Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

31

dez
2014

Você vai comemorar a virada do ano na hora certa?

 

Feliz 2015.

 

Eu e a minha família já nos confraternizamos na virada do ano. Não, não estou na Austrália ou Japão, nem em outro país, onde, de acordo com o movimento da Terra o novo ano já começou. Estou em Blumenau (SC). E, aqui e em todo o Brasil, já estamos vivendo o novo ano.

 

Você deve estar pensando: esse cara está doido, ainda não soou as doze badaladas da meia noite. Pois é, não é apenas a minha família que comemorou a passagem do ano, muitas outras também. Nós seguimos o relógio da natureza que foi instituído por Deus, ou seja, o dia começa na parte escura com o por do Sol, veja esses versos:

 

"No princípio Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1:1

 

Deus chamou à luz dia, e às trevas chamou noite. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o primeiro dia. Gênesis 1:5

 

Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o segundo dia. Gênesis 1:8

 

Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o terceiro dia. Gênesis 1:13"

 

Assim sucessivamente. Portanto o por do sol aqui em Blumenau foi às 20:14 h, em São Paulo às 19:57...

 

E tem mais, se você mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, está em vigor o horário de verão. Lembrou. Os relógios foram adiantados em uma hora. Portanto, se for para seguir o relógio oficial, a meia noite nessas regiões ainda será 23 horas. Por isso procuro fazer a vontade de Deus e seguir o seu horário que não sofre alterações.

 

Apesar dessa "controvérsia" Feliz Ano Novo para você e sua família.

 

Que em 2015 Deus possa ser a prioridade em sua vida.

comentários[1]

31

dez
2014

Como encarar um novo ano?

 

Jesus Tem as Chaves


Estas são as palavras dAquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que Ele abre ninguém pode fechar, e o que Ele fecha ninguém pode abrir. Apocalipse 3:7


A poucas horas do fim do ano, caem bem as palavras de Fernando Pessoa, quando diz:


"De tudo ficam três coisas: / A certeza de que estamos sempre começando, / A certeza de que precisamos continuar, / A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar. / Portanto, devemos fazer da interrupção um caminho novo, / Da queda, um passo de dança, do medo uma escada, / Do sonho uma ponte, da procura um encontro."


Sem dúvida, ao olhar para trás, temos um sentimento de gratidão por tudo de bom que aconteceu conosco. As vitórias conseguidas sozinho ou em família. Coisas que não dá para descrever, mas que foram sentidas e experimentadas.


Nesta época do ano, nossa fragilidade humana e nossa transitoriedade são acentuadas. Sabendo disso e de nosso temor pelas consequências de um mal feito, ou da incerteza do futuro, Jesus nos diz: "Eu fecho e ninguém abre, abro e ninguém fecha."


Ele está dizendo: Vou fechar. Nada de mágoa, nem de ficar voltando o DVD de sua vida para rever o que não foi bom e se lamentar de novo. Esqueça o que se foi. Eu já perdoei e joguei fora o código de entrada. Você não tem mais acesso. Ele diz: "Aspergirei água pura sobre vocês e ficarão puros" (Ez 36:25).


Mas Jesus também diz com Sua soberania: "Eu abro e ninguém fechará." Talvez você que está lendo este devocional esteja aguardando a transição de 31 de dezembro para 1º de janeiro para Deus começar a agir. Como se Ele tivesse engatilhado milhões de pedidos que serão acionados no primeiro minuto de 2015.


Acredite: agora mesmo Ele está Se movimentando. Primeiro fechando, tirando do alcance da nossa vista o que podia ter sido e não foi: desapontamentos, amargura e erros que cometemos. Em segundo lugar, Ele também diz: "Vejam, estou fazendo uma coisa nova! [...] Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo" (Is 43:19).


Pense agora em alguma coisa importante para o seu futuro: saúde, emprego, entrar na universidade, passar num concurso, encontrar um companheiro para a vida... Para qual dessas coisas gostaria de ver Jesus abrindo uma porta? Por que não Lhe confiar nossos sonhos e planos?

