Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

27

set
2011

Açafrão: antigo e caro


O mais caro tempero do mundo é o açafrão, que chega a custar 7 dólares o grama. Isso acontece porque ele é difícil de obter: meio milhão de flores geram apenas 1 quilo de estigmas, aqueles fiozinhos avermelhados que tingem diversos pratos. Muito antigo, foi usado por egípcios, fenícios, gregos, romanos e árabes. O açafrão também foi o ingrediente mais falsificado da história, segundo Rosa Nepomuceno em Viagem ao Fabuloso Mundo das Especiarias (José Olympio): "Os estigmas podem ser, por exemplo, os das flores da arnica ou de um tipo de margarida ou ainda do cártamo, chamado de açafroa, usado de longa data por egípcios e chineses para tingir tecidos e fazer remédios".


Fonte: Aventuras na História

comentários[3]

11

mai
2011

Aula sobre o setor de energia

Aí do tercierão, já está disponível o downloads da aula sobre o Setor de enrgia. É so baixar e estudar.

comentários[0]

12

mar
2011

Terceirão - aulas de História

 Olá galera,

Já está disponível em downloads as aulas sobre a Era Vargas e o Populismo na América Latina.

Bom estudo, a prova é dia 23 de março.

comentários[0]

3

mar
2011

Terceirão - Trabalho: Biomas Brasileiros



Dados mínimos que deverão constar na apresentação dos trabalhos sobre os Biomas:

- Localização.
- Características gerais: vegetação, flora, fauna, clima predominante.
- Atividades econômicas desenvolvidas.

comentários[0]

10

fev
2011

Estrutura geológica e relevo

Alô galera do terceirão do CADI, já está a dosposição o downloads da aula do dio 09. É só baixar e estudar.

comentários[1]

23

nov
2010

Novo Enem será aplicado em 15 de dezembro, informa Inep


Número de alunos com direito à nova prova é de 2.817, segundo instituto.
Inep emitiu nota oficial com as informações nesta terça.

Fábio Tito Do G1, em Brasília


Enem prova amarela
Prova amarela do Enem, que teve unidades com
erro de impressão (Foto: Reprodução/TV Globo)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou em nota oficial nesta terça-feira (23) que o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado às 13h de 15 de dezembro, uma quarta-feira. Serão reaplicadas apenas as provas de ciências humanas e ciências da natureza.


De acordo com a assessoria do Ministério da Educação, a quarta-feira, 15, foi escolhida para evitar coincidência com datas de vestibulares. Mesmo assim, o exame ocorrerá em dia de provas, por exemplo, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), no período de 14 a 17 de dezembro, e da Universidade Federal do Piauí (UFPI), de 12 a 15 de dezembro.


Segundo o texto da nota do Inep, somente os alunos identificados como prejudicados por erros de impressão nas provas aplicadas no dia 6 de novembro terão direito ao novo exame. Até o momento, o convênio Cespe-Cesgranrio identificou 2.817 estudantes que se enquadram nessa condição.


As duas instituições, responsáveis pela realização do Enem, levantaram os nomes por meio da análise das atas dos locais de prova. A nota oficial informa que o trabalho de análise e reanálise desses documentos ainda não terminou.


O Inep informa ainda que esses alunos serão comunicados por e-mail, mensagem SMS e telefone, e receberão um novo cartão de confirmação da inscrição com o local onde devem se apresentar.


Leia a íntegra da nota do Inep:

"O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira comunica que as novas provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, para os alunos que foram prejudicados por erros de impressão nas provas realizadas no dia 6 de novembro passado, serão realizadas no próximo dia 15 de dezembro às 13 horas.


Informa ainda que segue o trabalho de análise e reanálise das 116.626 atas dos locais de prova, com o objetivo de identificar os estudantes que, por algum motivo, não tenham substituído as provas com problemas de impressão. Foram identificados, até o momento, 2.817 estudantes, menos de 0,1% do total.


O INEP informa ainda que os alunos identificados serão comunicados pelos meios habituais (e-mail, sms, e telefone). Também receberão um novo cartão de confirmação de inscrição com o local onde devem se apresentar.


Estes estudantes receberão declaração de comparecimento para justificar eventual ausência do ponto de trabalho após a prova.


