Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

28

nov
2010

Consciência verde


Trunfos para incentivar o consumidor a colaborar com o meio ambiente

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Cento e quarenta mil toneladas de lixo por dia. Eis a quantidade média de resíduos produzida no Brasil. Somente 12% desse total é reciclado. Na Europa e nos Estados Unidos, essa porcentagem sobe para a casa dos 40%.



É por isso que muita gente está adotando uma nova postura: ser verde - o que não tem nada a ver com a escolha do time de futebol. Pelo contrário. Sem distinção de classe, idade, raça ou credo, o termo designa pessoas conscientes. Gente preocupada com o meio ambiente e que faz tudo a seu alcance para protegê-lo. O "consumidor verde" é uma realidade também para algumas empresas, que estão adotando uma nova e saudável prática de crescimento.


Entre elas está o Grupo Pão de Açúcar. A empresa lançou a primeira loja verde da América Latina em 2008. Nela, tudo é pensado para a preservação do ambiente, da escolha do terreno para a construção da loja até sua sustentabilidade. O planejamento prevê a economia de água, de energia e o aproveitamento de resíduos, que dispensa a necessidade de descartar o lixo em aterros. Programas de reciclagem, sacolas retornáveis e treinamento de equipe especialmente voltada para o meio ambiente também fazem parte do projeto.


Mas não é só por esse motivo que a loja está fazendo sucesso entre os consumidores. Alguns projetos do Grupo começaram a ser rascunhados há muito tempo, na incansável busca do desenvolvimento sustentável - unindo crescimento econômico, inclusão social e proteção à natureza. Foi então que, em meados de 2000, o Projeto de Reciclagem começou a tomar forma. As dez primeiras estações foram implantadas no ano seguinte.


As unidades de reciclagem Pão de Açúcar Unilever - presentes em diversas lojas Pão de Açúcar e Extra -, onde se depositam os resíduos (papel, plástico, metal e vidro), foram desenvolvidas com material reciclado. Nas redes CompreBem há uma exclusividade: até o óleo de cozinha usado é reciclado. "Orientamos os consumidores para depois de utilizar o óleo, em vez de jogá-lo na pia, depositar em uma garrafa pet e levar ao CompreBem para ser doado para uma cooperativa", explica Cristiane Macedo, gerente de Responsabilidade Sócio-Ambiental do Grupo Pão de Açúcar. "A cooperativa revende o óleo para uma indústria que produz biocombustível, e a renda do material reciclado reverte para os seus funcionários."


 

Para completar o ciclo, o Grupo lançou também o Caixa Verde, um programa de reciclagem voluntária que funciona da seguinte maneira: quem quiser contribuir deposita as embalagens que não quer levar para casa no Caixa Verde. São caixinhas de pasta de dentes, de cereais, de gelatina e outros produtos que podem ficar ali, para serem diretamente reciclados.


Um agente de cada estação faz a pré-triagem e encaminha os materiais para as cooperativas, que, novamente, revertem a renda para os cooperados. "Temos intenção de trabalhar a reciclagem de todos os materiais em todas as nossas bandeiras", revela Cristiane Macedo. A idéia é conscientizar os clientes, já que todas as doações são voluntárias. "O consumidor ajuda na inclusão social, gerando renda para as cooperativas."


 

Para cada tonelada de papel reciclado, são preservadas de 15 a 20 árvores e há economia de 50% de energia elétrica, 10 mil m³ de água e 2,5 barris de petróleo. A tonelada do plástico reciclado economiza 130 quilos de petróleo. Talvez haja algo que nós, simples consumidores, possamos fazer para mudar - nem que seja nosso próprio estilo de vida.


 

Redação Custom Editora


Envie para um amigo

Deixe seu comentário

1

dez
2010

Bárbara Soares

Com certeza a palavra da vez é Sustentabilidade. Neste ano, eu e meu grupo, resolvemos fazer o trabalho da feira cultural envolvendo esse assunto. No trabalho nós fizemos a 'casa sustentável' de forma que reduzisse os gastos e a poluição. As pessoas realmente se interessam. Colocamos idéias como: 1)Telhado verde, que regula a temperatura da casa. 2) Fossa séptica, pra evitar o contato do esgoto da casa com os rios.Assim a agua ja é filtrada na própria casa e usada na irrigação do jardim, tambem pra lavar calçada. 3)Aquecedor solar, o gasto com energia seria mínimo. Acho que se cada um tomasse uma postura a favor da sustentabilidade, seria tudo muito melhor!

30

nov
2010

Marlon

se todo mundo tivesse conciencia nao era preciso ficar dando esses alertas!!

29

nov
2010

douglas milbratz

eu acho que o governo deveria fazer umas regras com esse materiais reciclados. Como: deveria ter uma porcentagem de mistura nos produtos como o plastico tem muitas empresa que só ultiliza matéria prima nova. Nao deveria acontecer.Também o governo tem uma culpa nisso pois hoje a materia prima nova tá muito barata e a reciclagem se torna muito cara com encargos com mão de obra e impostos que cobrem mais da metade do preço da matéria prima reciclada. Com isso de torna mais cara e preferem a materia prima nova que vem de outros países com a importação,e falam em reciclar mais eles não pensam que a reciclagem custa também. Com bem menos impacto com a natureza. comsumindo menos energia e menos recursos não renovaveis

Clima Tempo