Portal da Educao Adventista

*educar para salvar *

24

jan
2017

Dez dias de Oração e Jejum

Baixe as mensagens em ppt dos dez dias de oração e jejum

https://www.dropbox.com/s/4rx2o2rzhbg4fkj/10 dias de oração e 10h jejum.zip?dl=0

comentários[0]

31

out
2016

Jesus Como Mestre: Um exemplo a ser seguido.

            Nos relatos sobre o ministério de Jesus, não nos é possível demarcar uma separação nítida entre pregação e ensino, tão entrelaçados que um não pode ser totalmente separado do outro.

            Vamos focalizar nosso olhar sobre o cotidiano de Jesus, seus gestos e sua prática pedagógica em seus contatos criadores da vida e da esperança. Jesus fez uma clara opção pela prática em relação ao discurso e à fala. Este dado tem enorme relevância para os obreiros cristãos que costumam eleger a fala como principal instrumento de ensino.

            Tomamos o Sermão da Montanha, onde Jesus inicia o ensino centrado no discurso ( Mateus 5, 6 e 7:1-23 ). O desfecho do sermão é onde Jesus privilegia a prática (Mateus 7:24-27 ). Ele não apenas recomenda a prática de seus ensinos como também põe em prática, à vista de todos, a sua graça e sua misericórdia. Vemos isto através das curas que realizou:

Mateus: 8:1-4 ........ .A cura de um leproso.

Mateus: 8:5-13 ........A cura do criado de um centurião.

Mateus: 8:14-15 .......A cura da sogra de Pedro, etc...

            Com a prática das curas Jesus devolve a dignidade aos pobres, aos marginalizados ( mulher adúltera, leprosos ) e outras categorias oprimidas pelo sistema social daquela época. Cada docente deve estar atento ao que passa ao seu redor desenvolvendo o exemplo do mestre.

            Todo o discurso de Jesus é, antes de tudo a explicitação de sua prática. Ele é coerente porque sua prática é o ponto de partida de seu discurso. Esta é uma das razões pelas quais Ele foi rejeitado. A liderança dominadora não conhecia a pedagogia da misericórdia, aquela que, diante dos abandonados e sofridos, começa com atos libertadores.

            A prática pedagógica de Jesus exige que a sociedade humana seja colocado ao avesso. Não basta que uma pedagogia se concentre na prática para que venha a merecer o qualificativo de cristã. Para ser cristã é fundamental que esta pedagogia esteja comprometida com os valores do céu.

            Será que os resultados que estamos produzindo no ensino  são frutos da verdadeira misericórdia cristã?

Marcos: 2:17........ Jesus destaca a importância do homem diante da criação.

Mateus: 18:10-14........ A parábola da ovelha perdida retrata, melhor que qualquer outro episódio, a dimensão absoluta da pessoa, singular para Jesus. É no contexto da família de Deus que uma pessoa pode ter seu valor maior. Tendo a pessoa como centro de sua preocupação, também vemos a valorização inquestionável da criança, grupo marginalizado e desvalorizado naquela época: Mateus 18:1-6; 19:13-15.

            Jesus era simples, humilde, não há em Sua instrução nada vago ou difícil de ser entendido. Ele falava e agia com clareza e ênfase, com força solene e convincente. Jesus não tinha um púlpito, ou uma escola. Ele ensinava, pregava e curava junto ao mar, nas sinagogas, no monte, nas casas, cidades e povoados, no campo, no caminho, no templo, etc.

            Seu ensino é ancorado em situações comuns do dia-a-dia das pessoas: o sal, a luz, o relacionamento senhor X servo, as aves do céu, os lírios do campo, o comer, o vestir, a porta estreita e a porta espaçosa, a seara, o trabalho, a semeadura, o pastoreio, a árvore e seus frutos, etc... Ele não escolheu sábios, nobres ou ricos para seus discípulos, mas convidou rudes pescadores, consertadores de redes, um coletor de impostos, etc.

            Precisamos considerar seriamente os ensinos de Jesus, porque cada educador tem uma vocação divina: lutar pela restauração da imagem de Deus no ser humano, anunciar a mensagem de salvação para o homem, que é a essencia da educação. Esta é a razão primária da existência da escola e por isto mesmo toda a sua atividade de ensino, tem que perseguir este objetivo com obstinação.

mestre

comentários[0]

8

jun
2016

A Bíblia é por excelência uma fonte literária

Poesia - caracteriza-se pelo paralelismo, não pela metrica, ritmo ou rima. Ex. Prov. 28: 26 - “O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria será salvo”. (Contraste)

Biografia - A história dos grande homens e mulheres da Bíblia. (Daniel, José, Rute, Jesus, etc)

AS FIGURAS DE RETÓRICA 

Metáfora - comparação, onde o sentido não é literal mas figurativo.

“Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor” (João 15.1)

“Eu sou a porta “Eu sou o caminho”; “Eu sou o pão vivo”; “Vós sois a luz, o sal”; “a candeia do corpo são os olhos”;

Prosopopeia - E a personificação de coisas inanimadas, atribuindo-se lhes os efeitos e ações das pessoas. Isaias 55:12, “Os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas”. 

Ironia - Expressão que significa o contrário do que se está pensando ou sentindo; é usada para diminuir e depreciar, mas também para louvar e engrandecer. o profeta Elias, no Carmelo, fala aos sacerdotes do falso deus Baal: “Gritai em altas vozes, pois ele é um deus; ou está em viagem, ou porventura está dormindo, e necessita que o acordem”.

Hipérbole - Figura que engrandece ou diminui exageradamente a verdade das coisas, para apresentá-las vivas à imaginação. Os Espias - “Vimos ali gigantes... e éramos aos nossos olhos como gafanhotos... as cidades são grandes e muradas até o céu” (Nm 13.37; Dt 1.28).

Fábula - Narrativa em que seres irracionais e objetos inanimados são apresentados falando, com paixão e sentimento humano para ensinar lições morais.

2 Reis 14.9 - “O cardo que estava no Líbano, mandou dizer ao cedro que estava no Líbano: dá tua filha por mulher a meu filho; mas passou uma fera que estava no Líbano e pisou aos pés o cardo”. 

As narrativas

Epopéia -  Os feitos de um herói nacional. Por exemplo, Abraão, Gedeão, e Davi.

Épico - aparecem as narrativas de pessoas com façanhas militares. Lembramos a vida dos israelitas no deserto e a conquista de Canaã.

Tragédia - é a história da decadência de um indivíduo, da fama e honradez ao desastre e a miséria (Sansão, Saul e Salomão).

Romance  - Aparece este gênero nos livros de Rute e de Cânticos dos Cânticos.

 “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hb 4.12).  

comentários[0]

30

mai
2016

Palestra capela dia dos namorados

comentários[0]

24

mai
2015

Abrangência da Capelania

"A capelania participa do processo educativo em todos os segmentos da escola. Tem o aluno como primeira pessoa na sua atenção, mas passa também pelo apoio à familiares, além dos professores e funcionários que também experimentam as oportunidades de crescimento espiritual que a Bíblia oferece. Dirigida por um pastor, com o compromisso de valorizar o projeto pedagógico, o capelão coordena a área de ensino religioso, estimula momentos de busca a Deus e coopera com a direção, em ações que tornem o colégio um divulgador dos ensinos do Senhor Jesus." (Capelania do Colégio Batista, 2005.

comentários[0]

8

mai
2015

Projeto Capelania Universitária

%u2022 O que é a Capelania Universitária? 

É um serviço assistencial religioso de apoio espiritual, centrado nos princípios bíblicos. Comprometida com a formação integral do ser humano no resgate dos valores construtivos, transmitindo palavras de orientação e encorajamento às pessoas em momentos especiais ou de crise. O serviço prestado pela Capelania consiste em atender, aos que desejam um auxílio espiritual, uma palavra de amparo e consolo em momentos de dificuldade, bem como compartilhar momentos de alegria e gratidão.

%u2022 O que é um capelão universitário?

Define-se por capelão universitário um representante legal da instituição, responsável pela assistência espiritual. Cuida da área espiritual de alunos, professores e funcionários da comunidade universitária.  

Objetivos

Geral

Oferecer gratuitamente apoio espiritual aos estudantes da Escola.

Específicos

- Distribuir a Bíblia, porções bíblicas e literatura cristã.

- Promover reuniões de oração e estudo bíblico com os alunos

- Aconselhar alunos, funcionários e professores, com agendamento prévio.

- Desenvolver devocionais com os funcionários. Os horários das devocionais serão

  planejados com a liderança do departamento.

- Assistir alunos, funcionários e professores, em momentos de dor e perdas.

- Palestras sobre Qualidade de Vida: princípios da boa alimentação e saúde, princípios

  esses que gerem uma melhor qualidade de vida. Palestras com profissionais de saúde

  (médicos, fisioterapeutas, engenheiro agrônomo, psicólogos, nutricionistas, etc.)

- Eventos de dignidade humana (campanhas de altruísmo): promover campanhas que

  estimulem o interesse do aluno pela diminuição do sofrimento do seu próximo.

  Campanhas para ajudar alguém da escola ou vizinhos de alunos servem para estimular

  o altruísmo e o senso de responsabilidade humana para com o próximo.

O capelão e o sigilo

A capelania é um serviço muito mais voltado a ouvir as pessoas em suas angústias, nas suas aflições, nas suas crises existenciais, e muitas vezes nas suas confissões.

O capelão deve ser a pessoa mais capaz para guardar sigilo de todas as relações estabelecidas com o aluno e funcionários.   

