Portal da Educao Adventista

*Caixinha de Descobertas *

31

jan
2010

Fofucha.....Magrela em EVA

Pedido de uma colega de trabalho......



Tô aprendendo... rs
Bejitos!!!

comentários[0]

31

jan
2010

Ponteiras em EVA - dica de lembrancinha





Bejitos!!!!

comentários[3]

31

jan
2010

Sugestão para reunião de pais

Dinamica para reunião de Pais

Na primeira reunião de pais entreguei essa vasinho como o nome da criança
Explique cada criança era um sementinha. Pedi para escrever atrás do vaso o que eles gostariam que seus filhos aprendessem ou desenvolve-se ao longo do ano. Guardei.

Na segunda reunião do ano mostrei o vaso de cada um, mas agora com caule (pode ser palito de sorvete ou palito de churrasco encapado com durex verde) e uma folha. Pedi para reler o que haviam escrito e escreve-se na filha como foi o primeiro 1 º semestre e o que aguardam para o segundo semestre.

Na última reunião mostrei o vaso com o caule e agora como uma flor (pode ser de desenho, crepom ou dobradura como eu fiz) Dentro escrevi uma mensagem "Nossa semente floresceu..." e conversei com os pais sobre como todos se desenvolveram cada um no ritmo e que com ajuda da família a nossa semente floresceu.
 
obs: sugestão da amiga Vânia: http://bloguinhovania.blogspot.com

comentários[3]

29

jan
2010

Bilhete de abertura para agenda

Uma sugestão de bilhete para colar na agenda das crianças lembrando a utilidade e importância da agenda e a necessidade da assinatura dos responsáveis em todos os comunicados...

comentários[4]

27

jan
2010

Ponteiras em EVA

Sugestões de lembrancinha para receber os alunos com um toque especial em 2010!!!

comentários[2]

25

jan
2010

Bilhete para agenda

comentários[0]

25

jan
2010

Bilhetinhos para 2010

comentários[0]

22

jan
2010

Cantando a Tabuada

Do 2
Melodia: CIRANDA CIRANDINHA

 


Ciranda , cirandinha
Vamos já memorizar
A tabuada do dois
Que agora vou cantar
1 x 2 resulta dois
2 x 2 dá sempre quatro
3 x 2 lá vem o seis
4 x 2 oito no ato
Essa nova tabuada
É bem fácil de aprender
De um jeitinho bem gostoso
É assim que vou dizer !
5 x 2 lembra o dez
6 x 2 doze tem vez
7 x 2 dá o quatorze
8 x 2 dá dezesseis
Por isso criançada
Preste muita atenção
Nestes versos bem bonitos
Dessa gostosa canção
9 x 2 dá o dezoito
10 x 2 pense no vinte
E assim cantarolando
Tudo fica em sua mente.

 


Do 3
Melodia: A BARATA DIZ QUE TEM

 


A barata diz que sabe
A tabuada do três
É mentira da barata
Ela erra toda vez
Há há há
Hó hó hó
Ela erra toda vez ( BIS)
1 x 3 dá três
2 x 3 seis tem pose
3 x 3 dá nove
4 x 3 resulta doze
há há há
hó hó hó
4 x 3 resulta doze ( BIS)
5 x 3 são quinze
6 x 3 dezoito é fato
7 x 3 vinte e um
8 x 3 vinte e quatro
há há há
hó hó hó
8 x 3 vinte e quatro ( BIS )
e como é que termina
a tabuada do três
9 x 3 vinte e Sete
10 x 3 quanto é que dá
há há há
hó hó hó
trinta é fácil de lembrar (BIS)

 


Do 4
Melodia: A carrocinha pegou

 


A tabuada do quatro
Eu vou logo aprender ( BIS)
1 x 4 sempre é quatro
2 x 4 é que dá oito
3 x 4 dá sempre doze
4 x 4 dá dezesseis
A tabuada do quatro
Eu vou logo aprender( BIS )
5 x 4 dá vinte
6 x 4 dá vinte e quatro
7 x 4 dá vinte e oito
8 x 4 dá trinta e dois
A tabuada do quatro
Eu vou logo aprender( BIS )
9 x 4 é trinta e seis
10 x 4 é que são quarenta
É gostoso cantar
Quero ver se você tenta.