As normas de segurança do edital do ENEM-2010 são as mesmas para a realização desta nova prova, ou seja, os alunos devem se apresentar com uma hora de antecedência no local da prova, portando o novo cartão de inscrição (que estará disponível no portal do INEP) e um documento de identidade com foto, além de caneta esferográfica preta."




comentários[3]

8

nov
2010

Enem cancelado.

A Justiça Federal do Ceará aceitou pedido de liminar do Ministério Público Federal do estado nesta segunda-feira (8), que pede a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010. A juíza da 7ª Vara Federal, Karla de Almeida Miranda Maia, aceitou a argumentação de ação civil pública do MPF, que afirma que erros no exame causaram prejuízo para os candidatos. A decisão tem efeito em todo o Brasil. Cabe recurso.


O Enem 2010 foi aplicado neste fim de semana, em todo o país. No sábado, estudantes reclamaram de erros na folha de respostas e na prova amarela. O Ministério da Educação (MEC) já admitiu as falhas.


A decisão da Justiça cita erros de impressão no cartão de respostas e nas provas amarelas, além de erros na aplicação da prova, como o caso de um repórter que entrou com um celular na sala de provas.


"A disponibilização de requerimento àqueles estudantes prejudicados pela prova correspondente ao caderno amarelo, e a intenção de realizar provas apenas para os que reclamarem administrativamente não resolve o problema. Novas provas poriam em desigualdade todos os candidatos remanescentes. Do mesmo modo, novas provas não solucionaram o problema da segurança na aplicação do exame", diz trecho da decisão.


Veja a reportagem completa: G1

 

comentários[7]

8

nov
2010

Enem: de novo não! Ameaça de cancelamento


Defensoria pode entrar com uma ação coletiva em nome dos prejudicados.
Para o órgão, as medidas tomadas pelo MEC até o momento foram falhas.

 

A Defensoria Pública da União (DPU) informou nesta segunda-feira (8) que vai recomendar ao Ministério da Educação (MEC) que o Exame Nacional do Ensino Médio seja anulado e que uma nova data seja marcada. Caso o ministério não acate a recomendação, a DPU deve entrar com uma ação coletiva em nome dos prejudicados, pedindo que a prova seja anulada.

 

Segundo a Defensoria, as medidas tomadas pelo MEC até o momento foram falhas, pois não é possível constatar em que ponto os estudantes se deram conta do erro ao preencher o cartão de respostas. A correção invertida do cartão não resolveria o problema caso alguém só tenha se dado conta do erro no meio do preenchimento.

 

A Defensoria já divulgou um e-mail, para o qual os prejudicados devem encaminhar nome, local da prova, falhas encontradas e orientação do fiscal quando o erro foi relatado. O endereço é enem2010@dpu.gov.br. As informações serão úteis caso a DPU resolva de fato entrar com a ação coletiva.

comentários[2]

5

nov
2010

Enem - é proibido levar para a prova


A Justiça Federal do Espírito Santo decidiu nesta sexta-feira (5) que a proibição do uso de relógio, lápis, borracha e apontador deve ser mantida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ação civil pública do Ministério Público Federal do estado pedia a liberação do uso.


Segundo a decisão, não há qualquer ilegalidade na proibição do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Procurado, o MPF afirmou que ainda não teve acesso à decisão da Justiça Federal.


Em nota na quinta-feira (4), o Inep disse que estava convencido de que a proibição do uso de relógio iria garantir a segurança das provas. O Enem será realizado no sábado (6) e no domingo (7).


A ação do procurador da República André Pimentel Filho, da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, foi ajuizada na Justiça Federal do Espírito Santo, no início da tarde de quinta-feira (4).


Segundo o MPF, o procurador queria que a Justiça anulasse, inicialmente em caráter liminar, os trechos da cláusula do edital que tratam da proibição do uso de relógio analógico, lápis, borracha e apontador. Para o procurador, não era razoável proibir o uso dos itens.


De acordo com o Inep, o tempo será controlado por um sinal sonoro na abertura da prova, um aviso oral quando faltar meia hora para o término do tempo e outro sinal sonoro ao final. O aluno pode ainda perguntar o horário aos fiscais.


comentários[1]

3

nov
2010

Enem - A questão nuclear iraniana


Esse tema vai cair com certeza.