 

Adaptado da meditação matinal 2012 - CPB

comentários[0]

29

dez
2014

Em 2015 evite alimentos que aumentam o nível de estresse

 

 

Você certamente já escutou a frase "você é o que você come".
 
Certos alimentos aumentam a produção de radicais livres, causando danos para o corpo e para a mente, e variando o humor. Alguns produtos são moduladores hormonais, e podem afetar - e muito - o seu nível de estresse.
 
"Alimentos com gordura saturada, como industrializados, carnes gordurosas, óleos saturados e gorduras trans e até mesmo ômega-6, podem bloquear a atuação do ácido graxo, responsável por reforçar o bom humor", explica a nutricionista Paula Castilho, da Sabor Integral Consultoria em Nutrição.
 
O açúcar é outro vilão da calma e do bom humor. "Doces, sucos industrializados, refrigerante, bolos, e produtos feitos com açúcar refinado dão sensação de bem-estar momentâneo, mas depois, quando o sangue fica cheio dessa substância, aumenta o nível de estresse", conta Paula.
 
Outro grupo de alimentos que deve ser evitado é o dos carboidratos refinados, como farinha branca, que facilita a entrada do tripofano no cérebro. "Ele produz serotonina que nos faz sentir bem. Porém, o aumento de energia causado pela combinação de farinhas brancas e açúcares brancos é seguido por alterações de humor, o que pode causar irritação e agressividade", alerta. As comidas ricas em sódio também elevam o nível de estresse.
 
Isabel Andrade, nutricionista da Venutri, elaborou uma lista de alimentos que aumentam os níveis de estresse e ansiedade. Confira!
 
- Carboidratos Refinados - doces, pães, bolos, tortas, salgadinhos, produtos de padaria, suco em pó, refrigerante, açúcar;
 
- Gorduras Trans, Saturadas e Hidrogenadas - carne vermelha, gordura do frango, miúdos em geral, leite e derivados, frituras, chips, óleo de soja, pizza, sanduíches, carne de hambúrguer, chocolate diet, sorvete;
 
- Glutamato Monossódico (realça o sabor) - molhos prontos, temperos prontos, sopa industrializada, chips, molho shoyo, algumas marcas de sal,
 
- Bebida alcoólica em geral;
 
- Adoçantes Artificiais - ciclamato de sódio, sacarina sódica, aspartame, acessulfame-K. Estão presentes em produtos diet, light.
 
*Agradecimentos às nutricionistas Isabel Andrade (www.venutri.com.br) e Paula Castilho (www.saborintegral.com)
 
 
Fonte: Corpo a Corpo - Via Lake Villas

comentários[1]

28

dez
2014

De onde veio a expressão "salvo pelo gongo"

 

        gongo em indiana jones

Tudo indica que a expressão "salvo pelo gongo" tem origem nas lutas de boxe. Refere-se ao fato de um pugilista acuado, em desvantagem momentânea no combate, poder ser salvo pelo fim do assalto ou round. Tem alcance internacional: em inglês se diz saved by the bell, a versão mais difundida, embora também se encontre saved by the gong; em francês, sauvé par le gong; em espanhol, salvado por la campana.

 

Uma versão popular e desacreditada situa a origem da expressão no medo - fundado, aliás - que as pessoas tinham antigamente de serem enterradas vivas, o que, em casos extremos, levou à instalação de uma cordinha dentro dos caixões, por meio da qual o "ressuscitado" podia tocar uma sineta para avisar ao mundo que não estava morto.

 

Se de fato há registros históricos de tais engenhocas, a expressão "salvo pelo gongo" não aparece em nenhum deles, o que sugere estarmos diante de uma lenda. A origem pugilística, enquanto isso, faz todo o sentido. Esta fonte americana chega a situar com precisão a primeira vez que a expressão saved by the bell teria sido empregada, na notícia de um jornal de Massachusetts sobre uma luta, em 1893.

