Portal da Educao Adventista

*Professor Genivaldo *

2

jan
2017

Crocodilo morde turista que fazia selfie na Tailândia

 

Autoridades tailandesas transportam a francesa Muriel Benetulier, atacada por um crocodilo enquanto fazia um selfie no parque nacional Khao Yai

Autoridades tailandesas transportam a francesa Muriel Benetulier, atacada por um crocodilo enquanto fazia um selfie no parque nacional Khao Yai

 

Um crocodilo selvagem mordeu no domingo (1º) uma turista francesa que tentava fazer um selfie junto ao perigoso animal em um grande parque nacional tailandês ao norte de Bancoc.

 

"Quis fazer um selfie com o crocodilo que descansava no rio", disse um funcionário do parque Khao Yai, que pediu o anonimato.

 

O animal "foi surpreendido e a mordeu na perna", acrescentou.

 

A vítima chamada Muriel Benetulier foi levada ao hospital, mas está fora de perigo.

 

Meios de comunicação locais publicaram várias fotografias que mostram guardas florestais transportando em uma maca a turista, que estava com o joelho enfaixado.

 

Também divulgaram imagens do rio tingido de vermelho devido ao sangue, diante de uma placa que alertava que a área era perigosa.

 

"Nesta área do parque há um sinal que indica que aqui vive um crocodilo e que as pessoas podem observá-lo a partir da plataforma, mas suponho que ela quis vê-lo mais de perto", acrescentou o funcionário.

 

Antigamente, os crocodilos eram onipresentes no sudeste da Ásia, mas a sua presença foi reduzida drasticamente devido à caça e à destruição do seu habitat natural.

 

Fonte: UOL - http://zip.net/bftBwK

comentários[0]

2

nov
2016

Faça a diferença

À semelhança de um barco sem rumo no grande oceano, milhares de pessoas não sabem para onde ir, nem o que fazer

Havia um escritor que morava numa praia tranquila, perto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para buscar inspiração e à tarde ele ficava em casa escrevendo. Certo dia, caminhando pela praia, ele viu, a certa distância, um vulto que parecia estar dançando. Ao se aproximar, percebeu que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano.

– Por que você está fazendo isso? – perguntou ele ao jovem.

– Você não vê? – respondeu o jovem. – A maré está em baixa e o sol está brilhando. Essas estrelas-do-mar irão secar e morrer se ficarem na areia. Portanto, eu preciso fazer alguma coisa!

– Mas, meu jovem – disse o escritor, – existem milhares dessas estrelas espalhadas pela praia. Que diferença faz você jogar algumas poucas de volta no oceano? As que não forem jogadas vão morrer de qualquer forma. O jovem recolheu mais uma estrela da areia e jogou de volta no oceano. E olhando para o escritor, ele disse: “Para essa aqui, isso faz toda a diferença!”

Aquele escritor nunca refletiu tanto! À noite, ele não conseguiu escrever e muito menos dormir. Pela manhã, ele voltou à praia, procurou aquele jovem, se uniu a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas de volta no oceano.

Os tempos modernos dão prova de que vivemos em uma sociedade marcada pelas crises e desencontros. As ruas e avenidas das metrópoles e também das pequenas cidades estão cheias de pessoas que, à semelhança de um barco sem rumo no grande oceano, não sabem para onde ir, nem o que fazer. E isso aos milhões! Suas necessidades e angústias, cada vez mais crescentes, são evidência da impotência humana diante desse quadro.

Em meio a esse caos, é necessário que alguém tome a iniciativa de ajudar. Obviamente, não se trata de assistência social paternalista, até porque as maiores necessidades das pessoas transcendem as questões materiais. Em todos os segmentos sociais, as pessoas carregam dramas que estão além dos olhos humanos. Isso ocorre no lar, na empresa, nas instituições, nas igrejas.

Dessas pessoas, muitas gostariam apenas de ouvir uma palavra de ânimo e encorajamento. Outras, talvez, estejam precisando de alguém que as valorize naquilo que fazem. Outras, ainda, por terem sido tão bombardeadas na vida, talvez estejam necessitando reconquistar a confiança própria. Enfim, são milhares dessas estrelas-do-mar que estão espalhadas ao longo da areia da praia.