Em 17 de maio, Brasil, Turquia e Irã divulgaram acordo para a troca de 1200 quilos de urânio levemente enriquecido por 120 quilos de urânio a 20%. Celebrada pela diplomacia brasileira, a negociação foi desautorizada em poucas horas pela comunidade internacional, certa de que o esforço iraniano encobre seu real objetivo de construir a bomba e escapar às sanções econômicas
.

Lei e estude esse excelente material preparado pela: Veja

comentários[1]

2

nov
2010

Censo - um bom tema para o Enem

A importância do censo

O Censo é a mais completa fonte de informação de que o país dispõe para conhecer as condições de vida da população nas áreas urbanas e rurais dos atuais 5.565 municípios.
O primeiro Censo foi realizado em 1872 e revelou que o Brasil da época do Império tinha 10.112.061 habitantes. Iniciamos o século 20 com 17.318.556 habitantes (1900) e encerramos o século com 169.799.170 habitantes (2000).

O Censo de 1910 contou 23.414.177 habitantes e investigou a origem dos imigrantes, a cor e a raça da nossa população predominantemente rural, que crescia 3% ao ano. Apenas seis cidades tinham mais de 100 mil habitantes.

O Rio de Janeiro era a maior cidade (870.475), seguida por São Paulo, com 346.410.
Um século depois, o Censo de 2010 recenseará mais de 190 milhões de habitantes. Estudará o destino dos brasileiros emigrantes e revelará a redução da mortalidade infantil e da fecundidade.
Mostrará o aumento da longevidade, o peso da população idosa e o número de pessoas com mais de cem anos numa população predominantemente urbana, que cresce 1,5% ao ano.
Atualmente, há 273 municípios com mais de 100 mil habitantes e 14 municípios com mais de 1 milhão de habitantes.


Um século depois, o Censo de 2010 recenseará mais de 190 milhões de habitantes. Estudará o destino dos brasileiros emigrantes e revelará a redução da mortalidade infantil e da fecundidade.


Os Censos mostram a evolução da população municipal e a estrutura etária dessa população; o nível de educação, saúde, emprego e renda; deficiência visual, auditiva e locomotora; condições de habitação e acesso a serviços públicos de saneamento, água potável, energia elétrica, telefonia e internet.

O Censo verificará a existência de calçamento, iluminação pública, esgoto a céu aberto, depósito de lixo próximo a cada rua.

O IBGE pesquisará questões novas sobre etnia e língua falada pelos indígenas; religião; posse de documento de registro de nascimento; emigração internacional; tempo gasto com o deslocamento para o local de trabalho e estudo e acesso a programas sociais de transferência de renda.

Os Censos definirão novos parâmetros para distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e definição do número de vereadores e deputados.
Todos os 314 mil setores censitários, que representam áreas de trabalho de cada recenseador, estão georreferenciados e registrados em mapas digitais.

A cartografia censitária digital foi desenvolvida com software próprio (Geobase) de georreferenciamento de todos os trechos urbanos (quadras, logradouros e faces de ruas) dos 4.005 municípios com menos de 20 mil habitantes. Para os demais 1.560 municípios, o IBGE também usou informações de empresas de roteamento e prefeituras.



Mostrará o aumento da longevidade, o peso da população idosa e o número de pessoas com mais de cem anos numa população predominantemente urbana, que cresce 1,5% ao ano. Atualmente, há 273 municípios com mais de 100 mil habitantes e 14 municípios com mais de 1 milhão de habitantes.



Todos os 314 mil setores censitários, que representam áreas de trabalho de cada recenseador, estão georreferenciados e registrados em mapas digitais.

A cartografia censitária digital foi desenvolvida com software próprio (Geobase) de georreferenciamento de todos os trechos urbanos (quadras, logradouros e faces de ruas) dos 4.005 municípios com menos de 20 mil habitantes. Para os demais 1.560 municípios, o IBGE também usou informações de empresas de roteamento e prefeituras.

comentários[1]

1

nov
2010

Enem - proibido ...

Os estudantes inscritos no Enem de 2010 não poderão usar lápis, borracha e lapiseira. Somente caneta de cor preta. Também estão vetados relógios e calculadoras, além de livros, manuais, agendas eletrônicas, pagers, celulares, mp3 ou qualquer coisa do gênero.


comentários[0]

Clima Tempo