 

Lutas de boxe, como se sabe, são disputadas em diversos assaltos. Para delimitar cada um deles, soa o que no jargão do esporte se chama de gongo - e que na verdade é uma campainha, embora em português tenha prevalecido o nome do velho instrumento que aparece na foto ali em cima (numa cena de "Indiana Jones e o Templo da Perdição"). Isso acaba reforçando a hipótese da origem esportiva da expressão: dificilmente bell ("sino, campainha") seria traduzido como "gongo" (em inglês, gong, nome que também se dá à campainha do boxe) fora do vocabulário pugilístico.

 

No boxe profissional, cada assalto tem três minutos de duração e o intervalo entre eles é de um minuto. É comum que um pugilista que esteja levando uma surra, grogue, perto de ir a nocaute - o que determinaria o fim prematuro da luta -, seja "salvo pelo gongo". A campainha que anuncia o fim do assalto representa uma trégua. Há casos em que o lutador assim resgatado da beira do abismo se recupera no intervalo e chega a vencer a disputa.

 

Em sentido figurado, a expressão "salvo pelo gongo" costuma ser empregada quando alguém é retirado de uma situação difícil por uma providencial interferência externa.

 

Fonte: Revista Veja - http://migre.me/nLlWy

comentários[3]

28

dez
2014

2014 - O ano em que pagamos mico

 

Ao receber a Revista Veja desta semana, me chamou a atenção a manchete de capa. Confira aí

 

                                                      veja

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pagar mico!

 

O que é isso?

 

Qual a origem dessa expressão?

 

Vamos relembrar:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma brincadeira dos anos 1970 originou a expressão.


A expressão, usada quando alguém passa por um vexame, teria surgido junto com a popularidade do Mico-Preto, jogo que foi febre entre as crianças dos anos 1970.

 

Para quem não o conhece, trata-se de um baralho estampado com figuras de animais. Ganha quem acabar com suas cartas formando pares de macho e fêmea. Como apenas o mico não tem par, quem termina com ele na mão perde o jogo.

 

 

Eu particularmente brinquei muito com esse jogo.

 

Vamos procurar  em 2015 não pagar mico em nenhuma de nossas atividades. Esse é meu desejo para mim e para todos os meus leitores.

comentários[2]

26

dez
2014

5 sucos funcionais p/ recarregar entre o Natal e o Ano Novo

 


Sucos para ajudar o organismo (Foto: Getty Images)

 

Nas festas de fim de ano, é comum - e mais que justo - se permitir alguns exageros gastronômicos. Mas é sempre bom saber dosar. Por isso, preparamos uma série de sucos para regular o organismo entre a comilança do Natal e a festança do Ano Novo. "Esses sucos foram escolhidos já pensando que a pessoa vai sair um pouco da dieta, a fim de evitar que essa 'escapulida' comprometa os resultados que ela já vem conquistando com seu esforço", explica a nutricionista Flávia Cyfer



Já para evitar o estrago antes das festas, a dica da nutri Grabriela Zugliani é a seguinte: "ter à mão petiscos salgados sem glúten e sem lactose, frutas secas, barras de proteína, chocolate amargo ou receitinhas fit para ingerir nesses encontros. Ter controle na ingestão de álcool também - dar preferência à prosseco ou caipivodka com adoçante é uma boa saída. Intercalar com água ou água de coco pode ajudar!". Confira as receitinhas, separadas por dia:

 

Dia 26.12: Suco de limpeza intestinal ("Vai estimular uma lavagem intestinal e, ao mesmo tempo, vai nutrir as bactérias boas", explica Flávia)


1 mamão papaia
3 ameixas secas demolhadas da noite para o dia e a agua do remolho
1 colher de sopa de farinha de linhaça dourada
1 colher de sopa de biomassa de banana verde

Colocar as ameixas em 1 copo de agua e deixar da noite para o dia. No dia seguinte bater as ameixas com a agua e o restante dos ingredientes