 


Do 5
Melodia: Escravos de Jó

 


De 5 em cinco vamos saltear
Pense, cante, deixe rolar
É 5, é 10, é 15, é 20 e 25
É 30, é 35, e 40 tem também
Depois do quarenta, o que será que tem
Pense, cante, tenta dizer
45 e 50
é fácil de aprender.

Do 6
Melodia: Eu sou pobre, pobre, pobre

 


A tabuada do seis
Vou agora recitar
Vamos logo coleguinhas
Todos a cantar
2 x 6 resulta doze
3 x 6 dá dezoito
4 x 6 vinte e quatro
Bauru está no prato
5 x 6 são trinta
6 x 6 trinta e seis
7 x 6 quarenta e dois
Bife com arroz
8 x 6 quarenta e oito
9 x 6 cinqüenta e quatro
10 x 6 são sessenta
Queijo com polenta
É muito bom amiguinhos
Essa música cantar
O problema é que agora
Fome vai nos dar .

 


Do 7
Melodia: ENTREI NA RODA

 


Refrão:
Ai eu entrei aqui
Para cantar a lei do Sete
Vou mostrar pra todo mundo
O que aprendi neste bimestre
2 x 7 são quatorze
3 x 7 vinte e um
4 x7 vinte e oito
Aposto não erro nenhum
5 x 7 trinta e cinco
6 x 7 quarenta e dois
7 x 7 quarenta e Nove
O que será que vem depois?
8 x7 cinqüenta e seis
9 x 7 sessenta e três
10 x 7 são setenta
Consegui e passo a vez !

Do 8
Melodia: Samba lelê

 


A tabuada do oito
Eu vou agora cantar
Basta pensar um pouquinho
Para as frases lembrar
1 x 8 sempre dá oito
2 x 8 dá dezesseis
3 x 8 é vinte e quatro
tem também na tabuada do seis
A tabuada do oito
Não mete medo em ninguém
Tiro um tempinho e canto
Vou é me dar muito bem.
4 x 8 trinta e dois
5 x 8 é quarenta, sim
6 x 8 quarenta e oito
Estou chegando perto do fim
A tabuada do oito
nunca mais vou esquecer
este corinho gostoso
Vai me fazer aprender
7 x 8 cinqüenta e seis
8 x 8 sessenta e quatro
9 x 8 setenta e dois
10 x 8 oitenta e eu passo !

 


Do 9
Melodia: Polegares

 


2 x 9 são dezoito
3 x 9 vinte e Sete
4 x 9 , 4 x 9
trinta e seis, trinta e seis
5 x 9 quarenta e cinco
6 x 9 cinqüenta e quatro
7 x 9, 7 x 9
Sessenta e três, sessenta e três
8 x 9 setenta e dois
9 x 9 oitenta e um
E 10 x 9, e 10 x 9
É sempre noventa, é sempre noventa
A tabuada do vezes Nove
Não apresenta problema algum
Some sempre dez, some sempre dez
E tire um, e tire um !


 

Obs: em www.alessandramiotto.blogspot.com tem um link de download para outras músicas da tabuada cantada.... ou se preferir... deixe um recadinho...

comentários[1]

22

jan
2010

Reflexão sobre os anseios de uma criança.

Queridos pais:

 

- Não me dêem tudo que quero. Não me estraguem, pois não poderão dar-me tudo, sempre.

- Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isto faz com que eu me sinta mais seguro.

- Na deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.

- Não me corrijam com raiva e nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais, se falarem com calma e em particular.