Caso alguém não as tome nos braços da simpatia, da afetividade e do calor humano para devolvê-las ao oceano, elas morrerão. Olhe ao seu redor. Você consegue ver quantas pessoas estão nessa condição? Talvez, até você mesmo esteja assim. Sabe, é preciso que algo seja feito. Ah! Mas é tanta gente! Não desanime!

Você precisa fazer a diferença para alguém. Há muitas maneiras de fazê-lo: seja compartilhando alguma coisa com alguém que, em razão da crise, acabou de perder o emprego; mandando uma mensagem (Face, WhatsApp, e-mail) de incentivo para alguém em desespero; doando algo material para um necessitado; visitando um enfermo; demonstrando solidariedade a uma pessoa enlutada; enfim… São vários os meios. Lembre-se das palavras do maior Mestre de todos os tempos, Jesus Cristo: “Em verdade vos afirmo que, sempre que o fizestes a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes” (Mateus 25:40).

Hoje, em algum lugar, você poderá fazer a diferença para alguém.

Pense nisso!

Nerivan Silva é editor associado da revista Vida e Saúde

comentários[0]

31

dez
2015

2016 - quase lá

 

Jesus Tem as Chaves


Estas são as palavras dAquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que Ele abre ninguém pode fechar, e o que Ele fecha ninguém pode abrir. Apocalipse 3:7


A poucas horas do fim do ano, caem bem as palavras de Fernando Pessoa, quando diz:


"De tudo ficam três coisas: / A certeza de que estamos sempre começando, / A certeza de que precisamos continuar, / A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar. / Portanto, devemos fazer da interrupção um caminho novo, / Da queda, um passo de dança, do medo uma escada, / Do sonho uma ponte, da procura um encontro."


Sem dúvida, ao olhar para trás, temos um sentimento de gratidão por tudo de bom que aconteceu conosco. As vitórias conseguidas sozinho ou em família. Coisas que não dá para descrever, mas que foram sentidas e experimentadas.


Nesta época do ano, nossa fragilidade humana e nossa transitoriedade são acentuadas. Sabendo disso e de nosso temor pelas consequências de um mal feito, ou da incerteza do futuro, Jesus nos diz: "Eu fecho e ninguém abre, abro e ninguém fecha."


Ele está dizendo: Vou fechar. Nada de mágoa, nem de ficar voltando o DVD de sua vida para rever o que não foi bom e se lamentar de novo. Esqueça o que se foi. Eu já perdoei e joguei fora o código de entrada. Você não tem mais acesso. Ele diz: "Aspergirei água pura sobre vocês e ficarão puros" (Ez 36:25).


Mas Jesus também diz com Sua soberania: "Eu abro e ninguém fechará." Talvez você que está lendo este devocional esteja aguardando a transição de 31 de dezembro para 1º de janeiro para Deus começar a agir. Como se Ele tivesse engatilhado milhões de pedidos que serão acionados no primeiro minuto de 2016.


Acredite: agora mesmo Ele está Se movimentando. Primeiro fechando, tirando do alcance da nossa vista o que podia ter sido e não foi: desapontamentos, amargura e erros que cometemos. Em segundo lugar, Ele também diz: "Vejam, estou fazendo uma coisa nova! [...] Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo" (Is 43:19).


Pense agora em alguma coisa importante para o seu futuro: saúde, emprego, entrar na universidade, passar num concurso, encontrar um companheiro para a vida... Para qual dessas coisas gostaria de ver Jesus abrindo uma porta? Por que não Lhe confiar nossos sonhos e planos?

 

Adaptado da meditação matinal 2012 - CPB

comentários[0]

25

out
2015

Por que a adolescência é uma fase tão difícil?

 

AdolescênciaIlustra: Werllen Holanda

 

Porque é uma fase de mudanças físicas, psicológicas e sociais. Essa etapa marca exatamente a transição da infância para a idade adulta - segundo a Organização Mundial de Saúde, a adolescência começa aos 10 e termina aos 20 anos. Durante esse período, o corpo muda e as ideias também. Como é tudo ao mesmo tempo, é normal que aconteçam conflitos internos e externos. Segundo a psiquiatra e psicanalista Helena Masseo de Castro, a sensação de dificuldade não pode ser considerada como regra, pois cada indivíduo tem uma experiência única de vida. "Nas famílias em que há diálogo, conversa, intimidade, carinho e confiança, a adolescência é mais leve, pois o amor entre pais e filhos é a base do amor-próprio, da autoestima", afirma. Além disso, vale lembrar que pessoas de classes sociais mais baixas podem ter problemas de adulto nessa fase, que se sobrepõem às questões da adolescência.

