o perfil da clínica especializada. Veja por que motivos ela é tão recomendada.

 

Benefícios da água de coco

 

1. A água de coco é considerada um isotônico natural por suas boas quantidades de minerais e eletrólitos, principalmente o potássio. Assim sendo, a bebida é uma ótima maneira de se hidratar, pois o potássio reabastece a dose de minerais das células.

 

2. Por conter carboidrato, a água de coco também auxilia na reposição de energia. A bebida naturalmente contém açúcares e sódio, além de minerais e vitaminas.

 

3. Contém as vitaminas do complexo B e C, que são as mais importantes para prover a manutenção do sistema imune, prevenção e melhora de enxaquecas e também da memória.

 

4. Por conter pouco sódio, é uma ótima alternativa para quem tem pressão alta e problemas de circulação. Em contrapartida, não é muito indicada para atletas que realizam exercícios de alta intensidade por mais de uma hora e em temperaturas elevadas. Nesse caso, o sódio é perdido em maior quantidade e precisa ser reposto por outras fórmulas de bebidas isotônicas mais adequadas.

 

FONTE: Bolsa de Mulher - Via Lake Villas

comentários[0]

Clima Tempo