- Não me protejam das conseqüências dos meus erros. Talvez eu precise aprender pelo caminho mais áspero, da dor.

- Não levem muito a sério minhas pequenas dores. Necessito delas para obter a atenção que desejo.

- Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembrem-se de que isto me deixará profundamente desapontado.

- Não me mostrem um Deus carrancudo e vingativo. Isto poderá afastar-me dele.

- Não desconversem quando faço perguntas, senão procurarei em outro ligar as respostas que não tiver em casa.

- Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis. Ficarei extremamente chocado quando descobrir algum erro de vocês.

- Não digam que meus temores são bobos, mas ajudem-me a compreendê-los.

- Não me tratem como uma pessoa ainda sem personalidade completamente formada. Lembre-se de que eu tenho o meu próprio modo de ser.

- Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam. Isto criará em mim, desde cedo, um espírito intolerante.

- Não esqueçam de que eu gosto de experimentar coisas por mim mesmo. Não queiram ensinar-me tudo.

- Não desistam de me ensinar o bem, o respeito a vocês, aos meus colegas e aos meus professores.

No futuro, vocês verão em mim o fruto daquilo que plantarem!!!

comentários[0]

22

jan
2010

Caderno de Leitura

Caderno de Leitura


Alguns professores já estão organizando o trabalho para o ano letivo de 2010 e para ajudar, aqui estão sugestões e/ou instruções de como trabalhar com o Caderno de Leitura.

 


Um recurso a favor da alfabetização

Como surgiu a proposta?

Surgiu da observação de que muitas crianças aprendiam a ler a partir da leitura de textos que já sabiam de cor (músicas, poemas, listas de nomes de familiares e amigos e outros textos de conteúdo conhecido). A observação dessa prática motivou a proposta de organizar um caderno de leitura contendo diferentes tipos de textos conhecidos das crianças, como apoio à alfabetização.

O que se pode aprender?

O caderno de leitura possibilita:
  - Trabalhar com textos reais, de diferentes gêneros;
  - Apresentar um repertório de textos conhecidos das crianças;
  - Organizar os textos trabalhados em classe;
  - Desenvolver atividades de leitura compartilhada;
  - Incentivar as crianças a lerem antes de saber fazê-lo de forma convencional;
  - Socializar com os familiares alguns dos textos que circulam na sala de aula;
  - Promover a leitura e consulta dos textos sempre que as crianças desejarem e/ou necessitarem;
  - Criar um referencial estável de textos/palavras que podem ser usados no momento de produzir outros textos.

Que textos selecionar?

O caderno de leitura pode ter duas partes. Uma delas com textos como parlendas, poemas, quadrinhas, músicas, listas e outros textos que as crianças sabem de cor. E outra com textos que as crianças demonstrarem interesse em ter disponíveis para compartilhar com familiares e amigos: fábulas, piadas, receitas e outros

Quais os objetivos?

O caderno de leitura tem como objetivos principais:
  - Incentivar a prática da leitura e o desejo de ler;
  - Possibilitar o contato direto das crianças com textos reais;
  - Ampliar a diversidade de gêneros textuais conhecidos pelas crianças;
  - Garantir um repertório de textos de boa qualidade que se constitua num material de consulta para a escrita de outros textos;
  - Incentivar as crianças a lerem mesmo quando ainda não sabem ler convencionalmente;
  - Apresentar situações reais em que as crianças tenham que utilizar estratégias de leitura e ajustar o que sabem de cor ao que está escrito;
Desencadear atividades de leitura que exigem reflexão sobre a escrita convencional;
  - Favorecer algumas aprendizagens importantes: sobre o fato de todo escrito poder ser lido, sobre a linguagem que se usa para escrever, sobre a disposição gráfica dos diferentes gêneros textuais, sobre o valor sonoro convencional das letras...;
  - Ajudar as crianças a avançarem nos seus conhecimentos sobre a escrita.

Desde quando?