 

A MENTE

O período de indefinição entre criança e adulto gera alguns enfrentamentos psicológicos, como a perda da proteção dos pais, a necessidade de desenvolvimento da autonomia e a construção de uma identidade, inclusive a sexual. Tudo isso acarreta em novas emoções, percepções e reflexões

 

OS PAIS

Os progenitores perdem a característica de benfeitores e viram educadores, fontes de ordens, tarefas e exigências. Essa transformação pode ser encarada com contrariedade pelo filho, que no fundo gostaria de continuar sendo mimado. O adolescente também passa a enxergar as imperfeições dos pais, antes vistos como heróis. Daí pode surgir certa decepção

 

O COMPORTAMENTO

Com a capacidade de raciocínio mais desenvolvida, o adolescente ganha novas responsabilidades e papéis, tornando-se um novo ser social. Em casa, a hora de lazer pode se transformar em tarefas adultas, como cuidar do irmão. Na escola, é preciso escolher sua futura carreira. Na sociedade, há de se conquistar um emprego. Nos relacionamentos, é preciso buscar parceiros (as)

 

O CORPO

As transformações físicas e biológicas mantêm o adolescente em crescimento até a idade de 16 a 19 anos. Nessa fase ocorre também a puberdade, ou seja, o amadurecimento sexual. Nas meninas, entre 10 e 14 anos, inicia-se a formação de quadris e o crescimento dos seios, mamilos e pelos pubianos. Nos rapazes, dos 12 aos 16, surgem os pelos pubianos e aumentam o escroto e o pênis

 

O METABOLISMO

A ação dos hormônios se altera completamente. A glândula pituitária, no cérebro, secreta novos tipos que agem sobre os órgãos sexuais. Nos meninos, o folículo-estimulante promove a produção de células responsáveis pelos espermatozoides, e a testosterona conduz o surgimento de características típicas masculinas. Nas meninas, há a produção de estrogênio, que leva ao desenvolvimento dos seios e pelos pubianos, e da progesterona, reguladora do ciclo menstrual

 

A INVENÇÃO DA ADOLESCÊNCIA

Os adolescentes só surgiram há cerca de 70 anos. Até o século 19, a sociedade não concebia a ideia de uma fase transitória. Naquela época, o indivíduo deixava de ser criança entre 10 e 14 anos e passava à vida adulta. De um dia para o outro, começava a imitar o jeito de vestir e falar dos adultos, além de adquirir as mesmas obrigações e gostos. Quem criou o termo "adolescente" foi o psiquiatra Granville Stanley Hall, em 1898. Entretanto, a palavra pegou mesmo após a 2ª Guerra, quando nasceu o rock 'n' roll e a revolução cultural que afetou somente os mais jovens

 

FONTE Livro A Criação da Juventude - Mundo Estranho

comentários[14]

31

dez
2014

Você vai comemorar a virada do ano na hora certa?

 

Feliz 2015.

 

Eu e a minha família já nos confraternizamos na virada do ano. Não, não estou na Austrália ou Japão, nem em outro país, onde, de acordo com o movimento da Terra o novo ano já começou. Estou em Blumenau (SC). E, aqui e em todo o Brasil, já estamos vivendo o novo ano.

 

Você deve estar pensando: esse cara está doido, ainda não soou as doze badaladas da meia noite. Pois é, não é apenas a minha família que comemorou a passagem do ano, muitas outras também. Nós seguimos o relógio da natureza que foi instituído por Deus, ou seja, o dia começa na parte escura com o por do Sol, veja esses versos:

 

"No princípio Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1:1

 

Deus chamou à luz dia, e às trevas chamou noite. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o primeiro dia. Gênesis 1:5

 

Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o segundo dia. Gênesis 1:8

 

Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o terceiro dia. Gênesis 1:13"

 

Assim sucessivamente. Portanto o por do sol aqui em Blumenau foi às 20:14 h, em São Paulo às 19:57...

 

E tem mais, se você mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, está em vigor o horário de verão. Lembrou. Os relógios foram adiantados em uma hora. Portanto, se for para seguir o relógio oficial, a meia noite nessas regiões ainda será 23 horas. Por isso procuro fazer a vontade de Deus e seguir o seu horário que não sofre alterações.

 

Apesar dessa "controvérsia" Feliz Ano Novo para você e sua família.