Dia 27.12: Suco desintoxicante do fígado ("Vai dar um suporte para o fígado trabalhar melhor, eliminando as toxinas da bebida, da gordura e do açúcar, por exemplo", indica)


1 folha de couve
1 maçã
1 punhado de broto de trigo
¼ de limão com casca
1 pedaço de 3cm de gengibre
1 copo de chá branco gelado

 

Dia 28.12: Suco energizante ("Vai dar mais energia para os dias seguintes de festas", promete)


1 beterraba media crua
1 copo de suco de laranja
1 banana
1 tâmara seca
1 colher de sopa de chia



Dia 29.12: Suco antioxidante ("Tem como foco blindar o organismo dos radicais livres e das toxinas ingeridos durante a ceia")


1 tablete de açaí congelado orgânico (sem xarope de guaraná)
1 copo de suco de uva integral
1 colher de sopa de maquiberry seca
1 colher de sopa de gojiberry seca


Dia 30.12: Suco alcalinizante ("Vai equilibrar o pH sanguíneo, para que as células continuem funcionando perfeitamente e a desintoxicação aconteça de forma adequada")


1 pepino
1 folha de couve
½ limão
1 cenoura
1 copo de agua de coco
1 rodela grossa de abacaxi

 

Fonte: http://vogue.globo.com

comentários[0]

25

dez
2014

Como reaproveitar sobras da ceia de natal

 

Neste post vamos te ajudar a reaproveita as sobras da sua ceia de natal sem perder o glamour... são dicas simples mas muito importantes!!!

Tome nota!!!

 

 

Saladas


Para reaproveitar as sobras das nozes, amêndoas e frutas cristalizadas você pode fazer uma salada com creme de leite e a salada que preferir, pode ser alface, repolho, etc. O mix de doce com creme fica ótimo.



Frutas


Na hora de montar a mesa para a Ceia as frutas são indispensáveis, mas na hora de comer elas ficam mais como objeto de decoração, com tantas opções as frutas normalmente ficam pra última hora, para reaproveitá-las você pode fazer uma bela salada de frutas e aproveitar pra compensar os "excessos" da noite anterior.



Sanduíches


Em casos de sobras de Chester e Peru você pode desfiá-los e fazer um sanduíche personalizado com requeijão, coloque o pão francês no forno durante alguns minutos e prontinho, já está garantido um café da tarde maravilhoso.


Massas


Você pode fazer um espaguete ao óleo, com molho branco e vermelho e acrescentar o Chester ou outra carne da noite anterior juntamente com as ameixas secas, frutas cristalizadas, nozes e etc... Um luxo!

 

Que saber: use a sua criatividade, mas evite o desperdício.

 

Fonte: Adaptado de http://receitasnarede.com

comentários[1]

23

dez
2014

6 dicas úteis para você se manter bem em longas viagens

                                                         

                                                orebate-gilsonpontes.blogspot.com

Seja de avião, ônibus  ou navio, as viagens de fim de ano podem ser mais longas e demoradas, principalmente pela grande quantidade de pessoas que resolvem passar as férias longe de suas casas. Para garantir o bem estar e a diversão do passeio,  é importante tomar alguns cuidados antes e durante o trajeto, como manter a hidratação e ter uma alimentação leve. Pensando em proporcionar uma viagem longe das preocupações com a saúde, o clínico geral José Marcos Góis, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, da algumas dicas. Confira: 
 
1) Procure, mesmo sentado, fazer movimentos com as pernas e rotacionar tornozelos para evitar inchaços e dores nas pernas. Se puder, levante-se e faça alongamentos;
 
2) Alimente-se com moderação. Não embarque com a barriga cheia ou com fome e evite refeições pesadas antes da viagem, desta forma você diminui os riscos de enjoo;
 
3) Não deixe de se hidratar. O ideal é beber um copo de água a cada 1h para evitar a desidratação, que causa irritação, sonolência e reduz a pressão arterial;
 
4) Mantenha seus medicamentos habituais em um local de fácil acesso, como nécessaires, e informe para seus acompanhantes onde estão guardados. Em casos de crises e dores você terá facilidade para se medicar. Lembre-se que nenhum medicamento pode ser administrado sem orientação médica;
 
5) Se você sofre com doenças como hipertensão ou diabetes, avise a equipe responsável pela viagem ou seus acompanhantes. Caso você tenha alguma alteração, todos estarão preparados para eventuais emergências;
 
6) Se o  seu período longe de casa for longo, não deixe consultar seu médico e realizar um check up preventivo. Não corra riscos e aproveite os dias de descanso.
 