O caderno de leitura pode ser organizado com as turmas de três anos em diante:

  * Com as crianças de 3 a 5 anos, o caderno será uma oportunidade para que elas se reconheçam capazes de ler.  A seleção dos textos deve sempre ter como critérios principais: as características, conhecimentos e preferências da turma e a qualidade do material (tanto do ponto de vista do conteúdo como da apresentação gráfica). Nessa faixa etária o caderno possibilita (principalmente) resgatar textos significativos da cultura popular, ampliar o repertório de textos conhecidos, aprender que tudo o que dizemos, cantamos, recitamos pode ser escrito, que os textos são diferentes e se organizam graficamente de modo diferente, que escrevemos com letras...

  * A partir dos 6 anos, além dessas vantagens, o caderno serve também como fonte de consulta para a escrita das crianças, em situações espontâneas ou orientadas pelo professor.

Alguns cuidados com o caderno de leitura

É importante:

  - Garantir, na página inicial, uma breve apresentação do caderno com os seus objetivos, para que os familiares saibam para que serve e como será utilizado em casa e na escola
  - Deixar, em seguida, um espaço para elaboração progressiva de um índice dos textos;
  - Garantir uma boa apresentação do material (textos bem impressos, com letra legível e de tamanho adequado, recortados e colados com capricho pelo professor ou pelos próprios alunos, etc.);
  - Incentivar as crianças a terem uma atitude de cuidado com o caderno;
  - Apresentar às crianças (sempre que possível) os portadores de onde são transcritos os textos (fonte);
  - Manter a diagramação dos textos tal como é feita nos portadores de origem;
  - Deixar claro que o caderno deve ser mantido sempre na mochila das crianças, para que circule além da escola.


(autor desconhecido)

texto, leitura

comentários[7]

21

jan
2010

Material sobre jogos para download

Acesse a parte de download do blog e baixe as apostilas com sugestões de jogos e brincadeiras... ótimo para dar um tcham especial às aulas e para receber os alunos na volta às aulas...

download

comentários[14]

21

jan
2010

Brincando se aprende matemática

Os jogos constituem um espaço privilegiado para a aprendizagem e, quando bem utilizados, ampliam possibilidades de compreensão através de experiências significativas que se propõem. Seu caráter lúdico permite que inúmeras relações de naturezas diversas sejam feitas quase incansavelmente, numa quantidade bem maior do que com exercícios e propostas únicas e restritas. Porém o jogo enquanto possível elemento pedagógico não é em si o transmissor de conhecimentos. É preciso um projeto claro que integre o jogo às relações que os alunos estabelecerão no ato de jogar frente aos desafios e ações mentais e materiais que o aluno deverá fazer ao jogar. Nesta instância, o planejamento e a intenção do professor são ações fundamentais para a promoção da aprendizagem. Além disso, os jogos, por seu caráter coletivo, permitem que os alunos troquem informações, façam perguntas e explicitem suas idéias, estratégias e concepções numéricas avançando em seu processo de aprendizagem.

 

1-     50 casas

Material: tabuleiro quadriculado (50 quadrados), fichas ou sementes, 2 ou 3 dados.

Conteúdo: leitura e soma de dados, contagem, comparação de quantidades.
Cada jogador usa um tabuleiro. Um de cada vez joga os dados, soma as quantidades sorteadas e coloca o mesmo número de fichas sobre o tabuleiro. O vencedor é o que primeiro preencher as 50 casas.

 

2-     7 cobras

Material: 2 dados, lápis e papel.

Conteúdo: soma de dados, leitura e grafia de números.

Escreve-se  a seqüência numérica na folha de papel (2 a 12). Na sua vez de jogar, o jogador soma os dados e marca com um X o número sorteado. Se a soma der 7, o jogador desenha uma cobra no seu papel. Quem marcar todos os números primeiro, com o menor número de cobras é o vencedor. Quem obter 7 cobras sai do jogo.