 

Que em 2015 Deus possa ser a prioridade em sua vida.

comentários[1]

31

dez
2014

Como encarar um novo ano?

 

Jesus Tem as Chaves


Estas são as palavras dAquele que é santo e verdadeiro, que tem a chave de Davi. O que Ele abre ninguém pode fechar, e o que Ele fecha ninguém pode abrir. Apocalipse 3:7


A poucas horas do fim do ano, caem bem as palavras de Fernando Pessoa, quando diz:


"De tudo ficam três coisas: / A certeza de que estamos sempre começando, / A certeza de que precisamos continuar, / A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar. / Portanto, devemos fazer da interrupção um caminho novo, / Da queda, um passo de dança, do medo uma escada, / Do sonho uma ponte, da procura um encontro."


Sem dúvida, ao olhar para trás, temos um sentimento de gratidão por tudo de bom que aconteceu conosco. As vitórias conseguidas sozinho ou em família. Coisas que não dá para descrever, mas que foram sentidas e experimentadas.


Nesta época do ano, nossa fragilidade humana e nossa transitoriedade são acentuadas. Sabendo disso e de nosso temor pelas consequências de um mal feito, ou da incerteza do futuro, Jesus nos diz: "Eu fecho e ninguém abre, abro e ninguém fecha."


Ele está dizendo: Vou fechar. Nada de mágoa, nem de ficar voltando o DVD de sua vida para rever o que não foi bom e se lamentar de novo. Esqueça o que se foi. Eu já perdoei e joguei fora o código de entrada. Você não tem mais acesso. Ele diz: "Aspergirei água pura sobre vocês e ficarão puros" (Ez 36:25).


Mas Jesus também diz com Sua soberania: "Eu abro e ninguém fechará." Talvez você que está lendo este devocional esteja aguardando a transição de 31 de dezembro para 1º de janeiro para Deus começar a agir. Como se Ele tivesse engatilhado milhões de pedidos que serão acionados no primeiro minuto de 2015.


Acredite: agora mesmo Ele está Se movimentando. Primeiro fechando, tirando do alcance da nossa vista o que podia ter sido e não foi: desapontamentos, amargura e erros que cometemos. Em segundo lugar, Ele também diz: "Vejam, estou fazendo uma coisa nova! [...] Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo" (Is 43:19).


Pense agora em alguma coisa importante para o seu futuro: saúde, emprego, entrar na universidade, passar num concurso, encontrar um companheiro para a vida... Para qual dessas coisas gostaria de ver Jesus abrindo uma porta? Por que não Lhe confiar nossos sonhos e planos?

 

Adaptado da meditação matinal 2012 - CPB

comentários[0]

25

dez
2014

Como reaproveitar sobras da ceia de natal

 

Neste post vamos te ajudar a reaproveita as sobras da sua ceia de natal sem perder o glamour... são dicas simples mas muito importantes!!!

Tome nota!!!

 

 

Saladas


Para reaproveitar as sobras das nozes, amêndoas e frutas cristalizadas você pode fazer uma salada com creme de leite e a salada que preferir, pode ser alface, repolho, etc. O mix de doce com creme fica ótimo.



Frutas


Na hora de montar a mesa para a Ceia as frutas são indispensáveis, mas na hora de comer elas ficam mais como objeto de decoração, com tantas opções as frutas normalmente ficam pra última hora, para reaproveitá-las você pode fazer uma bela salada de frutas e aproveitar pra compensar os "excessos" da noite anterior.



Sanduíches


Em casos de sobras de Chester e Peru você pode desfiá-los e fazer um sanduíche personalizado com requeijão, coloque o pão francês no forno durante alguns minutos e prontinho, já está garantido um café da tarde maravilhoso.


Massas


Você pode fazer um espaguete ao óleo, com molho branco e vermelho e acrescentar o Chester ou outra carne da noite anterior juntamente com as ameixas secas, frutas cristalizadas, nozes e etc... Um luxo!

 

Que saber: use a sua criatividade, mas evite o desperdício.