 
Fonte: Vila Mulher - Via Lake Villas

comentários[0]

22

dez
2014

Angústia e tristeza levam mulheres a comer mais chocolate

 

Voluntárias comeram mais depois de verem filme com emoções negativas.
Abuso foi maior entre mulheres de bem com a balança, alerta nutricionista.

 

 

 

O que antes era um senso comum a respeito do comportamento feminino em relação aos doces acaba de ganhar bases científicas, graças a um estudo desenvolvido pela USPde Ribeirão Preto(SP). Uma pesquisa de mestrado realizada este ano e recentemente divulgada pelo Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina concluiu que as mulheres estão mais propensas a comer alimentos de alto valor energético, como o chocolate, quando estão tristes ou angustiadas.

 

O trabalho também apontou que as mulheres com peso normal foram menos vigilantes aos abusos com as guloseimas do que aquelas acima do peso. Para as pesquisadoras envolvidas no estudo, as conclusões podem ajudar a orientar tratamentos nutricionais para crianças, jovens e adultos em geral, além de fazerem um alerta: podemos comer sem estar com fome dependendo do que estamos sentindo.

 

O estudo foi conduzido pela nutricionista Ana Carolina de Aguiar Moreira, autora do trabalho de mestrado, e sua orientadora, Rosa Wanda Diez Garcia, com a ajuda de 43 voluntárias. Estas tinham uma mesa repleta de alimentos, de suco de laranja sem açúcar a brigadeiro, para desfrutar à vontade após assistirem, em pequenos grupos e em dias distintos, a dois vídeos diferentes: um focado em emoções negativas e outro neutro.

 

De acordo com as pesquisadoras, quando expostas ao vídeo mais pessimista, com situações reais como discussão entre cônjuges, problemas no trânsito, dificuldade financeira e assédio sexual, as mulheres não só comeram mais como também preferiram o brigadeiro à uva.


"Tínhamos como hipótese que em uma sociedade onde temos muita disponibilidade de guloseimas o tempo todo as situações de tensão da vida cotidiana, preocupações, problemas podem fazer a pessoa comer. Se ela descobre que quando come tem um alívio, nossa hipótese é que essas emoções desse ambiente podem desencadear esse mecanismo: você come para sentir um certo alívio", afirma Rosa, que é professora  de Nutrição e Metabolismo na USP em Ribeirão.

 

O curioso é que as evidências mostraram que as emoções negativas surtiram menor influência sobre a quantidade de calorias ingeridas pelas mulheres com sobrepeso em relação às que estão dentro de uma faixa de peso normal. Ao final das sessões em que foi exibido o lado mais trágico e pessimista da vida, as 20 voluntárias de bem com a balança comeram 82% mais doces e tiveram um consumo energético total 51% maior do que quando viram o filme mais tranquilo - com cenas relacionadas a tarefas cotidianas como dormir, acordar e caminhar.

 

A refeição do outro grupo analisado, com 23 mulheres com sobrepeso, também ficou mais calórica após o filme angustiante, mas em menor proporção: elas consumiram 48% mais chocolate e tiveram um consumo energético total 39% maior do que quando foram induzidas a ficarem mais calmas. "As mulheres com peso normal consumiram mais, talvez porque sejam menos preocupadas com o peso e porque se sentiram mais livres para comer mais do que as mulheres com excesso de peso. Outra explicação é o limite que as mulheres com sobrepeso impõem, porque já consumiram mais que as outras em geral", diz.