Execução do Projeto

Para a execução deste projeto será composta uma equipe de quatro pastores, que farão o atendimento e execução das atividades propostas. Sendo que cada pastor escolheria uma noite, em acordo com a direção da Faculdade, para estar disponível para sua participação voluntária no projeto. Assim, durante um mês, será proporcionado a Faculdade quatro noites de atendimento.

comentários[0]

14

abr
2015

Projeto Antitabagismo

 

 

 

 

 

 

 

 

Público alvo: Alunos Educação Infantil ao Ensino Médio.

Período de execução: 25 a 30 de Agosto de 2013

Justificativa: A organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o tabagismo deve ser considerado como uma pandemia e como tal ser combatido. O tabagismo é a maior causa, isolada e evitável de doença e morte.

O fumo é responsável por:

  • 30% das mortes por câncer

  • 90% das mortes por câncer de pulmão

  • 25% das mortes por doenças do coração

  • 25% das mortes por doença cerebrovascular 

    Objetivos Gerais:

  1. Compreender os efeitos do tabaco na vida física e espiritual.
  2. Decidir nunca fumar.
  3. Decidir deixar de fumar.

Áreas do Conhecimento:

  1. Português
  2. Religião
  3. Ciências
  4. História
  5. Química
  6. Matemática

Objetivos Específicos:

- Português: Alertar as pessoas amigas e familiares a respeito dos males causados pelo cigarro.

- História: Conhecer a história do tabaco no Rio Grande do Sul e/ou no Brasil.

- Ciências: Decidir respeitar e cuidar do meio ambiente, da Natureza que Deus criou.

- Religião: Aprender a cuidar do corpo como a máquina viva mais perfeita do Universo.

- Química: Descobrir alguns elementos/venenos químicos que compõem um cigarro e pesquisar

                   sobre cada um deles.

- Matemática: Aprender a importância de cuidar bem do dinheiro como meio para promoção da

                         saúde e bem-estar pessoal e social e/ou Calcular o custo que um fumante tem por mês

                         e por ano, de acordo com o número de carteiras de cigarro que consome por dia.

 Estratégias:

  1. Realização de uma Capela
  2. Realização do curso como deixar de fumar em 5 dias, em conjunto com o Colégio Adventista de Sarandi.
  3. II Caminhada e corrida contra o fumo
  4. Atividades em Sala
  5. Filme contra o tabaco
  6. Palestra
  7. Cigarrão
  8. Encenação de um sepultamento do Cigarro
  9. II Caminhada Contra o Fumo
  10. Divulgação: interna e externa

 Desenvolvimento das Estratégias:

1. II Caminhada Contra o Fumo

Data: Domingo - 25/08

2. Capela

  Será dividida em 3 partes:

  Primeira: Palestra com informações sobre o tabaco e seus malefícios. 15min.

  Segunda: Vídeo sobre os malefícios do cigarro. 20min.

  Terceira: Encenação de um sepultamento do cigarro.5min.

 3. Curso como deixar de fumar em 5 Dias

Será realizado no auditório do CAMAR, de Segunda a Sexta, às 19h 30m.

 4. Atividades em Sala

- Português: Elaborar uma carta (em grupo) pedindo para um amigo ou familiar fumante, parar de

                      fumar.

- Religião: O cuidado do corpo segunda as orientações divinas expressas na Bíblia.

- Ciências: Poluição ambiental, desmatamento, incêndios e venenos utilizados no  

                   plantio do tabaco.

- Matemática: Calcular o gasto de um dia, um mês, um ano, 30 anos de um fumante,

                         etc.

- Química: A fumaça do cigarro produz mais de 4.700 substâncias químicas. Estudar as          

                  10 mais conhecidas.

- História: Séc. X uso pelos índios, Séc. XVI entrada na Europa, Séc. XVII

                  cachimbo, Séc. XVIII tabaco mascado, Séc. XIX charuto, Séc. XX cigarro,

                  até chegar ao Brasil e RS.

 5. Divulgação do Projeto

- Exposição do cigarrão no pátio da escola.

- Painel ilustrativo.

- Divulgação nos meios de comunicação local: jornal, rádios, etc.

- Fichas de inscrições para cada equipe da gincana

fumo, antitabagismo, deixe de fumar

comentários[0]

19

mar
2015

Ideias semana da Páscoa

Na categoria link encontra o vídeo A Ponte.

Na categoria Dowloads encontra o ppt para a mensagem As 7 Últimas Palavras

 

Boa Capela.

comentários[0]

19

mar
2015

Ideias semana da Páscoa

Modelo do Programa para a capela da Páscoa

 

 

comentários[0]

19

mar
2015

Ideias semana da páscoa

Ornamentação:

comentários[0]
Assinar RSS

mais buscadas

2004-2011 Educação Adventista Todos os direitos reservados.