 

Fonte: Adaptado de http://receitasnarede.com

comentários[1]

23

dez
2014

6 dicas úteis para você se manter bem em longas viagens

                                                         

                                                orebate-gilsonpontes.blogspot.com

Seja de avião, ônibus  ou navio, as viagens de fim de ano podem ser mais longas e demoradas, principalmente pela grande quantidade de pessoas que resolvem passar as férias longe de suas casas. Para garantir o bem estar e a diversão do passeio,  é importante tomar alguns cuidados antes e durante o trajeto, como manter a hidratação e ter uma alimentação leve. Pensando em proporcionar uma viagem longe das preocupações com a saúde, o clínico geral José Marcos Góis, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, da algumas dicas. Confira: 
 
1) Procure, mesmo sentado, fazer movimentos com as pernas e rotacionar tornozelos para evitar inchaços e dores nas pernas. Se puder, levante-se e faça alongamentos;
 
2) Alimente-se com moderação. Não embarque com a barriga cheia ou com fome e evite refeições pesadas antes da viagem, desta forma você diminui os riscos de enjoo;
 
3) Não deixe de se hidratar. O ideal é beber um copo de água a cada 1h para evitar a desidratação, que causa irritação, sonolência e reduz a pressão arterial;
 
4) Mantenha seus medicamentos habituais em um local de fácil acesso, como nécessaires, e informe para seus acompanhantes onde estão guardados. Em casos de crises e dores você terá facilidade para se medicar. Lembre-se que nenhum medicamento pode ser administrado sem orientação médica;
 
5) Se você sofre com doenças como hipertensão ou diabetes, avise a equipe responsável pela viagem ou seus acompanhantes. Caso você tenha alguma alteração, todos estarão preparados para eventuais emergências;
 
6) Se o  seu período longe de casa for longo, não deixe consultar seu médico e realizar um check up preventivo. Não corra riscos e aproveite os dias de descanso.
 
 
Fonte: Vila Mulher - Via Lake Villas

comentários[0]

2

ago
2014

Honestidade: você mentiria para se manter no emprego?

 

Funcionária da Vivo recebe indenização de R$50 mil por se recusar a mentir para clientes.

 

Uma funcionária da operadora de telefonia Vivo irá receber uma indenização de 50 mil reais por se recusar a mentir para clientes. O objetivo da empresa era priorizar a contratação sobre planos pós-pagos informando aos clientes que o sistema para planos pré-pagos estava indisponível.Por não aceitar a prática, a funcionária foi alvo de xingamentos e brincadeiras na companhia.

 

Uma testemunha, cujo depoimento foi reforçado por outro funcionário da loja, relatou o caso ao juiz Marcos Fagundes Salomão, da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região do Rio Grande do Sul. Ele tentou adquirir um plano pré-pago, mas foi informado de que o sistema não estava funcionando. Quando tentou novamente, a funcionária em questão vendeu o plano normalmente e, por isso, foi hostilizada pelos colegas de trabalho.

 

O juiz também entendeu que o caso gerou problemas como ansiedade e estresse à funcionária, que ficou algumas semanas afastada do trabalho e foi demitida ao retornar. Com isso, a Vivo terá que pagar a indenização por danos morais e mais 12 meses de salário devido à doença ocupacional ocasionada.

 

Vale notar que a liberdade de consciência precisa ser preservada no ambiente de trabalho, conforme consta na Constituição Federal.

 

À INFO, a Vivo informou que "cumpre a legislação em vigor e que irá interpor Recurso de Revista ao Tribunal Superior do Trabalho visando a modificação de tal decisão".

 

Fonte: INFO

 

OBS.: [PG] Infelizmente, muitas pessoas fazem de tudo para se manter em um emprego, ou mesmo pertencer a um grupo social ou de "amizade". A honestidade e a verdade devem ser sempre a prioridade. Caráter é o que nos identifica. Se fosse a Vivo, iria valortizar a atitude dessa funcionária, pois nela pode-se confiar, enquanto aos outros que fazem tudo ...

Você decide.

comentários[1]

24

jul
2014

Saiba qual é a melhor hora do dia para pedir um aumento

 

Nós todos sabemos que essa vida não é fácil e que, de vez em quando, o jeito é chamar o chefe e falar com ele sobre quão bem você trabalha e o como seria bacana receber um aumento. Se essa atitude é algo que você pretende tomar em breve, nós temos uma dica valiosa: é melhor falar com o chefinho antes do almoço!

 

Esse conselho é, na verdade, fruto de uma pesquisa feita pela Academy of Management. Intitulado "Eu preciso de comida e eu mereço um aumento", o estudo teve algumas conclusões curiosas, como, por exemplo, a de que a fome faz com que nos sintamos com mais poder, uma vez que pensamos mais em nós mesmos e em nossas necessidades.