 

3-     Cobra:

Material: folha de papel, 1 ou 2 dados, lápis.

Conteúdo: sequência numérica, soma, grafia e identificação de numerais.

Joga-se em duplas ou pequenos grupos. Cada um desenha uma cobra dividida em pedacinhos onde serão escritos os números (1 a 6 - se for jogado com apenas 1 dado) (2 a 12 se com 2). Na sua vez de jogar, o participante joga os dados e faz um X ou pinta o pedacinho da cobra que contém a quantia sorteada. Ganha quem pintar a cobra primeiro.

 

4-     Jogo dos pontos

Material: folha de papel e caneta de cores diferentes.

Conteúdo: contagem.

Pontilhar a folha cuidadosamente na horizontal e vertical de modo a parecer um quadriculado. É um jogo de estratégia para dois ou mais participantes. Cada um na sua vez deve unir dois pontinhos. Só vale um traço por vez. Aquele que conseguir fechar um quadrado deve colocar a inicia do seu nome dentro dele e continua jogando até que não haja mais possibilidades de fechar quadrados. Vence quem tiver fechado a maior quantidade.

 

5-     Quantos patos você tem?

Material: 2 ou 3 dados, folha de papel e lápis.

Conteúdo: soma de dados, sequência numérica, comparação de quantidades, representação numérica.

Combina-se antes de iniciar o número de rodadas. Cada um, na sua vez de jogar, joga os dados e efetua a soma marcando a quantidade obtida na sua folha. Ao final das rodadas, soma-se todas as quantidades obtidas e ganha aquele que obteve maior números de "patos"

 

6-     Quadrado perfeito:

Material: 25 quadrados sendo 5 de cada cor.

Conteúdo: comparação entre cores, sequência lógica, formas geométricas.

Pode ser jogado individualmente, duplas ou trios. O objetivo é formar um quadrado usando todos os quadradinhos recebidos sem, contudo, repetir cores na horizontal, vertical e diagonal.

 

7-     Número oculto

Material: lápis e papel.

Conteúdo: comparação de quantidades, sequência numérica, raciocínio lógico matemático.

Sorteia-se um jogador para iniciar. Este pensará em um número dentro do limite estabelecido pelo grupo (0 a 10 ou 10 a 20, ou 0 a 50, etc) anotando no papel sem deixar ninguém ver. Os outros participantes deverão, um de cada vez, dizer números a serem comparados com o número oculto pensado pelo jogador. O aluno que pensou no número deve dizer se os números ditos pelos amigos são maiores ou menores que o número pensado por ele, até que alguém descubra o número oculto e ganhe o direito de pensar nele, iniciando uma nova rodada.

 

8-     Nunca 10

Material: tampinhas de garrafa de cores diferentes ou palitos de sorvete coloridos (2, 3 ou 4 cores), 1 ou 2 dados.

Conteúdo: soma, noção de unidade, dezena, centena e milhar.

Cada jogador, na sua vez, jogará o dado, soma-se a quantidade e pega-se a quantidade de palitos sorteadas. Iniciando com uma cor que representará as unidades(verde, por exemplo). Ao se obter 10 palitos verdes (10 unidades) troca-se por 1 palitos (azul, por exemplo) que representa 1 dezena. A centena é vermelha e o milhar amarelo. No final das rodadas combinadas efetua-se a soma para saber qual o vencedor.

 

9- O que mudou?

Material: cartões grandes com numerais em sequência.

Conteúdo: seqüência numérica, identificação do numeral, noção de quantidade.

Os cartões são expostos no chão, ou sobre uma mesa, em seqüência numérica. Toda a classe fica de costas para os cartões e a professora retira um dos cartões. Conta até 3 e todos se voltam tentando descobrir o que mudou. Depois passa a trocar 2 cartões de lugar. Em seguida poderá tirar 2 cartões. As crianças se revezarão para substituir a professora.

 

10-  Classificando as cores

Material: 1 dado, cartelas de cores.