 

Embora reconheça que cada pessoa possa ter uma reação diferente em relação às emoções, a docente acredita que o estudo possa orientar futuras abordagens a quem procura perder peso e aderir a um programa de reeducação alimentar. "Não podemos dizer que todo mundo recorra ao mesmo mecanismo da mesma maneira, mas devemos considerar isso em uma abordagem terapêutica. O grande ganho disso é tomarmos consciência de como nós funcionamos com alimentação. Muitas vezes comemos porque estamos com vontade, porque vimos uma propaganda que tem alguma coisa gostosa, mas muitas vezes não prestamos atenção se estamos ou não com fome", conclui.

 

A pesquisa apontou que as mulheres com peso normal foram menos vigilantes aos abusos com as guloseimas do que aquelas acima do peso.

comentários[1]

21

dez
2014

Ceia de Natal com alimentos funcionais

 

Os alimentos funcionais são aqueles que, além de nos fornecer energia, também oferecem algum benefício ao nosso organismo, como eliminar toxinas, prevenir problemas de saúde, etc. Nas festas de fim de ano, há vários deles, muitas vezes esquecidos pelas delícias mais calóricas. Fizemos uma pequena lista de alimentos funcionais bastante consumidos nessa época do ano e que você pode incluir na sua ceia de natal. Veja em quais alimentos você pode investir:
 
Romã
 
A romã, muito consumida no Natal e Réveillon, tem alta quantidade de flavonóides e vitamina C, o que a torna altamente antioxidante, combatendo os radicais livres e envelhecimento precoce.
 
Pesquisas mostram que ela tem 3 vezes mais antioxidantes que o vinho e o chá-verde. Quem não gosta da fruta pura, pode usá-la para fazer suco, misturando a outros ingredientes, como laranja e couve, por exemplo.
 
Lentilha
 
Há inúmeros motivos para aderir à simpatia da lentilha no final do ano. Ela é rica em ferro, que previne a anemia, e proteína, que ajuda na manutenção dos músculos. A lentilha também é fonte de fibras, o que ajuda o intestino a funcionar melhor. Além disso, ela é responsável por aumentar as defesas do organismo, graças a um aminoácido chamado arginina. Na hora de prepará-la, evite adicionar linguiça ou bacon, para não aumentar a quantidade de gorduras e calorias do prato.
 
Damasco
 
Juntamente às frutas secas, o damasco é um dos queridinhos do Natal. Ele possui propriedades antioxidantes, é rico em vitamina A e betacaroteno. Além disso, por ser fonte de carotenóides, ajuda a prevenir o câncer. O damasco também tem propriedades laxativas, por isso precisa ser consumido com moderação. No estado seco, ele é bem mais calórico; 100 g contêm 250 calorias. Já a fruta natural contém 35 calorias.
 
Oleaginosas
 
Elas são ricas em gorduras boas e diversos minerais, como selênio e manganês, resveratrol e vitamina E, que blindam o sistema cardiovascular e regulam a pressão. As castanhas em geral estariam extremamente liberadas se não fosse a grande quantidade de calorias. Um punhado por dia já é suficiente.
 
Chocolate
 
Ele mesmo! Apesar de ser calórico, o chocolate possui inúmeros benefícios, como prevenção de doenças cardiovasculares e ação antioxidante. A ideia é substituir a versão ao leite pelo chocolate meio amargo, que é mais rico em cacau e tem menos açúcar. Consuma pelo menos 30g por dia.
 
 
Fonte: Mais Equilíbrio - via Lake Villas

comentários[0]

19

dez
2014

Por que perdemos o bronzeado?

 

1. Nas camadas mais profundas da epiderme (a parte mais "externa" da pele), existem células especializadas chamadas melanócitos. São elas que produzem um pigmento conhecido como melanina, que dá nossa cor natural. Quanto mais melanócitos você tem naturalmente, mais escura é sua pele.