 

Uma questão de poder

 

Huffington Post

 

Essa questão toda, pelo visto, faz com que o sujeito sinta e aja com mais confiança, como se tivesse mais direito sobre alguma coisa ou situação. Essa mesma sensação de empoderamento pode ser também negativa, tanto que alguns chefes mais antenados estão oferecendo mais comida aos seus funcionários na parte da manhã, para deixá-los satisfeitos e quietinhos. Há até os que marcam reuniões e conversas importantes para depois do almoço.

 

De acordo com os pesquisadores, empresas que fornecem alimentos no ambiente de trabalho têm funcionários mais calmos e agradecidos. A verdade é que a fome faz com que as pessoas pensem em seus próprios objetivos antes de pensar nos demais membros de um grupo.

 

A pesquisa

 

 

Pode parecer maluquice para algumas pessoas, mas vale frisar que os pesquisadores realizaram dois testes, sendo que o primeiro envolveu a participação de 103 estudantes universitários. Eles foram entrevistados duas vezes: quando entraram e quando saíram do refeitório, na hora do almoço. Isso deu aos pesquisadores a possibilidade de comparar as respostas.

 

As perguntas eram relacionadas ao nível de fome de cada pessoa e também a questões psicológicas cujas respostas variavam de "discordo plenamente" a "concordo totalmente". O resultado revelou que os que ainda não tinham se alimentado apresentavam um nível maior de empoderamento.

 

Parte dois

 

The Arrogant Chef

 

A outra parte da pesquisa também avaliou universitários: dessa vez, 166 acadêmicos. Eles realizaram tarefas em dois ambientes, sendo que o primeiro tinha cheiro de pizza e o segundo não tinha.

 

Na primeira sala, um indivíduo entrou na para retirar uma pizza do forno - golpe baixo! Já na segunda, uma pessoa entrou apenas para pegar um lápis. A conclusão foi a de que a indução à fome (ou à vontade de comer) também mexe com a sensação de poder. Por isso, se você quiser conversar com seu chefe e mostrar a ele o quanto você merece um aumento, não deixe para fazer isso depois do almoço, hein!

 

comentários[1]

5

jul
2014

Seu cão não é tudo aquilo que você imagina ser.

 

Talvez porque a gente tenha crescido assistindo a uma coleção de filmes e animações em que os animais são fofos, parceiros ou os grandes salvadores da pátria, acreditamos que eles são cheios de consciência e emoções humanas.

 

No grande entanto, essas histórias, por mais lindas e cheias de esperanças que sejam, não costumam ser verdadeiras. Não quero destruir nenhum conto de fadas que você tem aí na sua cabeça, mas chegou a hora de encarar a verdade nua e crua.

 

 

É triste, mas é a realidade: Seu cachorro não vai salvar você.

 

10

 

Sabe aquela história de que a Lessie sacrificaria a própria vida para salvar a de seu dono, porque ela aprendeu a amá-lo mais do que tudo? Bobagem. De acordo com pesquisadores da Universidade de Western Ontario, a Lessie e tantos outros animais que protagonizam essas histórias miraculosas são exceção à regra (se é que eles existem). A maioria dos vira-latas não são inteligentes o suficiente para nos ajudar.

 

Pior ainda: alguns simplesmente não se importam. No primeiro de dois testes, 12 donos de cães levaram seus animais de estimação para passear em um campo aberto. Com a exceção de um estranho e uma câmera escondida, o campo estava vazio. Uma vez que os donos e seus animais chegavam a um local previamente combinado, o dono fingia um ataque cardíaco e caia no chão.

 

Bom, se você é uma pessoa que acredita em fantasias, pode esperar que o cachorro faça uma massagem cardíaca, ou vá buscar alguém pra salvar a vida de seu dono. Mas não foi nada disso que aconteceu. Os cães ficaram piscando, ou cutucando seus donos. E quando eles não responderam ao toque, ficaram de boa no campo. Como se nada tivesse acontecido. Apenas um dos cães, um poodle, correu para o estranho que estava em cena - mas só porque ele queria brincar.

 

Se você está se perguntando se a presença de um estranho pode ter confundido confundido os cães, ou se eles não entendem o conceito de um ataque cardíaco, os pesquisadores elaboraram um segundo teste.

