Portal da Educao Adventista

*educar para salvar *

29

set
2015

A Atuação como Professor de Bíblia

 Na maioria das escolas o Capelão é também o professor de Bíblia, o que torna ainda mais nobre sua tarefa, pois só o fato de ser professor de Bíblia já é uma obra de valor preciosíssimo, devendo ser o orientador na descoberta das verdades bíblicas.

            O professor tem algumas funções, e aqui destaco algumas:

Função Técnica: o devido preparo em conhecimentos para o exercício do magistério, devendo sempre atualizar-se;

Função Didática: é o preparo que capacitará uma melhor orientação da aprendizagem do aluno utilizando métodos e técnicas ativas;

Função Orientadora: é um auxiliador na busca a encontrar saídas para as dificuldades de cada aluno, dentro da problemática de vida, para que possam realizar-se o mais plenamente possível.

Função Facilitadora: o professor deve criar condições que levem os alunos a tomar iniciativas por eles mesmos, isto é, que eles mesmos coordenem e executem os seus próprios passos no caminho da aprendizagem.

            Mais do que ter que possuir qualidades, técnicas e habilidades, existe ainda o fator de responsabilidade que pesa sobre tal tarefa a desempenhar. Ser professor de Bíblia é mais que ensinar uma matéria, é mais que dar estudos bíblicos ou ensinar histórias bíblicas, é uma tarefa que só na eternidade se conhecerá seus resultados de tão extenso e vasto que serão os seus resultados.

            Segundo Ellen White os que tiverem mais vocação para o ministério são esses que deveriam ser empregados para serem professores de Bíblia. Devem ser acurados estudantes da Bíblia, homens que sejam verdadeiros cristãos, e ainda mais, que seus ordenados sejam pagos do dízimo.

Além disso, existem ainda quatro aspectos fundamentais para o bom desempenho do professor de Bíblia.

O Horário: deve-se colocar as aulas de Bíblia nos primeiros horários (antes do recreio); O livro texto: deve adaptar a realidade de cada turma, integrar conteúdos que possam possibilitar os alunos a tomarem parte no processo ensino aprendizagem; A escola: dar o devido valor e destaque que a disciplina requer, sem interferência em suas aulas; O professor: escolher elemento habilitado (pedagogicamente e teologicamente), e que tenha claramente habilidade e/ou gosto para lidar com adolescentes.

Envie para um amigo

Deixe seu comentário

Não há comentários a serem exibidos!

Assinar RSS

mais buscadas

2004-2011 Educação Adventista Todos os direitos reservados.