Conteúdo: noção de cor, de quantidade e de conjunto.

As cartelas estão dispostas com a face colorida para baixo. A criança vira uma delas e separa os objetos daquela cor (lig-lig, tampinhas, carrinhos, etc). Não se deve esquecer que a verbalização deve acompanhar constantemente as atividades, e a criança precisa aprender a justificar suas conclusões, pois só assim poderá incorporar o novo conhecimento. O professor deve estimular as reflexões: "Que cor vocês vão separar?", "Que cores sobraram?"



Obs: arquivo completo com outros jogos e brincadeiras disponível para download

jogos, brincadeiras

comentários[4]

21

jan
2010

Primeiro dia de aula requer atenção especial



No início do ano letivo, a turma chega à escola cheia de energia, novidades e saudades, mas ainda em ritmo de férias e com as atitudes "afrouxadas", pois tiveram menos cobranças, horários e compromissos nesse período. Cabe ao professor, então, reestabelecer as regras de atitudes e procedimentos para o bom convívio escolar e o trabalho pedagógico.

Quando o ingresso no ensino fundamental coincide com mudança de escola, a criança merece mais cuidados e atenção. Precisa conhecer o novo ambiente, as normas, além de se enturmar com os novos amigos. Vale o mesmo para a criança que muda de período (turno) e precisa se adaptar biologicamente a um outro ritmo.

De qualquer forma, toda a escola merece um olhar especial no início de um ano letivo. Conversar com os alunos sobre as expectativas em relação ao novo ambiente e novo período escolar é fundamental para o desenrolar de um processo saudável e seguro para todos. Os alunos, conhecedores das regras do jogo, poderão mais objetiva e tranquilamente dirigir seus esforços à aprendizagem.


Calma é imprescindível

Dar conta de lições de casa será novo desafio para a criança. Para a maioria, as tarefas, especialmente as primeiras, têm sabor especial. Elas se sentem gente grande, com responsabilidades, e o que mais querem é demonstrar serviço.

O professor não pode estragar essa história. Tem de ter consciência que o objetivo da lição de casa é despertar na criança o prazer pelos estudos, ajudá-la a fixar um conteúdo e habituar o aluno a assumir responsabilidades.

Se as tarefas são difíceis ou extensas demais, há risco de a criança associar o estudo com algo chato e negativo e criar o hábito de pedir socorro em casa. Nesse quesito, cabe ao professor fazer um alerta aos pais: ajudar o filho na lição significa levá-lo a descobrir suas próprias respostas e não bancar o aluno, se apossando da tarefa.

Grande missão

No ensino fundamental, talvez o professor sinta com mais evidência a importância de seu papel de contribuir para o crescimento de um aluno.

Constatar no rosto de uma criança o entusiasmo de ler e escrever, por exemplo, já é uma ótima recompensa para eventuais dificuldades e decepções que também fazem parte da vida profissional. Mas outras virão se o educador não perder de vista alguns dos objetivos principais de um professor nota 10:

- ensinar a pensar

- apresentar o mundo com suas diferenças sociais e culturais

- apostar e lutar pelo sucesso do aluno

- ser paciente, generoso e competente no papel de líder que propicia, na escola, a troca de conhecimentos
- ser um articulador de valores que unem o saber e o fazer;

(Autor desconhecido)

Primeiro dia de aula

comentários[0]

20

jan
2010

Moldes das aberturas

comentários[0]

20

jan
2010

Aberturas especiais para o caderno - 1º Bimestre

Para iniciar o ano com o pé direito... estou preparando essas aberturas especiais para colar no caderno dos meus alunos.... um mimo diferente....

Para cada disciplina, um desenho diferente.... cada um acompanha o molde para quem quiser aproveitar a ideia.....



Bejitos!!!!

comentários[3]

Visitinhas...

Assinar RSS

mais buscadas

2004-2011 Educação Adventista Todos os direitos reservados.