 

Desta vez, os donos entraram num escritório, passando por alguém em uma recepção até chegarem em um quarto dos fundos, onde ficaram presos debaixo de uma estante caída. Eles suplicaram para seus cães correrem e trazerem ajuda. Mas, infelizmente, assim como no primeiro teste, os cães não responderam.

 

Talvez se tivessem sido treinados como cães de resgate teriam sabido o que fazer. Mas não foi caso.

 

fonte: Hypescience.

comentários[0]

29

jun
2014

A TV está te matando?

                 

   

                                                   

Se existe algum vilão ainda mais criticado do que o açúcarna era moderna, esse vilão é a TV. Acusada de tudo pelos cientistas - de fazer as crianças perderem o sono e irem na escola, de tornar as crianças mais fraca, de estar ligada a agressividade infantil, de aumentar o risco de doenças cardiovasculares, de fazer mal principalmentea crianças com menos de dois anos etc -, um novo estudo agora se junta ao coro já existente de pesquisasque dizem que a TV pode te matar, e sugere que ficar em frente a uma telhina por mais de três horasao dia pode encurtar sua vida.

 

O novo estudo contou com mais de 13.000 adultos aparentemente saudáveis na Espanha. Os que passaram mais de três horas por dia assistindo à televisão tinham o dobro do risco de morte precoce em comparação com aqueles que assistiram a menos de uma hora de TV por dia.

 

Os participantes do estudo eram altamente educados, magros e ativos. A média de idade foi de 37 anos. Participantes com diabetes, doenças cardíacas ou câncer foram excluídos da pesquisa.

 

Ao longo de aproximadamente oito anos, houve 97 mortes - 19 por doenças cardíacas, 46 por câncer e 32 devido a outras causas, como acidentes e doença renal ou hepática.

 

Os pesquisadores então compararam o risco de morte com o tempo gasto em atividades sedentárias, como assistir TV, trabalhar em um computador e dirigir. Não foi encontrada nenhuma relação entre morte prematura e dirigir ou trabalhar em um computador, mas os riscos associados com assistir TV foram impressionantes.

 

Para cada duas horas adicionais que uma pessoa gastou assistindo TV, o risco de morte por doenças do coração deu um salto de 44%, o risco de morte por câncer subiu 21% e o risco de morte prematura subiu 55% para todas as outras causas, em comparação com pessoas que disseram assistir menos de uma hora de TV por dia.

 

Causa ou ligação?

 

A TV não é exatamente uma assassina profissional que anda por aí com uma metralhadora atirando nas pessoas. Então como explicar esses resultados?

 

Os cientistas se perguntaram se pessoas já gravemente doentes assistiam mais TV porque não eram fisicamente capazes de fazer outra coisa. Eles excluíram as 35 mortes que aconteceram nos três primeiros anos do estudo, na esperança de tirar essas pessoas da pesquisa - e os resultados só ficaram mais fortes.

 

Então eles pensaram na possibilidade de que as pessoas tendem a consumir mais alimentos processados e bebidas açucaradas quando assistem TV, de modo que ajustaram os resultados para controlar os efeitos de lanches e bebidas açucaradas na saúde. Mais uma vez, os resultados só ficaram mais fortes.

Eles continuaram a tentar eliminar coisas que podiam explicar as estatísticas, tais como tabagismo, idade, sexo, peso e se as pessoas seguiam ou não uma dieta mediterrânea. Nada parecia afetar os resultados.
Mas isso não significa nem prova que assistir muita TV leva a uma morte precoce; apenas demonstra que existe uma ligação entre as duas coisas.

 

De acordo com o Dr. Lennert Veerman, pesquisador em saúde pública da Universidade de Queensland, na Austrália, a ligação entre a visualização de TV e morte precoce é, provavelmente, indireta. Quanto mais tempo as pessoas gastam assistindo TV, menos tempo têm para coisas que são conhecidas por prolongar a vida, como ver os amigosou fazer exercício.

 

Além disso, ele afirma que o estudo não incluiu alguns fatores potencialmente importantes, como saúde mental, desemprego e consumo de álcool.

 

"Eu, pessoalmente, ainda acho que é mais provável que assistir TV seja um indicador de risco do que uma causa de morte", disse Veerman.

 

No entanto, se existe um acordo entre os todos os cientistas, é de que a melhor coisa que as pessoas podem fazer é minimizar seu tempo na frente telinha.

 

Fonte: [WebMD] via hypescience

comentários[0]

Clima Tempo