 

MUNDOESTRANHO-134-50-620

 

2. A intensa exposição ao sol ativa mecanismos de defesa do corpo. Um deles é aquele tom vermelho e ardido - sinal de que houve a inflamação da pele. Outro é o aumento da produção de melanina para que o pigmento absorva a radiação nociva e a impeça de atingir camadas mais profundas. Surge o bronzeado!

 

3. A pele, porém, se renova constantemente - todas as células são trocadas num prazo entre 30 e 90 dias (mesmo que você não tome sol). As células com a melanina do bronzeado migram da camada mais profunda para a mais superficial e naturalmente descamam (eliminando, consigo, o pigmento).

 

4. Normalmente, esse processo não é visível a olho nu. Mas, como a radiação solar também aumenta o total de células superficiais que morrem, a descamação fica mais evidente (é quando você fica "descascando"). Uma dica: ingerir alimentos como mamão, cenoura, abóbora, salsa e manga intensificam o bronze.

 

CURIOSIDADES:

- Evite o sol entre 10 e 16 horas. Sempre que possível, use bloqueador solar. A exposição excessiva pode causa câncer de pele;

- Nossa "marca de sunga" permanece mesmo sem tomarmos sol porque a eliminação total das células com melanina é demorada.

 

CONSULTORIA: Alexandre Filippo, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, Claudia Sá, dermatologista, Ediléia Bagatin, professora do departamento de dermatologia da Unifesp, e Gabriela Casabona, dermatologista do Hospital Samaritano de São Paulo. Via Mundo Estranho.

comentários[1]

18

dez
2014

Óculos de sol ruins causam danos graves aos olhos; entenda

 

agenciaradarjornalistico.blogspot.com

 

O verão começa no próximo dia 21. Durante a estação, com dias mais quentes e maior exposição ao sol, os cuidados com a saúde, principalmente com os olhos, devem aumentar. Os raios ultravioleta (UVB) estão mais agressivos nesta época do ano, quando os riscos de queimaduras, irritações na córnea e doenças infecciosas também são maiores.
 
Segundo Marcus Sáfady, presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, a exposição prolongada aos raios solares, sem proteção adequada, pode acarretar a ceratite actínica e o pterígio. "A ceratite actínica é uma inflamação na córnea, que costuma ocorrer em pacientes expostos de 6 a 12 horas ao sol. Os sintomas são vermelhidão, dor na região e sensação de areia. O tratamento é feito com aplicação de soro fisiológico.
 
Alteração na membrana que recobre o olho, o pterígio é resultado de anos de exposição ao sol e poeira. A doença é caracterizada pelo crescimento de uma massa vermelha na direção da córnea, causando desconforto. Com os sintomas, deve-se procurar um oftalmologista para indicação de colírio adequado e, nos casos mais graves, do procedimento cirúrgico", saslientou Sáfady.
 
Para evitar problemas com os olhos, ele recomenda uso de bonés e óculos escuros de qualidade, com proteção contra radiação UVA e UVB, que em excesso podem causar danos irreversíveis. "O filtro UV protege a visão dos raios solares. As lentes escuras de qualidade duvidosa são ainda mais perigosas, pois, ao utilizá-las, a pupila do paciente dilata, permitindo a entrada de uma quantidade maior de radiação. O uso prolongado dessas lentes pode causar catarata", explicou.
 
A conjuntivite também é bastante comum no verão, pois a bactéria transmissora prolifera principalmente em altas temperaturas. A inflamação, que tem os mesmos sintomas da ceratite actínica, é contagiosa e causada pela água do mar contaminada, excesso ou falta de cloro na em piscinas. O tratamento é com aplicação de água filtrada ou soro fisiológico. Recomenda-se evitar locais com alta concentração de pessoas.
 
De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, qualquer tratamento deve ser prescrito por um oftalmologista. Acrescentou que medicamentos, como pomadas e colírios, não devem ser utilizados sem prescrição médica.
 
 
Fonte: Agência Brasil / Terra - via Lake Villas

comentários[0]

Clima Tempo